349669 2216 Ok
Banner Unipam 2017 - Institucional
Publicado em 03/03/2017
Compartilhe:

Entidades se unem em busca de solução para o problema dos moradores de rua na cidade

Durante o encontro, os assistentes sociais da Prefeitura detalharam as dificuldades do trabalho com migrantes e moradores de rua.

O encontro teve a participação de representantes da Polícia Militar, Creas, Conselho Antidrogas e Conselho Municipal de Segurança.

A Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social promoveu uma reunião na manhã desta sexta-feira (03) em busca de alternativas para resolver o problema dos moradores de rua e migrantes em Patos de Minas. O encontro teve a participação de representantes da Polícia Militar, Creas, Conselho Antidrogas e Conselho Municipal de Segurança. A intenção da Prefeitura é unir esforços de todos esses órgãos para tornar mais eficiente a atuação em torno da população de rua.

O Patos Hoje mostrou esta semana a reclamação de comerciantes e moradores do entorno da Lagoa Grande com a grande quantidade de moradores de rua. Leia mais! Os empresários alegam que eles não só pedem esmolas, como também fazem ameaças e coagem as pessoas a entregarem dinheiro.  Segundo a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social existem atualmente em Patos de Minas cerca de 150 moradores de rua, sendo que a maioria está alojada em abrigos. São cerca de 30 pessoas morando efetivamente nas ruas. 

Durante o encontro, os assistentes sociais da Prefeitura detalharam as dificuldades do trabalho com migrantes e moradores de rua. Segundo eles, o direito de ir e vir estabelecido na constituição impede que medidas mais drásticas sejam tomadas. Além disso, a distribuição de passagens para migrantes sofreu um corte de repasses por parte do Governo do Estado.

Eurípedes Donizete garantiu que a Prefeitura vai continuar oferecendo passagens aos migrantes e disse que mesmo com o corte do Governo do Estado, só este ano, mais de 130 passagens foram oferecidas. O secretário garantiu ainda que o Posto de Triagem instalado na rodoviária vai funcionar de forma permanente para evitar que o migrante tenha contato com os moradores de rua e permaneçam na cidade.

Imagens atualizado em 03/03/2017 • 12 fotos

Segundo Eurípedes Donizete, a orientação é para que o problema seja enfrentando de frente, com atuação de assistentes sociais nas ruas junto aos moradores e com o apoio da Polícia Militar, dos conselhos e da população. Segundo o secretário, serão definidas ações a serem realizadas nos três pontos de maior concentração de moradores de rua, que é a Orla da Lagoa Grande, o Mercado Municipal e a região do Coreto na avenida Getúlio Vargas.

A população pode ajudar a controlar a permanência de migrantes e moradores de rua na cidade não dando esmolas. A orientação do Programa Cidadão é para que as pessoas acionem a Secretaria de Desenvolvimento Social sempre que forem abordados por moradores de rua. O telefone é o (34) 3822 9804.

Autor: Maurício Rocha

Clínica Impar - Início: 21-08-17
Postado em 03/03/2017
Compartilhe:

5 comentários

Recentes Populares
Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Portal Patos Hoje. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Portal Patos Hoje poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!

Os comentários que receberem 20 votos negativos a mais que os positivos serão retirados do Portal.

  • sasa mutema | 8 meses, 3 semanas atrás

    em patos de minas o prefeito não consegue administrar nem a rodoviária, ela e terceirizada, imagina administrar uma cidade.

    0 0 Responder

  • Candidato | 8 meses, 3 semanas atrás

    O pior é que tem candidato a vereador, candidato eterno hominis, que não teve mais de 200 votos, menos que o necessário para sindico de curtiço, que vai reunir para resolver o que ? Deixa para os representantes de verdade. Sai fora.

    0 0 Responder

  • Adriana Menza | 8 meses, 3 semanas atrás

    Gestos estranhos. ...o povo falando de morador de rua e parece que o secretário tá é ensinando a partir carne. Affffff! !!!!!

    2 0 Responder

  • Dá vômito! | 8 meses, 3 semanas atrás

    Eu tenho nojo das palavras associações, entidades, sindicatos, ongs, clubes de serviço etc!!!! Só querem tirar vantagens pessoais. Quem quer ajudar, faz por conta própria. O que uma mão dá, a outra não precisa saber. Querem é exposição pública para tirarem proveitos pessoais. E aqui em Patos está cheio disso. Se não fizer parte de algumas associação, não ganha pra nada. Por isso, tem vereadores que enturmam nas tais associações!

    4 0 Responder

  • Adriana Menza | 8 meses, 3 semanas atrás

    Gestos estranhos. ...o povo falando de morador de rua e parece que o secretário tá é ensinando a partir carne. Affffff! !!!!!

    4 0 Responder

  • Albino Santana | 8 meses, 3 semanas atrás

    Esse secretário aí vai resolver muito. Igualzinho quando era de telecomunicações. Vix :cry:e! :cry: :cry:

    4 0 Responder

    Zanata - 8 meses, 3 semanas atrás

    Cabide de emprego. Todo mundo que fracassa aqui em Patos e tem amizades acaba se dando bem. Tem advogado que não consegue nada e vai pra prefeitura com altos cargos. Tem empresário que não consegue administrar os próprios negócios e vai pegar a boquinha da prefeitura. Aqui em Patos de Minas é assim: competência aqui não vale nada. Só vale o QI: quem indica.

    4 1

  • Brutus Fofo | 8 meses, 3 semanas atrás

    Vamos acompanhar sentados... pois se esperarmos de pé que essa turma resolva alguma coisa, vamos entrevar. Credo, não acredito que Patos não tenha pessoas melhores preparadas pra isso. Tem umas figuras aí que são totalmente sem noção.. Que piada.. Credo!!

    5 0 Responder

  • Rubens Jr. | 8 meses, 3 semanas atrás

    Não participei, não fui convidado, mas não gostei da reunião. "Segundo Eurípedes Donizete, a orientação é para que o problema seja enfrentando de frente [...]." Baita PLEONASMO VICIOSO. ENFRENTAR já é ENCARAR, ATACAR DE FRENTE, DEFRONTAR! Imagina se o problema fosse enfrentado de LADO ou POR TRÁS. Além de faltar competência administrativa a essa ZONA MUNICIPAL 2017-2020, falta a eles alguém que saiba utilizar bem a língua portuguesa. A burrice tem limites, a incompetência administrativa e linguística tem consequências drásticas! E tenho dito!...

    6 3 Responder

  • Tomaka 7 | 8 meses, 3 semanas atrás

    Tem uma turma aí nessa mesa que não sabe nem o que tá acontecendo... chega ser hilário... kkkkk.... a depender dessa turma, a coisa vai piorar muito. kkkk..

    4 1 Responder

  • PEDRO PEDREIRA | 8 meses, 3 semanas atrás

    Mais outra "reunião" que não vai dar em nada... Quem conhece uns 2 componentes desta mesa que não vou citar o nome, tire suas próprias conclusões. É Lamentável que os problemas de Patos de Minas estão sendo discutidos por este naipe de pessoas.

    6 3 Responder

carregar mais comentários