Assaltantes que roubaram carro-forte em Unaí são condenados a 120 anos de prisão

Réus roubaram carro-forte usando explosivos e armamento de alto calibre

publicado em 12/04/2019,

Eles vão cumprir na penitenciária.

O juiz da Vara Criminal e da Infância e Juventude da Comarca de Unaí, Rafael Lopes Lorenzoni, condenou cinco pessoas, que se associaram em organização criminosa para roubar um carro-forte. Cinco dos envolvidos foram condenados pelos crimes de formação e manutenção de organização criminosa e roubo. Desses, três foram condenados também pelos crimes de constrangimento ilegal, receptação e adulteração de veículo. Juntas, as penas dos réus somam quase 120 anos.

–––––––––––––––––––––––––––––––– CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ––––––––––––––––––––––––––––––––
Medic Imagem

Cinco pessoas que se juntaram para roubar um carro-forte vão cumprir 120 anos de prisão

De acordo com a denúncia do Ministério Público, em 22 de maio de 2017, na BR 251, em Unaí, os acusados, sabendo previamente que a vítima estava transportando valores, roubaram elevada quantia em dinheiro que estava no carro-forte, de propriedade da empresa Confederal.
Embora a defesa dos acusados tenha alegado ilegalidade no inquérito, falhas na denúncia e ausência de provas, o magistrado ressaltou que depoimentos de testemunhas, documentos, perícias, diligências policiais, depoimentos de vítimas formam um quadro probatório suficiente para condenar os envolvidos na ação criminosa.

O juiz ressaltou ainda que não se identificou qualquer ilegalidade nos procedimentos policiais. Todos eles foram lastreados por diligências lícitas e procedimentos autorizados em juízo.

Roubo majorado

Para o magistrado, a materialidade do delito (roubo majorado) foi comprovada, bem como a participação de quatro acusados  (S.,R.,B.,e F.) na execução do roubo ao carro-forte. Eles atuaram como autores imediatos das ações praticadas contra a empresa.
Já A., mulher de um dos envolvidos e também denunciada, participou do roubo por meio de apoio logístico e planejamento. Ela foi responsável por alugar imóveis que serviram de base para as ações criminosas em Unaí e em Formosa (GO).

Receptação

Quanto ao crime de receptação, o magistrado entendeu que as provas demonstraram a consumação do mesmo, tendo os acusados S. R., B. e F. utilizado o veículo, produto de crime anterior, Renault Duster para prática dos delitos.
Também ficou provado que os réus utilizaram desse veículo para acoplar a arma de fogo para penetração de blindagens (calibre.50).

Adulteração de veículo automotor

De acordo com o juiz, o veículo Renault Duster foi encontrado queimado nas proximidades do local do crime.
Policiais ouvidos em audiência foram claros em explicitar como a organização criminosa atuava, ocultando a identificação de veículos. Desse modo, a adulteração consistiu na alteração da placa do automóvel Duster, para o roubos a carros-fortes.

Formação e Manutenção de Organização Criminosa

O magistrado observou que também ficou suficientemente comprovado que os acusados se reuniram de maneira estável e permanente para prática de crimes graves contra o patrimônio. Os réus tinham a forma de execução sofisticada, sendo que a instrução e as investigações policiais levantaram elementos sólidos sobre a uso de armamento potente, explosivos, concurso de pessoas, utilização de identidade falsa, adulteração de veículo e diversos outros crimes anexos à finalidade de roubo.

Constrangimento ilegal

Para o juiz, o constrangimento ilegal operou-se pela exigência dos acusados em ordenar a pessoas que transitavam pela rodovia a realizar arrecadação de dinheiro e colocar no veículo de fuga, mediante grave ameaça exercida com disparos de armamento de alto calibre, conduta essa extremamente reprovável.

Penas

F. foi condenado a 27 anos de reclusão e 172 dias-multa, valorados cada dia em 1/2 do salário mínimo vigente ao tempo do crime, em razão das condições apresentadas pelo acusado, ostentando imóvel e veículos de alto padrão. Foi condenado ainda a um ano e quatro meses de detenção (constrangimento ilegal).

O réu deverá iniciar o cumprimento da pena privativa de liberdade em regime fechado.

R., B. e S. foram condenados a 27 anos de reclusão e 172 (cento e setenta e dois) dias-multa, valorados cada dia em 1/8 (um oitavo) do salário mínimo vigente ao tempo do crime. Foram  condenados ainda a um ano e quatro meses de detenção (constrangimento ilegal).
Os réus deverão iniciar o cumprimento da pena privativa de liberdade em regime fechado.

Já A. foi condenada a 11 anos de reclusão e 64 dias-multa, valorados cada em 1/8 (um oitavo) do salário mínimo vigente ao tempo do crime, considerando o padrão de vida que levava com seu esposo S.

A sentenciada deverá iniciar o cumprimento da pena privativa de liberdade em regime fechado.

Ainda na decisão, o juiz argumentou que persistem todos os fundamentos para manutenção da prisão preventiva dos sentenciados, indivíduos muito perigosos. Lembrou que o modo de execução dos crimes revela-se totalmente fora dos padrões, representativo de uma verdadeira guerra, com utilização de armamento de alto calibre, explosivos e frieza incomum.

Fonte: Assessoria de Comunicação Institucional do TJMG

Postado em 12/04/2019
Compartilhe:

12 comentários

Recentes Populares
Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Portal Patos Hoje. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Portal Patos Hoje poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!

Os comentários que receberem 20 votos negativos a mais que os positivos serão retirados do Portal.

  • edu | 1 semana, 2 dias atrás

    Então Lula deveria morrer na cadeia Lula temer e os demais bandidos políticos que vivem roubando o Brasil

    12 1 Responder

    Tâmara Tizen - 1 semana, 1 dia atrás

    E quem vai morrer na cadeia também será o seu Presidente Bozo miliciano. Safado tanto quanto!

    20 18

  • passaro | 1 semana, 2 dias atrás

    :+1:nossa que noticia mais boa se todo bandido foce assim eles iam pensar no minimo 5 vez ante de furtar parabens promotor este sim e do saco roço :+1: .

    4 0 Responder

    Tenso - 1 semana, 1 dia atrás

    O fato ai é roubar de poderosos sempre sera severa a pena aplicada,nao vou entrar em ideologias partidarias ,mais o lula so esta preso por perseguicao politica ,ele incomoda uma parte da que detem a riqueza e o poder no Brasil ,se mostrou ameça deu ascençao a uma grande classe media baixa de acular e ptoduzir riquesas e uma classe de miseraveis e descriminados antes fora das estatisticas de serem vistos ouvidos e atendidos,mexer com grupos de grande dominio financeiro em qualquer pais é crime aqui nao é diferente.

    1 4

  • Patureba | 1 semana, 3 dias atrás

    Tinha era que bota esse bandidos pra trabalharem fazerem presidios pra eles proprios quebra pedra capinar isso sim coloca eles com correntes quero ver fugir ....

    15 0 Responder

  • Li | 1 semana, 3 dias atrás

    Por que quem mata não pega uma pena dessas?

    21 0 Responder

  • Justiça | 1 semana, 3 dias atrás

    Quero fazer aqui alguns questionamentos. Primeiro quanto aos advogados do diabo que defenderam esses bandidos, alegando que houve falhas disso,falhas daquilo,meus clientes são inocentes. Não se esqueçam advogados, esses seus clientes matam suas mães rindo se for preciso. A meu ver foda se a regra toda pessoa tem direito a defesa . Essa regra para mim tinha que ser extinta . Segundo. Não sei porque cargas d'água não mostraram os nomes completos e muito menos a cara desses criminosos filhos de uma égua. Porque a não divulgação completa para que a sociedade conheça esses trastes? Terceiro. No Brasil todo tipo de traficante,estuprador e assaltante de banco deveria ter pena de prisão perpétua e ainda trabalhar dentro da prisão para pagar sua despesa.

    12 0 Responder

    Ok - 1 semana, 3 dias atrás

    A função dos advogados e tentar diminuir a pena dessas feras ai amigao, tirar os agravantes.

    8 0

  • Nem | 1 semana, 3 dias atrás

    Parabéns para os policiais e o juiz de Unaí Manda alguns juízes desse jeito para Patos de Minas e um pouco de policiais também pois estamos em falta não conseguem solucionar os problemas aqui de Patos de Minas principalmente sobre furto de caminhão carros e caminhonetes precisamos de solução Precisamos de ajuda de competências

    6 1 Responder

  • A favor da verdadeira justiça | 1 semana, 3 dias atrás

    Não consigo entender essa justiça... Porque não foram condenados a morte? Ficaria mais barato para o estado.

    6 0 Responder

    Juca - 1 semana, 3 dias atrás

    Pior que tem gente para defender esses vermes isso tinha ser uma pena de 50 anos de cadeia. E fazer trabalhar fazer tijolos brocos e outros serviço bruto.as mulheres consturar fazer roupas para upas e hospitais. Agora ficar tratando de vagabubdos do bom e melhor e pior la dentro tem um puteiro para os vagabundos comer as piranhas deles e fumar droga. Temos que acabar com isso. Antigamente preso so via mulher na revista era 30 so na safira ou punheta mesmo.

    3 1

    Tâmara Tizen - 1 semana atrás

    A previsão de morte na Constituição brasileira se restringe a crimes de guerra. Há a necessidade de se mudar a nossa Constituição.

    1 1