Feira Livre do Produtor Rural.

O Programa Minas Consciente permite o funcionamento de comércios varejistas de produtos alimentícios em municípios classificados na onda verde, como é o caso de Patos de Minas. Nesse segmento estão as feiras livres para venda de alimentos diversos, e isso significa que a Feira Livre do Produtor Rural, reconhecida pela prefeitura, segue autorizada a acontecer às quarta-feiras e sábados no galpão ao lado da rodoviária.


Contudo, para funcionar de forma segura e em conformidade com as normas publicadas para conter a disseminação do coronavírus, todas as feiras devem cumprir o protocolo sanitário previsto para o segmento (disponível na página 17 do Decreto 4.859, de 23 de junho de 2020). Na tradicional Feira Livre do Produtor Rural, por exemplo, os responsáveis implantaram, entre outras medidas:

– uso de máscaras pelos feirantes;
– disponibilização de álcool gel 70% nas barracas e na entrada;
– garantia de espaçamento entre barracas, com a armação de apenas uma barraca por feirante;
– organização de fluxo de pessoas para evitar aglomerações;
– restrição à participação de pessoas pertencentes ao grupo de risco;
– retirada de mesas e cadeiras para reduzir o consumo de alimentos no local;
– colocação de produtos em pacotes ou porções individuais;
– afixação de cartazes e banners educativos durante as comercializações.

Conforme a Emater, apoiadora da feira em conjunto com a Secretaria Municipal de Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Sustentável, todos os feirantes também foram orientados a evitar conversas desnecessárias e contato físico ao cumprimentar os clientes. Esses órgãos reuniram-se hoje (26), juntamente com o coordenador das ações de fiscalização, Rafael Godinho Nogueira, para reforçar a necessidade de seguir essas medidas. Também presentes, representantes dos feirantes agradeceram a atenção do poder público.

Clientes – Os cuidados para minimizar o risco de propagação da Covid-19 cabem tanto aos feirantes quanto aos clientes desses locais. As orientações para os consumidores estão dispostas no Programa Minas Consciente e reproduzidas no Decreto 4.859. Entre elas, estão:

-fique em casa sempre que possível;

-caso tenha sintomas de gripe ou resfriado, não saia de casa;

-utilize máscara, de preferência caseira, durante todo o período de permanência fora de casa;

-se for se alimentar no estabelecimento, retire a máscara, sem tocar na parte da frente, acondicione-a em um saco plástico e recoloque-a assim que terminar de se alimentar;

-permaneça no estabelecimento o menor tempo possível; dessa forma, planeje sua compra antes de sair de casa;

-sempre fiquea uma distância mínima de dois metros de qualquer pessoa dentro do estabelecimento;

-realize a higienização das mãos ao entrar e sair do estabelecimento, acessar balcões de atendimento e “caixas”;

-evite rir, conversar, manusear o telefone celular, ou tocar no rosto, nariz, olhos e boca, durante sua permanência no interior do estabelecimento;

-ao tossir ou espirrar, cubra o nariz e a boca com um lenço descartável, descarte-o imediatamente e realize higienização das mãos. Caso não tenha disponível um lenço descartável, cubra o nariz e boca com o braço flexionado;

-ao chegar em casa, higienize as mãos e antebraços com água e sabão;

-ao chegar em casa, higienize adequadamente todos os produtos e as embalagens dos produtos comprados nos estabelecimentos comerciais;

-não aceite degustações e evite consumo de alimentos no estabelecimento. Preferencialmente, leve os alimentos para consumir em casa.

ORIENTAÇÃO PARA OS CLIENTES: deve ser impressa e afixada em local visível no estabelecimento.

Fiscalização – O Comitê Municipal de Enfrentamento à Covid-19 e a Prefeitura de Patos de Minas prepararam uma força tarefa de fiscalização para coibir o descumprimento às normas de segurança contra o vírus. A Polícia Militar dará apoio às ações do poder público.

Fonte: Ascom Prefeitura Municipal de Patos de Minas