Familiares confirmaram no final da tarde desta terça-feira (03) a morte de Keila Cristina Miranda, 38 anos.  Ela foi atingida por disparos na cabeça e no pescoço em ataque efetuado pelo ex-marido, Ronan Custódio, que se encontra preso por ordem judicial. O crime brutal gerou comoção em Patos de Minas.

Nesta terça-feira (03), a delegada de polícia, Dra. Tatiana Carvalho Paiva, concedeu entrevista e contou detalhes de como era a relação entre Ronan Custódio de 47 anos e Keila Cristina de 38 anos. Segundo ela, Ronan era possessivo e tratava a ex-mulher como um objeto. A delegada explicou que o homem a violentava sexualmente e chegou a cortar seu cabelo como punição.

De acordo com a Delegada, no dia dos fatos, Ronan atirou contra a ex-mulher e, mesmo com ela caída ao solo, ele disparou mais duas vezes. Os projéteis atingiram a cabeça e a região do pescoço. Antes disso, ele teria ameaçado atear fogo em sua loja de roupas, onde estava trabalhando. “A sócia dela que estava na loja se trancou no banheiro e, ele tentou arrombar a porta para matá-la também e, como não conseguiu, ele acabou fugindo”, finalizou a delegada.

Ronan foi preso de forma preventiva, ou seja, sem prazo definido e foi encaminhado para o Presídio de Patos de Minas. A delegada explicou que o acusado ficou calado durante todo o tempo e preferiu não dar declarações. Keila acabou falecendo por volta das 17h45 desta terça-feira (03). O corpo deve ser encaminhado para o Instituto Médico Legal para depois ser liberado para os familiares. Ela deixa 3 filhos, fruto do casamento com Ronan. A morte comoveu e a população e muita revolta. Internautas cobram por justiça.

Matéria em atualização