Centro de Patos de Minas.

O Brasil perdeu mais de 330 mil postos de trabalho no mês de maio segundo balanço divulgado pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados – CAGED – do Ministério do Trabalho. Em Minas Gerais, a queda nos postos de trabalho também foi expressiva. Entretanto, em Patos de Minas os números ficaram praticamente estáveis.


Afetado pela pandemia da Covid-19, o Brasil já vinha de queda no número de postos de trabalho em abril. Em maio, segundo o Caged, foram 703.921 admissões contra 1.035.822 demissões, totalizando saldo negativo de 331.901 postos de trabalho. Minas Gerais perdeu 33.695 postos de trabalho. Foram 79.476 admissões e 113.171 demissões no mês de maio.

Em Patos de Minas, o mercado de trabalho permaneceu praticamente estável no mês de maio. Foram 1.272 admissões e 1.275 demissões, o que resultou em um saldo negativo de apenas três postos de trabalho. Embora negativo, o resultado é melhor do que no mês de abril, quando o município perdeu quase 700 postos de trabalho.

Pnad Contínua

O IBGE também divulgou nesta terça-feira (30) o resultado da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua Mensal (Pnad Contínua), referente ao mês de maio. A taxa de desocupação no Brasil subiu 1,2 ponto percentual e ficou em 12,9% no trimestre móvel encerrado em maio de 2020.

Isso mostra uma redução de 7,8 milhões no número de pessoas ocupadas no período. O aumento é registrado em comparação aos três meses entre dezembro de 2019 e fevereiro de 2020, quando era 11,6%. Em relação ao mesmo período de 2019, quando era de 12,3%, o aumento é de 0,6 ponto percentual (p.p).