Veja quais são os 22 bens tombados pelo Patrimônio Histórico de Patos de Minas

Por meio do tombamento é possível garantir a perpetuação da memória histórica e social

publicado em 30/08/2019,


Antigo Prédio do Fórum Olympio Borges

O tombamento é o reconhecimento público e notório da sociedade, por meio daqueles que a representam institucionalmente, ou seja, através do Conselho Deliberativo de Patrimônio Histórico e Cultural (Condepahc), materializado em um documento legal, decreto do chefe do Executivo, atribuindo proteção a um bem, conforme prevê a Constituição Federal de 1988. A intenção é garantir a perpetuação da memória histórica e social, por meio da preservação dos bens materiais que são responsáveis pela formação de sua identidade cultural.

O Condepahc tem a função de acompanhar, fiscalizar, propor ações e auxiliar, de modo geral, tanto o poder público como a sociedade civil, a preservar, proteger e promover seu Patrimônio Cultural, conforme Lei nº 7.095 de 1º de abril de 2015. O conselho é composto por 16 membros, sendo metade formada por servidores públicos e metade por representantes da sociedade civil. É constituído por agentes culturais, artistas, pedagogos, historiadores, advogados, arquitetos e engenheiros, com qualificação técnica para atuar na respectiva área. Guardiães da história, os conselheiros possuem agenda anual com, no mínimo, 12 reuniões ordinárias, nas quais analisam o Patrimônio Cultural de Patos de Minas e deliberam sobre ele.

–––––––––––––––––––––––––––––––– CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ––––––––––––––––––––––––––––––––
Clinica Medic Imagem

De acordo com o diretor de Patrimônio, Geenes Alves, o tombamento não tira a propriedade do dono, seja ela pública ou privada, tampouco seu direito de usufruir de seu bem. "O tombamento apenas impõe regras e protocolos legais para intervenções no bem, condicionando-as, gratuitamente, à análise e aprovação dos especialistas do conselho. Por outro lado, traz grandes benefícios ao proprietário/responsável, uma vez que habilita o bem a pleitear e receber recursos públicos, via leis de incentivo à Cultura e ao Patrimônio Cultural, nas esferas municipal, estadual e federal, assim como também da iniciativa privada", informou.

Abaixo, veja os bens tombados em Patos de Minas com decreto do Executivo:

1. Casa de Olegário Maciel – Museu Municipal

2. Antigo Prédio da Casa de Câmara e Cadeia

3. Antigo Prédio do Fórum Olympio Borges

4. Igreja Nossa Senhora das Dores – Areado/Chumbo

5. Igreja Matriz de Santana – Santana de Patos

6. Avenida Getúlio Vargas (Quadras Centrais)

7. Escola Estadual Marcolino de Barros

8. Escola Estadual Prof. Antônio Dias Maciel (Escola Normal)

9. Ponte sobre o Rio Paranaíba

10. Praça Dom Eduardo (Quadras centrais)

11. Igreja de Santa Terezinha do Menino Jesus

12. Altar-mor da antiga Matriz de Santo Antônio – Ponto Chic

13. Fazenda Experimental de Sertãozinho – Sertãozinho

14. Conjunto Paisagístico da Ponte do Córrego do Chumbo/Lajeado – Major Porto

15. Palácio dos Cristais (Antiga sede da prefeitura)

16. Estação Aeroportuária “José Portinho”

17. Edifício do Mercado Municipal

18. Catedral de Santo Antônio de Pádua

19. Herma de Olegário Maciel

20. Mata do Tonheco – Parque do Mocambo

21. Palacete do Dr. Itagyba

22. Palacete do Amadeu Maciel

Fonte: Ascom Prefeitura Municipal de Patos de Minas 

Imagens atualizado em 30/08/2019 • 11 fotos

Postado em 30/08/2019
Compartilhe:

22 comentários

Recentes Populares
Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Portal Patos Hoje. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Portal Patos Hoje poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!

Os comentários que receberem 20 votos negativos a mais que os positivos serão retirados do Portal.

  • POJ/BSB | 7 meses, 1 semana atrás

    Não entendi porque o Palácio dos Cristais (Antiga sede da prefeitura), também foi tombado pelo Patrimônio Histórico, pois trata-se de uma construção comum, sem nenhum valor artístico e cultural. Existem vários outros imóveis que poderiam ser tombados, pela sua beleza arquitetônica, como a residência do Dr. Benedito, situada ao lado da antiga prefeitura, a residência do Elmiro e uma outra parecida, que fica do lado direito da catedral.

    33 1 Responder

  • Éric. | 7 meses, 1 semana atrás

    Sobre o cadeião: causando enormes transtornos ao nosso presente. Dificultando trânsito e uma péssima visão, a qual só reflete tristezas. Pare com isso, ajam rápido e joguem aquilo no chão. É uma grande pedra no sapato de quem transita por ali. É um enorme atraso. Já deu o que tinha que dar há décadas.

    21 9 Responder

  • Eureka | 7 meses, 1 semana atrás

    LEVA A CAMARA MUNICIPAL PRO FORUM PRA NAO TER QUE PAGAR ALUGUEL. O ESPAÇO É ADEQUADO PARA A CAMARA DE VEREADORES.

    17 0 Responder

  • Cláudio | 7 meses, 1 semana atrás

    Procurar um serviço esses guardiões do entulho, não quer nem...

    16 8 Responder

  • Ponte do rio que não cai | 7 meses, 1 semana atrás

    Ponte do Arco no Rio Paranaíba está comprometida com tanto transito pesado (caminhões, carretas e bi-trens) circulando livremente mesmo com a placa de peso máximo 15 toneladas. Mesmo com recomendações do MP. Infelizmente no Brasil é necessário intervenção com fiscalização e penalidades...!

    14 2 Responder

    Fazendeiro - 7 meses, 1 semana atrás

    Mas existe outra rota para os caminhões? Não né. Então onde vão passar? E se fechar a ponte, onde os fazendeiros e agricultores que passar por ela para ir as suas fazendas irão passar. Enquanto não construirem outra ponte fica difícil né, pq dar a volta lá na BR aumenta muitos km

    11 6

    Eu - 7 meses, 1 semana atrás

    Fazendeiro, tem sim, passando pela estrada da Rocinha.

    0 0

  • Ricardo | 7 meses, 1 semana atrás

    Colocar como patrimônio histórico um colégio é muita burrice. O Marcolino de Barros é um dos principais colégios de Patos de Minas e não tem quadra coberta. É um absurdo não poder fazer uma boa reforma no colégio por conta disso.

    13 4 Responder

  • Palpiteiro Patureba | 7 meses, 1 semana atrás

    SOU A FAVOR DO TOMBAMENTO, TOMBA TUDO E JOGA NO CHÃO !..

    11 11 Responder

  • Observador | 7 meses, 1 semana atrás

    Pra que manter essas velharias de pé e atrapalhar os donos a fazerem o que bem entendem delas? E ainda se for dar verba para manter, é obvio que será com dinheiro retirado da populacao atraves dos suados impostos. É apenas mais uma turminha mamando na teta do servico publico . Tira umas fotos deles e passa isso logo no chao e libera o terreno pros donos fazerem predios modernos e comecarem logo a ganhar e a pagar os tributos e todo mundo ganha

    11 8 Responder

  • paco rabongles | 7 meses, 1 semana atrás

    Não são só esses prédios que devem ser tombados não. Casas residenciais com estilo arquitetônico dos anos 50 e 60 estão sendo todas derrubadas para a construção de prédios. Com muito pesar, me deparei com um edifício em construção no lugar onde era uma casa muito bonita na Rua Barão do Rio Branco entre a Rua Prefeito Camundinho e Avenida Paranaíba. É a memória da cidade que está indo embora para a construção de prédiosque atendem apenas a investimentos imobiliários lucrativos.

    11 2 Responder

  • Indignado | 7 meses, 1 semana atrás

    Alguns até concordo, mas tem outros que é so pra atrasar o crecimento de alguns projetos mais modernos.

    10 1 Responder

  • Da lua | 7 meses, 1 semana atrás

    Respeito a cultura mais acho essas construções um atraso para a cidade .e prejuízo para os proprietários. Isso não da retorno em nada para a cidade quem quiser ver coisa antiga vai num museu. É apenas minha opinião acho que todos podem ter sua própria opinião e essa é a minha

    9 10 Responder

  • Luciano Magalhães | 7 meses, 1 semana atrás

    Ótima a reportagem. A preservação da memória é um direito fundamental do ser humano. É dever da geração atual proteger e preservar o patrimônio histórico sobretudo visando a entrega de tal patrimônio para as gerações futuras. É através das boas práticas preservacionistas que tentemos viva a minoria e a nossa historia, portanto, essa educação e consciência de preservação é muito importante para a sociedade. Um povo sem história e sem memória é como uma nau sem rumo à vagar pelo oceano. Parabéns os povo da simpática e charmosa Patos de Minas, bem como ao Poder Público por tão importante iniciativa é também a esse veículo de imprensa propagadorr da notícia. Que essas atitudes sirvam de exemplo...! Luciano Magalhães - Procurador Municipal em Raposos ( Região Metropolitana de Belo Horizonte ) e graduando am Museologia pela UFMG.

    9 4 Responder

  • Antonio | 7 meses, 1 semana atrás

    Para que gastar dinheiro público com esse prédio velho da cadeia. Já devia ter sido removido e passar a rua ali melhorando o trânsito. Sem comentários....

    8 1 Responder

  • Dr Pimpolho | 7 meses, 1 semana atrás

    Queriam fazer a nova ponte com recursos particulares. Mas o ze tapera não deixou

    8 1 Responder

  • Vitima | 7 meses, 1 semana atrás

    Já que a Lei só permite aos proprietários façam reformas conforme esse dito conselho determina, que nem eles mesmo sabem quais características do imóvel para incluir no inventario, seria melhor o município indenizar aos proprietários, porque aí quando essas taperas cair não tem como eles cobrarem dos proprietários. Esse conselho deveria serem eleitos pela população e não oferecidos para ocuparem cargos neste conselho.

    8 0 Responder

  • Em dúvida | 7 meses, 1 semana atrás

    E a igreja de NS APARECIDA que tem 80 anos e não tá na lista

    7 1 Responder

  • Sanchez | 7 meses, 1 semana atrás

    Nao sou a favor das igrejas as mesmas tem grandes recursos proprios.

    2 3 Responder

  • querido | 7 meses, 1 semana atrás

    hoje com a tecnologia ai, deviam era simplesmente mapear e desenhar essa velharias e colocar nos museus pra quem se interessar ver com aqueles oculos de realidade virtual... Assim n tem necessidade de deixar essas velharias poluindo o visual da cidade. Coisas q so atrasam e n trazem nada de beneficio pra população.

    1 10 Responder

  • Arilson | 7 meses, 1 semana atrás

    Credo desse Sertãozinho !

    1 5 Responder

  • Filipi | 7 meses, 1 semana atrás

    Com todos os defeitos e amarrações e retrocessos políticos que impedem Patos de prosperar, e embora eu tenha que morar fora para ter emprego decente, é a minha cidade. Parabéns Patos de Minas ??

    0 0 Responder

carregar mais comentários