349669 2216 Ok
Banner CNA - TOPO
Publicado em 12/01/2017
Compartilhe:

Tamanduá é flagrado por moradores passeando em rua do bairro Residencial Vitória em Carmo do Paranaíba

Na madrugada desta quarta-feira (11), foi flagrado solto em via pública um tamanduá-bandeira no bairro Residencial Vitória em Carmo do Paranaíba.

Ele estava "passeando" pela rua 3 do bairro Residencial Vitória e tentando entrar dentro das residências.

Na madrugada desta quarta-feira (11), foi flagrado solto em via pública um tamanduá-bandeira no bairro Residencial Vitória em Carmo do Paranaíba.

Segundo informações era por volta das 4h00min da madrugada quando a moradora avistou o animal em via pública. Ele estava "passeando" pela rua 3 do bairro Residencial Vitória e tentando entrar dentro das residências.

A mulher disse que o tamanduá talvez estava à procura de comida e ficou perdido nas ruas do bairro. Segundo ainda ela acionou a polícia militar ambiental, mas o animal desapareceu e não foi mais visto naquele local.

O tamanduá-bandeira (nome científico: Myrmecophaga tridactyla), também chamado iurumi, jurumim, tamanduá-açu, tamanduá-cavalo, papa-formigas-gigante e urso-formigueiro-gigante, é um mamífero xenartro da família dos mirmecofagídeos, encontrado na América Central e na América do Sul.

É a maior das quatro espécies de tamanduás e, junto com as preguiças, está incluído na ordem Pilosa. Tem hábito predominantemente terrestre, diferente de seus parentes próximos, o tamanduá-mirim e o tamanduaí, que são arborícolas. O animal mede entre 1,8 e 2,1 metros de comprimento e pesa até 41 kg.

É encontrado em diversos tipos de ambientes, desde savanas a florestas. Prefere forragear em ambientes abertos, mas utiliza florestas e áreas mais úmidas para descansar e regular a temperatura corporal. É capaz de nadar em rios amplos. Seus predadores incluem grandes felinos, como a onça-pintada e a suçuarana, e rapinantes podem predar filhotes.

 Apesar dos territórios individuais muitas vezes se sobreporem aos de outros, são animais primariamente solitários, sendo encontrados com outros somente em situações de cortejamento de fêmeas ou encontros agonísticos entre machos e fêmeas cuidando de filhotes. Alimenta-se principalmente de formigas e cupins, utilizando suas garras para cavar e a língua para coletar os insetos.

Fonte: Wikipédia, a enciclopédia livre

Clínica Impar - Início: 21-08-17
Postado em 12/01/2017
Compartilhe:

0 comentários

Recentes Populares
Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Portal Patos Hoje. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Portal Patos Hoje poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!

Os comentários que receberem 20 votos negativos a mais que os positivos serão retirados do Portal.

  • Casal | 9 meses, 1 semana atrás

    Tem uns amigos meus que, quando vêem um tamanduá, vazam! É uma família de Formiga. :joy: :joy: :joy:

    3 2 Responder

  • Curió | 9 meses, 1 semana atrás

    foi só trocar o partido dos mandantes da cidade que até a bicharada começou a aparecer... :joy:

    4 3 Responder

  • Edio Batista da Fonseca | 9 meses, 2 semanas atrás

    Como seu habitat natural está sendo devastado o animal procura os centros urbanos procurando alimentos....

    3 2 Responder