Publicado em 10/03/2018 por Farley Rocha
Compartilhe:

Servidores da Educação iniciam greve em escolas de Patos de Minas e sensibilizam população

Algumas escolas em Patos de Minas já estão com as aulas paralisadas.

Os servidores se reuniram no Marcolino e definiram os próximos passos do movimento.

Os servidores da educação de Patos de Minas aderiram à greve estadual iniciada pelo Sindicato Único dos Trabalhadores da Educação de Minas Gerais- SIND-UTE. Nessa sexta-feira (09), servidores se reuniram e traçaram as propostas do movimento. Além de professores, servidores técnicos da Superintendência Regional de Ensino também estão parados. Na segunda-feira (12), os servidores farão uma mobilização nas escolas estaduais da cidade.

A técnica em educação há mais de 13 anos na Superintendência Regional de Ensino de Patos de Minas, Celma das Dores Pereira Chaves, é uma das profissionais que aderiu à greve. Segundo ela, nem todos os profissionais paralisaram, no entanto, na Escola Antônio Dias Maciel-Normal-, todos decidiram paralisar. Na SRE, 11 dos 80 profissionais estão em greve. “Todos os setores da educação estão mobilizados. O movimento é para que seja cumprido o que foi acordado em 2015”, disse.

Celma aproveitou para mostrar a importância do movimento que busca melhores condições para a educação. “Ajude-nos a olhar o lado da educação. Este é um setor que atende grande parte da população e sem valorizar o profissional, não está valorizando a sociedade”, defendeu. Ela informou que em muitos estados o salário do professor é considerado bom, mas em Minas Gerais, o vencimento é muito ruim.

Os servidores que se reuniram no Marcolino nessa sexta decidiram visitar outras escolas na segunda-feira (12), para sensibilizar os profissionais para a importância deste momento. Escolas de outras cidades também serão sensibilizadas. “A principal pauta da reivindicação é o cumprimento do piso salarial, o qual já foi acordado e assinado, porém não cumprido”, destacaram.

Veja algumas das reivindicações aprovadas na Assembleia estadual de quinta-feira (08) em Belo Horizonte:

- acordo do Piso Salarial não cumprido e correndo inclusive o risco de perdermos esse direito (MG é o único Estado que não está pagando o piso para todas as carreiras da Educação!);

- salários atrasados e parcelados todos os meses;

- progressões e promoções atrasadas,

- 13° dos barnabés (R$ 900,00, nos casos mais dramáticos) parcelado em 4 vezes, enquanto o dos marajás (R$ 30.000,00 ou mais) foi dividido em apenas duas vezes;

- Acordo específico que pôs fim à greve das SRE's e Órgão Central da SEE/MG não teve nem uma vírgula cumprida;

- verbas dos empréstimos consignados não estão sendo repassadas para as instituições financeiras, levando o nome de servidores para o SPC;

- Vários hospitais e clínicas cancelando o atendimento pelo IPSEMG por falta de pagamento por parte do Estado.

Autor: Farley Rocha Postado em 10/03/2018
Compartilhe:

115 comentários

Recentes Populares
Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Portal Patos Hoje. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Portal Patos Hoje poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!

Os comentários que receberem 20 votos negativos a mais que os positivos serão retirados do Portal.

  • Joaq | 3 meses atrás

    Caraaa de novo traveis, a educação já está uma coisa esquisita, tipo professores que vão indo, alunos que não sabe nada de nada, não quer nada de nada, agora greve a essa altura, já começou as aulas no final de fevereiro, agora parar de novo, professores, mestres, profissão das mais admiradas e respeitada por muitas pessoas, sabemos do seu desgaste quanto a chamar a atenção do aluno para a aprendizagem, além de suportar a falta de respeito, educação, dentre outras coisas, de alunos e seus pais. Entendemos quanto a remuneração desse profissional único para a vida de cada pessoa, mas greve não é mais a saída, desde que entendo por gente, a greve na educação não deu resultado satisfatório, então será que não está na hora de mudar o rumo das reivindicações, penso que os conflitos dentro da sala de aula, da escola, cobranças de todo lado, estão desgastando mais cada profissional do que a falta de uma remuneração justa, quando somos respeitados, valorizados ajudados naquilo que fazemos, se o ambiente proporciona bem estar, condições de desenvolvermos um bom trabalho sentimos mais felizes, a remuneração embora não justa passa a ser melhor aceita.Agora os ambientes das escolas convenhamos...

    1 0 Responder

  • .... | 3 meses atrás

    Como se um movimento michuruco desse, feito em uma cidadezinha dessa, resolvesse alguma coisa. Se querem solução, vão procurar protestar de maneira eficiente, só greve não vai adiantar em nada. Esses professores acham que apenas cruzar os braços vai adiantar algo. Os estudantes de hoje a maioria acha é bom entrar em greve, a maior parte deles não querem nada com nada e isso prejudica os que querem. Vai acontecer igual ano passado, ficar em greve quase 3 semanas e depois pagar aulas nos sábados, os alunos não vão pois sabem que no final do ano os sistemas de educação pública no Brasil passam todos, quem tem que ir são os professores. Abner Afonso é onde tá cheio de "professores" que aderiu essa greve, e estão cagando pros alunos. Tem que reivindicar seus direitos mesmo, mas também HONRAR A PROFISSÃO.

    1 0 Responder

  • Nunca nem vi | 3 meses atrás

    Depois e os alunos que tem que ir no sábado ne KKKKKKKKK MESMA COISA DO ANO PASSADO ????chega no final do ano passa os menino tudo empurrado ????aiaiai,governo tá cagando e andando,a greve do ano passado adiantou algo ?as aula esse ano já começaram atrasada agora greve,qual seria o próximo capítulo dessa história

    0 1 Responder

  • Prof de Matemática | 3 meses atrás

    Será que é filho de chocadeira ?

    1 0 Responder

  • Pepa Pig | 3 meses, 1 semana atrás

    Que inveja dessa turma!

    3 1 Responder

    Dona Redonda - 3 meses, 1 semana atrás

    É só comer mais, Pepa! E trabalhar pouco, fazer greve etc. Aí você vai ficar igual a mim e à turma.

    3 4

  • Mauro | 3 meses, 1 semana atrás

    Rsrsrsr os grevista estão tudo aqui rebatendo as críticas dá aulas eles não quer mas ficar rebatendo achando que estão certo em prejudicar nossos filhos, sem contar a quantidade de merenda que perde affffff planejamento de aula e poucos que fazem a maioria tudo pega pronto na net prova tanto que e só jogar na net vc acha um monte de coisa copiada eu mesma fiscalizo isto, antigamente os professores davam aula de vdd fazia planilha de aula hoje em dia eles chega na escola quando não quer dá aula vai e falar q Pt que Dilma foi uma boa presidenta afff por favor professores deixa para o professor de história sociologia falar sobre isto, pais e mães pergunta os filhos de vcs o que alguns professores anda falando dentro da sala de aula, fala de política, fala da vida deles affff e aula mesmo e poucos professores que dão, pronto falei

    4 8 Responder

  • chupa cabra | 3 meses, 1 semana atrás

    As escolas todas tinham que aderir essa ideia ,eu gosto e de acordar tarde

    2 7 Responder

    filho do chupa cabra - 3 meses atrás

    booaaaa

    0 0

  • Areadense arretado | 3 meses, 1 semana atrás

    Aqui no Areado não tem greve não. O sistema aqui é bruto, rústico e sistemático. Se professor fizer greve, nós devolvemos ele pra cidade.

    10 9 Responder

  • Discípulos do molusco de 9 dedos | 3 meses, 1 semana atrás

    Pergunte a esses professores aí qual foi o último livro que leram? Peçam para fazer uma redação ou um texto básico! Será que conseguem? Gente que trabalha demais, em geral, são magrinhos.

    5 7 Responder

    Leão Dourado - 3 meses, 1 semana atrás

    E quais livros você já leu? Parece que você é um acéfalo com este comentário tosco e mal cheiroso! Preconceituoso!

    9 2

    sniper - 3 meses, 1 semana atrás

    "Discípulos do molusco de 9 dedos" ! SEM COMENTÁRIOS !

    5 2

  • Vítima | 3 meses, 1 semana atrás

    Fui vítima de professores incontestes pelo salário, sou contra os protesto!!!

    6 5 Responder

carregar mais comentários