Reunião na Câmara discute credenciamento de mais leitos de UTI para Covid-19 na cidade

O município exige uma documentação específica para repassar o dinheiro referente aos leitos de UTI e o hospital, por sua vez, ressalta que a única coisa que falta para o funcionamento das unidades, são os pacientes.

publicado em 29/06/2020, por Maurício Fernandes


A reunião foi realizada na Câmara Municipal na tarde desta segunda-feira.

Uma reunião foi realizada na Câmara Municipal na tarde desta segunda-feira (29) em Patos de Minas. A pauta foi o credenciamento de 10 leitos de UTI no Hospital São Lucas. A novela ganhou mais um capítulo durante a reunião. O município exige uma documentação específica para repassar o dinheiro referente aos leitos de UTI e o hospital, por sua vez, ressalta que a única coisa que falta para o funcionamento das unidades, são os pacientes.

–––––––––––––––––––––––––––––––– CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ––––––––––––––––––––––––––––––––
Orthodontic - Especial Notícias

A reunião aconteceu no plenário da Câmara Municipal e contou com a participação de vereadores, representantes do Hospital São Lucas e também do município como o procurador-geral Jadir Souto e o Secretário de Saúde Carlos Resende. De acordo com o Administrador do Hospital São Lucas, Rafael Rodrigues, os 10 leitos de UTI estão prontos esperando apenas os pacientes para ocupá-los. Rafael contou ainda que uma documentação exigida pela prefeitura ficará pronta ainda essa semana.

É que, para que o município repasse alguma verba para o hospital, é necessário que o CNPJ da unidade hospitalar seja trocado devido à mudança de administração que antes era da Funam do empresário Ruy Muniz. 

O Secretário Municipal de Saúde, Carlos Resende, disse que assim que a administração do Hospital São Lucas apresentar todas as documentações necessárias que são exigidas por lei, que o município não medirá esforços para habilitar os 10 leitos de UTI no hospital. “Em um primeiro momento, o secretário disse que o município enviou para o Ministério da Saúde, um documento pedindo que 10 leitos tradicionais, já existentes, fossem utilizados apenas para Covid-19, mas o Ministério da Saúde não aprovou” disse ele.

Carlos aproveitou para dizer que nesta próxima quinta-feira (02) há uma visita agendada em Patos de Minas do presidente da Fhemig, mantenedora do Hospital Regional, e também do Secretário de Estado de Saúde Carlos Eduardo Amaral. 

O vereador presidente da comissão de saúde, Isaías Martins, disse que a Câmara Municipal está fiscalizando essa situação e também os gastos que o município está tendo em relação à Covid-19. Na reunião, o secretário disse que o valor gasto até o momento foi de R$5.246,385,41. Segundo o Vereador Isaías Martins, o diálogo não estava sendo efetivo entre o município e o hospital, então foi preciso agendar essa reunião para que fossem levantadas soluções para o problema do credenciamento dos leitos de UTI.

O vereador ainda disse que o dinheiro que está entrando nos cofres públicos e que está sendo gasto com a Covid-19 está sendo monitorado pela comissão de saúde e que a prestação de contas está sendo efetiva; Ele reiterou mais uma vez que o credenciamento de novos leitos de UTI não dependem dos vereadores, mas sim de autoridades da esfera estadual e federal.

Imagens atualizado em 29/06/2020 • 15 fotos

Autor: Maurício Fernandes Postado em 29/06/2020
Compartilhe:

27 comentários

Recentes Populares
Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Portal Patos Hoje. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Portal Patos Hoje poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!

Os comentários que receberem 20 votos negativos a mais que os positivos serão retirados do Portal.

  • Ryan | 1 dia, 13 horas atrás

    Pelo menos na época da FUNAM o salário tava em dia.. equipamentos funcionando e estavam tentando melhorar o hospital em diversos aspectos.. hoje aqui não temos nem furosemida pra aplicar, não tem um monitor funcionando tudo e as camas estão entortando a ponto de quase cair o paciente do leito. Triste realidade

    0 0 Responder

  • Ferreira | 2 dias, 21 horas atrás

    Será que o Vereador acha que o povo se ilude pensando que isso dependeria deles? E se eles pensassem no povo eles teriam cobrado isso bem antes.

    3 0 Responder

  • Revoltado | 3 dias atrás

    Quem tá contaminado tem q ficar isolando e não recuperar em casa desse geito vai contaminar todo mundo da cidade. E um chasina que estão fazendo em Patos uma sacanagem

    2 2 Responder

  • Técnico em enfermagem | 3 dias, 5 horas atrás

    Num tá faltando só papelada nao e respirador e monitor novo por que os daqui são sucateados antigos nem funciona direito

    3 1 Responder

  • SÉRGIO RICARDO DE CAMPOS OKADA | 3 dias, 8 horas atrás

    SEMPRE ASSIM QUANDO CHEGA EPOCA DE ELEIÇÃO OS VEREADORES COMEÇAM A TRABALHAR ESPERO QUE ADMINISTREM BEM O DINHEIRO PUBLICO QUE É NOSSO .

    4 0 Responder

  • São Lucas | 3 dias, 8 horas atrás

    Só bobo que ainda não entendeu esse jogo político, prefeitura não faz credenciamento com São Lucas, por perseguição, aí o hospita lnão tem dinheiro para cumprir com seus compromissos e entrega o hospital a preço de banana para a tal da Santa casa. Pressão total, morra quem morrer.

    4 3 Responder

    Técnico em enfermagem - 2 dias, 19 horas atrás

    Né não é também são monitores e respiradores velhos que não prestam

    1 1

  • só uma opinião | 3 dias, 9 horas atrás

    povo não adianta reclamar, ninguém tá respeitando nada, tanto as empresa que tem de fechar quanto pessoal na rua, pode arrumar quantos leitos quiserem não vai dar

    2 0 Responder

  • Laa | 3 dias, 9 horas atrás

    É uma vergonha esses políticos de patos diga não a reeleição. Tá na hora de mudança

    10 0 Responder

  • Sincero | 3 dias, 9 horas atrás

    Pessoal está esquecendo de alguns pontos :1) Não tem como habilitar leitos de um hospital SEM alvará sanitário. 2) Pra um CTI funcionar precisa de médico intensivista, escala completa de médicos, enfermeiros , EPI, laboratório de confiança, insumos ( itens que o São Lucas não têm ).

    5 3 Responder

    Técnico em enfermagem - 2 dias, 14 horas atrás

    Só acrecentando presisa pagar salário dos funcionario arrumar respiradores e monitores que funciona por que os de la nao vai funcionar

    0 0

  • Ze buscape | 3 dias, 9 horas atrás

    Antes de credenciarem façam uma auditoria. Verifique se tem respirador funcionando, se tem medicamentos em quantidade suficiente e se tem material médico. Vão se certificar que FALTA TUDO.

    4 2 Responder

carregar mais comentários