349669 2216 Ok
Banner Unipam 2017 - Institucional
Publicado em 07/11/2016
Compartilhe:

Quatro meses após a inauguração, Canil e Gatil continua sem funcionar em Patos de Minas

Cerca de R$ 200 mil foram investidos no abrigo de cães e gatos.

 Quatro meses após a inauguração, o local continua sem condições de funcionar.

A liberação dos recursos por parte do Governo do Estado para a construção do Canil e Gatil em Patos de Minas foi comemorada pelos protetores dos animais. Mas quatro meses após a inauguração, o local continua sem condições de funcionar. Cerca de R$ 200 mil foram investidos no abrigo de cães e gatos.

Após a inauguração, o Canil e Gatil teve que passar por algumas adequações. O projeto original colocou grama na área de convívio dos animais, mas a vegetação teve que ser substituída por piso em cimento para evitar a contaminação do solo. A rede de esgoto também teve que ser reforçada para evitar a contaminação de um poço artesiano que fica bem próximo.

O problema agora é a falta de equipamentos para dar início ao funcionamento. Mesmo com o atraso nas obras, a Prefeitura não se preocupou em adquirir bebedouros, cambões e outros equipamentos necessários para o funcionamento da unidade. Só agora é que o material está sendo adquirido para dar início ao funcionamento.

Imagens atualizado em 07/11/2016 • 13 fotos

Patos de Minas tem cerca de 4 mil cães abandonados pelas ruas segundo cálculos da Associação de Proteção Animal e Ambiental – ASPAA. O início do funcionamento do Canil Gatil é importante para resolver o problema que, além do sofrimento dos animais, também traz prejuízos para a população, como os acidentes com ciclistas e motociclistas por exemplo.

Além do início do funcionamento do Canil e Gatil, a ASPAA tem cobrado também a realização da castração dos animais. Segundo Betânia Nunes, sem esse procedimento dificilmente a cidade poderá resolver a questão dos cães abandonados na cidade.

De acordo com a Assessoria de Comunicação da Prefeitura Municipal, a Secretaria Municipal de Saúde informou que já iniciou o processo licitatório para aquisição dos equipamentos e, que, tão logo o Canil/Gatil entre em funcionamento as cirurgias de castração serão retomadas pelo  Município em parceria com o Hospital Veterinário do Centro Universitário de Patos de Minas (Unipam) .

Autor: Maurício Rocha

Clínica Impar - Início: 21-08-17
Postado em 07/11/2016
Compartilhe:

10 comentários

Recentes Populares
Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Portal Patos Hoje. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Portal Patos Hoje poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!

Os comentários que receberem 20 votos negativos a mais que os positivos serão retirados do Portal.

  • 200 MIL REAIS... | 1 ano atrás

    É, dava para construir umas melhorias na casa de acolhimento, na Ver. João Pacheco. Quem sabe não teríamos menos moradores de rua e pedintes em nossas ruas, praças e comércio. Mas vamos lá ... quem sabe não se acham ocupantes para o gatil/canil e ... lá se foram 200 mil.

    0 0 Responder

  • Aline | 1 ano atrás

    A solução seria a castração, e posteriormente, feiras de adoção. Creio que só assim resolveriam esse problema, Mas pra isso, é preciso contar com a boa vontade da prefeitura e de voluntários tbm. Tem um deputado, em Juiz de Fora, Noraldino o nome dele, que tem um projeto que se chama "Castramóvel". Conta com a colaboração de veterinários voluntários. Saem em cidades da região com maior índice de cachorros abandonados, com um veículo, um trailer apropriado, e castram esses animais de rua. Já é um bom começo. Aqui em Patos precisaria de políticos com essas iniciativas. Mas não tem, infelizmente.

    2 2 Responder

  • Salsichão | 1 ano atrás

    Por isso de gosto de salsicha e linguiça mista. Só para isso que servem os cachorros aqui de Patos de Minas. Mais saborosa e mais em conta.

    1 2 Responder

  • Marcos | 1 ano atrás

    SABE QUANDO O PROBLEMA DE CÃES NAS RUAS VAI SER SOLUCIONADO.... "NUNCA", PORQUE ISSO AI JA VIROU UMA PIADA ENTRE A PREFEITURA E A PESSOA CHATA QUE MEXE COM ESTES CÃES NA CIDADE. O PROBLEMA É QUE VIROU UM JOGO DE QUEM IMPLICA MAIS UM AO OUTRO, A PREFEITURA X CHATA DOS CACHORROS.. A COISA MAIS SIMPLES DE RESOLVER SERIA ESTE FATO, BASTA FAZER UMA PARCERIA JUNTO A UNIPAM NO HOSPITAL VETERINARIO E CASTRAR OS BICHINHOS SOLTOS, AI COM O TEMPO NÃO HAVERIA MAIS CÃES NAS RUAS. MAS O GOSTO É A BRIGA...

    3 6 Responder

  • urubulino | 1 ano atrás

    e em quanto isto patos esta infestada de bosta e urina de cachorro .

    1 4 Responder

  • estrutura boa para presidio | 1 ano atrás

    este seria o modelo ideal para presidios.

    3 0 Responder

  • Carlim | 1 ano atrás

    Isso aí vai ser pior que Auschwitz, pois os cães sempre foram mais humanos que os homens.

    4 4 Responder

  • Taj Mahal 1 ano atrás

    Comentário removido pelos leitores. Este comentário foi retirado porque recebeu 20 votos negativos a mais que os positivos.

    Justiça para Taj Mahal - 1 ano atrás

    Não sei qual seria pior e ridículo. Se é esse teu nome, ou o seu infeliz comentário. Fica calado. É melhor.

    14 7

    protetora - 1 ano atrás

    Os animais são seres de Deus, sentem fome, dor, frio... e por isso merecem todo o nosso respeito, e tratá-los da forma que merecem não significa que tenhamos de deixar de ajudar algumas dessas instituições citadas por você...

    10 2

    anonima - 1 ano atrás

    Talvez não seja importante pra você, mas para muitas pessoas é sim, cães e gatos também são VIDAS. Comentário infeliz o seu.

    1 0

  • Protetor | 1 ano atrás

    É lamentável essa situação e agente que gosta que nao aguenta ver tantos pelas ruas sofrendo agente sofre junto em ver esse descaso com os mesmos infelizmente :persevere: :rage:

    13 5 Responder

  • leafar | 1 ano atrás

    Qual projeto dessa administração, não foi refeito varias vezes, me site só um?!, Agora que esta chegando ao final dessa administração de incompetentes, eles vão acabar com este propinoduto, sem levar algum, quem tem que se explicar é o Ministério Publico, que não teve competência para acabar com esta bagunça no seu "Inicio"!

    12 1 Responder

carregar mais comentários