349669 2216 Ok
Publicado em 04/11/2016
Compartilhe:

Promotor aciona a Justiça para garantir que estudantes tenham aulas em escolas ocupadas

O Ministério Público quer o funcionamento imediato das duas escolas ocupadas por estudantes em Patos de Minas.

O promotor de justiça da infância e da juventude, Paulo Henrique Delicole, recorreu à Justiça  para garantir que os estudantes e professores tenham acesso às salas de aula.

O Ministério Público quer o funcionamento imediato das duas escolas ocupadas por estudantes em Patos de Minas. O promotor de justiça da infância e da juventude, Paulo Henrique Delicole, recorreu à Justiça para garantir que os estudantes e professores tenham acesso às salas de aula.

A Escola Estadual Dona Guiomar de Melo foi a primeira a ser ocupada pelos estudantes. Nessa quinta-feira (03), a Escola Estadual Marcolino de Barros também amanheceu ocupada pelos alunos. Eles são contrários à PEC 241, que segundo ele retira dinheiro da educação e contra a reforma do ensino médio.

 A ocupação das escolas, no entanto, divide opiniões. Um grupo de alunos, pais e professores contrários à ocupação recorreu ao Ministério Público cobrando medidas para que as aulas sejam retomadas. Eles encaminharam um abaixo-assinado com cerca de 1.600 assinaturas de pessoas contrárias à ocupação.

Imagens atualizado em 04/11/2016 • 4 fotos

Diante disso, o promotor Paulo Henrique Delicole protocolou uma ação no Juizado da Infância e Juventude determinando que a direção das escolas Guiomar de Melo e Marcolino de Barros assegure o acesso de todos os estudantes aos educandários. O Ministério Público pede que o caso seja solucionado em um prazo de dois dias.

O promotor Paulo Henrique Delicole disse que não é contrário ao protesto dos estudantes. Ele informou, no entanto, que o direito dos alunos de se manifestar não pode impedir o acesso à educação que também é um direito estabelecido por lei. O promotor da infância e juventude aconselhou os diretores a reservarem espaços nas escolas para a manifestação dos estudantes, sem prejudicar aqueles que querem continuar estudando.

Autor: Maurício Rocha

Clínica Impar - Início: 21-08-17
Postado em 04/11/2016
Compartilhe:

21 comentários

Recentes Populares
Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Portal Patos Hoje. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Portal Patos Hoje poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!

Os comentários que receberem 20 votos negativos a mais que os positivos serão retirados do Portal.

  • Perito | 1 ano atrás

    Por isso que eu gosto desse promotor da infância e juventude. Bem centrado e veio de classe humilde, que é o mais importante. Ele sabe bem o que é precisar de uma escola, de um Enem, pra poder alavancar sua vida, não é mesmo? A única coisa que o pobre pode contar para sair da vida de necessidade no Brasil é a escola, ruim, sim, mas a única alternativa. Tem que retomar as aulas sim, mas os que lutam para manter a escola e o ENEM estão absolutamente corretos. O País não pode regredir, deve progredir e auxiliar os mais necessitados, o ENEM é para isso. Os ricos já estão bem com seu dinheiro adquirido na maioria das vezes, por meios ilícitos ou margens de lucro abusivas, já os mais carentes tem apenas a coragem e suas mentes.

    2 0 Responder

  • #ocupa | 1 ano atrás

    :joy: Desocupados? Vândalos? É realmente não se pode lutar por uma sociedade que vai contra ESTUDANTES LEGAIS E PROTEGIDOS POR LEI que não apenas,reivindicam SEUS direitos,como o de toda uma classe social,REPENSEM QUEM E O VILÃO DA HISTÓRIA

    1 1 Responder

  • Justiça | 1 ano atrás

    Certinho promotor tem fazer isso mesmo pra esses bandos de desocupados

    5 1 Responder

  • ismael | 1 ano atrás

    este protesto tem os dedos de todas as secretaria da educaçao,isto nao e so coisa de alunos,por tras eles professores estao atuando,sao muitos poucos alunos para fechar uma escola.

    10 2 Responder

  • DIREITA | 1 ano atrás

    Sera que é so eu que estou vendo que a maioria que lê os comentarios dão "joinha negativo" pra quem apoia essa baderna? e joinha verde para comentários construtivos? DICA: se nao quiser ver seu comentario cheio de vermelho ai em baixo, nao digite, apenas "olhe e reflita".

    4 6 Responder

  • Pobre Brasil | 1 ano atrás

    Esquerdistas, esquerdistas, não é assim que se faz. Já pensou se os malucos resolvem invadir hospitais e impedir os médicos de trabalhar e os pacientes de serem atendidos para protestar porque a saúde está mal?! Invadir escolas e impedir os verdadeiros alunos que QUEREM ESTUDAR para protestar pela melhora na educação é no mínimo sem lógica alguma. Esse Brasil foi muito estragado pelo PT e pelos seus seguidores e agora vai levar muito tempo para melhorar.

    12 5 Responder

  • Heitor | 1 ano atrás

    Acho engraçado que a Dilma cortou 10% na educação em 2015 e ninguém falou nada. http://noticias.uol.com.br/ultimas-noticias/agencia-estado/2016/01/02/educacao-perde-r-105-bi-em-2015.htm

    12 4 Responder

  • paulo246 | 1 ano atrás

    O problema de ocupações de escolas por parte de estudante nao é simples assim , o buraco é mais embaixo esse movimento esta acontecendo em todo Brasil, atribuir isso a uma simples ideologia de esquerda como eu vi o ministro da educação dar declaração dizendo que é a esquerda que esta por traz desse movimento, é no mínimo chamar o povo de incapaz de entender o movimento... e a imprensa barraqueira joga lenha na fogueira e diz que o protesto dos estudantes também inclui a pec 241, é mentira...não é isso, aí vem um promotor que não poderia fazer outra coisa é o seu papel pedir a intervenção, mas duvido que algum juiz que esta atento a real ideologia desse movimento aceite . o governo deveria olhar esse movimento com maior responsabilidade ao invés de tentar desmoralizar.

    7 12 Responder

  • ANONIMO | 1 ano atrás

    Os estudantes tem SIM o direito de protestar, só que sem prejudicar outros alunos que tem interesse de estudar. Achei uma sacanagem pq eu estudo numa dessas escolas, e tava me preparando pra fazer o ENEM, e agora? Estudo somente em casa e na escola pedia ajuda aos professores com minhas duvidas agora por causa disso não esta sendo possível esclarecer essas minhas dúvidas. Temos que protestar sim mais de uma maneira que não prejudica outros alunos que realmente querem estudar e se prepararem para o ENEM.

    14 5 Responder

    estudante - 1 ano atrás

    Concordo, estava tendo aula especialmente para o Enem nessa semana e cade minhas aulas ?????? canceladas por causa desse ocupamento. Fui muito prejudicada nessa questão, eles tem direitos mais antes de começar o deles tem que respeitar o limite dos outros.

    5 2

    Eu - 1 ano atrás

    Esse que se diz estudante está realmente precisando de aulas, principalmente de português. Pelo amor de Deus desocupem logo, ele escreveu OCUPAMENTO no lugar de OCUPAÇÃO. O cidadão inventa uma palavra.

    1 1

  • leafar | 1 ano atrás

    O "Promotor"..., propõem uma ação? Ou ele pode determinar que seja feita uma reintegração e mandar evacuar uma escola publica em prol da maioria "Ordeira"?! Por será que neste momento, as tão famosas autoridades máximas não estão querendo valer do seu cargo?!

    2 15 Responder

    Ary - 1 ano atrás

    Seu conhecimento, como da maioria, está enganado. Promotor não manda nada. Ele pede, exatamente como está na reportagem. Quem acata ou não seu pedido é um juiz. Este sim manda e obedece quem tem juízo.

    10 1

carregar mais comentários