349669 2216 Ok
Publicado em 04/12/2017 por Maurício Rocha
Compartilhe:

Projeto que autoriza Prefeitura a tomar empréstimo de R$ 14 milhões será votado na Câmara

Os recursos devem ser utilizados obrigatoriamente na execução de projeto integrante do Programa de Modernização da Administração Tributária e da Gestão dos Setores Sociais Básicos.

Prefeitura Municipal de Patos de Minas. ( Foto: Arquivo Patos Hoje )

A Prefeitura Municipal de Patos de Minas encaminhou Projeto de Lei à Câmara Municipal pedindo autorização para contratar um financiamento no valor R$ 14 milhões junto ao Banco Nacional de Desenvolvimento – BNDES. Os recursos devem ser utilizados obrigatoriamente na execução de projeto integrante do Programa de Modernização da Administração Tributária e da Gestão dos Setores Sociais Básicos (PMAT).

O PMAT é um programa do BNDES destinado a apoiar projetos de investimentos voltados à melhoria da eficiência, qualidade e transparência da gestão pública, visando a modernização da administração tributária e qualificação do gasto público nos municípios. Além de autorizar, o Projeto de Lei também oferece garantia para a consecução do financiamento almejado pela Administração Municipal.

Segundo justifica do prefeito José Eustáquio, os recursos vai permitir a aquisição de máquinas e equipamentos que vão proporcionar ao Município uma gestão eficiente que gere aumento de receitas ou redução do custo unitário dos serviços prestados à comunidade. Será possível, por exemplo, a elaboração de cadastro multifinalitário, recadastramento mobiliário e imobiliário (revisão de Planta Genérica de valores; realização de aerofotogrametria; georreferenciamento).

A Administração Municipal também pretende utilizar os recursos para melhorar a gestão e Controle de Processos, informatização de protocolo de administração e de atendimento, Arquivamento e digitalização de documentos, atendimento ao Cidadão/Contribuinte e estruturação de central de atendimento presencial e remota (telefone ou e-mail); painel digital e totens, implantação de cadastro sincronizado, informatização e modernização da gestão da saúde e da educação entre outras melhorias.

A Prefeitura de Patos de Minas terá contrapartida de 10% do valor do financiamento. O prazo para pagamento é de 96 meses, incluindo prazo de carência de até 24 meses. A Prefeitura solicitou urgência aos vereadores na aprovação do projeto, tendo em vista que será necessário fazer licitação para a contratação do serviço de levantamento aerofotogramétrico e ortofotos, através de voo.

Rovan - Super Banner Rodape - inicio 11-07-17
Autor: Maurício Rocha Postado em 04/12/2017
Compartilhe:

31 comentários

Recentes Populares
Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Portal Patos Hoje. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Portal Patos Hoje poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!

Os comentários que receberem 20 votos negativos a mais que os positivos serão retirados do Portal.

  • Observador | 1 semana, 2 dias atrás

    :mag_right: :zzz:Pensa bem antes de pega empréstimo de R$ 14 milhões. Não precisa conta com o imposto que pago pois estou desempregado. E quantos estão na mesma situação :speech_balloon: :hammer:

    1 0 Responder

  • Suputuba | 1 semana, 2 dias atrás

    Divida para o próximo prefeito. Sou contra, deveria ser pago integralmente no atual mandato. Fazer empréstimo pra outro acabar pagar e sacanagem... Isso será um mapeamento da cidade, para espionar as casas dos moradores e verificar se aumentam o valor do IPTU pra este ou para aquele morador.

    1 0 Responder

    Maria - 1 semana, 2 dias atrás

    É isso mesmo. Esse georreferenciamento é pra detectar construções irregulares. Até aquela pequenina cobertura sobre o tanque de lavar roupas, será considerada acréscimo. E olha que além de pagar mais caro pelo IPTU ainda teremos que pagar por este empréstimo. É muita sacanagem...

    0 0

  • trovao azul | 1 semana, 3 dias atrás

    tb tem q abaixa os salarios dos vereadores tb ele ganham bem demais para nao fazer NADA o bando de gente atoa

    12 1 Responder

    p/o ÍNDIO AZUL do CHIQUEIRÃO - 1 semana, 3 dias atrás

    Ao invés de falar asneira na Net. se preocupe com o rebaixamento do seu time pequeno de selvagens caloteiros.

    0 9

  • MC Incendiário da Prefeitura em 2 de abril de 2008 | 1 semana, 3 dias atrás

    Daqui uns dias vão ter que botar fogo de novo na prefeitura pra queimar as maracutaias. Quem foi preso pelo incêndio em 2008?

    11 1 Responder

  • MARCOS FERREIRA "CAGÜETA" | 1 semana, 3 dias atrás

    Que comece a corrupção.

    5 1 Responder

  • Datena | 1 semana, 3 dias atrás

    Povo só lê o titulo e vem comentar baboseira aqui! O dinheiro não sera investido em saúde,educação nem em infra estrutura! ''Os recursos devem ser utilizados obrigatoriamente na execução de projeto integrante do Programa de Modernização da Administração Tributária e da Gestão dos Setores Sociais Básicos (PMAT).''

    2 1 Responder

    Danton - 1 semana, 2 dias atrás

    Na verdade eles estão modernizando a máquina pública para poder arrecadar mais para aumentar salário de quem já ganha sem trabalhar, como vereador por exemplo.

    0 1

  • Maria Isabel | 1 semana, 3 dias atrás

    Não sera usado na saúde se é que leu a reportagem

    2 0 Responder

  • Rosa | 1 semana, 3 dias atrás

    faço votos que esse dinheiro seja bem investido

    2 0 Responder

  • Toizin da Comissão | 1 semana, 3 dias atrás

    3% de 14 milhões da quanto mesmo.

    6 1 Responder

  • EX-CONTADOR DA UEP | 1 semana, 3 dias atrás

    Um carrinho de picolé é muito para essa administração Municipal. Estão preocupados mesmo é em sair com os bolsos cheios e deixar a prefeitura quebradinha.

    12 3 Responder

carregar mais comentários