349669 2216 Ok
Publicado em 01/11/2017 por Maurício Rocha
Compartilhe:

Prefeitura nega descumprimento de ordem judicial e marca data de internação para decorador

Em nota, a assessoria de comunicação da Prefeitura afirma que a Administração Municipal não descumpriu a ordem judicial.

Hospital Regional Antônio Dias. ( Foto: Arquivo Patos Hoje )

Reportagem atualizada às 16h27 desta quarta-feira (01) para inserir a contra informação do paciente Antônio Carlos Castro.

O Patos Hoje mostrou nessa terça-feira (31), o drama vivido pelo decorador Antônio Carlos Castro. Com infecção na perna e risco até de perder o membro, o decorador desabafou contra as autoridades do município e o sistema de saúde que não conseguiam disponibilizar a cirurgia necessária para o sucesso do tratamento.

Carlos sofreu um acidente de trânsito em 2011, precisou implantar uma haste metálica para sustentar o osso da perna e desde o problema se agravou. A haste infeccionou e ele recebeu o diagnóstico de que seria necessário implantar uma prótese na perna. Sem conseguir o tratamento, o decorador recorreu à Justiça e teve decisão favorável em maio deste ano e mesmo assim não conseguiu fazer a cirurgia.

Com risco de perder a perna, o decorador fez um desabafo. “Quem dera eu ter um plano de saúde ou 200 mil pra fazer minha cirurgia e o meu tratamento. Enquanto aguardo igual a milhares de pessoas só me resta rezar muito pra Deus continuar me dando força pra conseguir trabalhar e suportar as dores que sinto direto”, disse.

Em nota, a assessoria de comunicação da Prefeitura afirma que a Administração Municipal não descumpriu a ordem judicial e alega que a cirurgia só não foi realizada ainda por decisão do próprio paciente. Veja a íntegra da nota:

“A Secretaria Municipal de Saúde, cumprindo a decisão judicial, encaminhou o paciente Antônio Carlos Castro para o Hospital Regional Antônio Dias e de acordo com os registros médicos, ele teve sua cirurgia agendada, mas precisava ficar internado por cerca de 30 dias, e não quis, assinando um termo de desistência no Hospital Regional, assumindo, assim, a responsabilidade de não aguardar pelo procedimento. Foi feito novo pedido para que o paciente fizesse novo risco cirúrgico, porém, sendo avisado, o paciente demorou cerca de 30 dias para retirá-lo”.

O importante, no entanto, é que um novo risco cirúrgico está marcado para 6 de novembro. “Espera-se que o paciente compareça e conclua os procedimentos”, conclui a nota.

Bastante revoltado com a resposta oferecida pela Prefeitura Municipal, Antônio Carlos Castro apresentou vários documentos e disse que jamais se recusou a fazer qualquer procedimento indicado pela Secretaria de Saúde. Ele informou também que em nenhum momento foi chamado para fazer a cirurgia. Tanto que entrou na Justiça.

Com relação à saída do Hospital Regional, Carlos disse que teria de se manter internado para fazer uma simples drenagem, o que não resolveria o problema. Nesse dia, com muitas dores, ele foi à Upa para receber medicação.

Autor: Maurício Rocha Postado em 01/11/2017
Compartilhe:

19 comentários

Recentes Populares
Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Portal Patos Hoje. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Portal Patos Hoje poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!

Os comentários que receberem 20 votos negativos a mais que os positivos serão retirados do Portal.

  • Adriana Amorim | 1 mês, 2 semanas atrás

    Boa sorte Carlos,q Deus olhe por vc e te ajude a resolver seu problema, rápido.

    1 0 Responder

  • Stfane Rais | 1 mês, 2 semanas atrás

    E difícil viu essa saúde do Brasil ,uma pouca vergonha descaso total

    1 0 Responder

  • Joydy Soares | 1 mês, 2 semanas atrás

    Isso é o cúmulo do absurdo igual uma mamografia que minha mãe esperava depois de dois anos que minha mãe faleceu de um câncer que saiu aí foram mim ligar pra avisar muita gente julga e porque não tem que passar por problemas como este é isso gera revolta saber que esse não é o primeiro e nem o último caso é que ninguém tá nem aí com nada e quando alguém vai na mídia falar as pessoas são taxadas como erradas falta de respeito esperar isso é a única coisa que eles falam mas ninguém lembra que muitas pessoas perdem até a vida por causa dessa pequena palavra "esperar "

    2 0 Responder

  • Duda | 1 mês, 2 semanas atrás

    Carlinho...te conheço muito bem, conheço sua luta! Processa esses ...! Agora eles inventa essa mentira que vc não quis! Pelo amor de Deus esses políticos e a saúde pública é uma merda! E cuida de td que esses vermes pedir para vc assinar, tinha que ser alguém da família deles! Que governantes são esses!!!

    5 0 Responder

  • Mad Max | 1 mês, 2 semanas atrás

    Pede a carta assinada, cade a carta, se existir ta lá no Regional no prontuario, e o Carlos pode requisitar cópia. Vai lá e pede cópia da desistência.

    4 0 Responder

  • Cadê o DR. HELY? | 1 mês, 2 semanas atrás

    Cadê o DR. HELY que não faz nada ? Ou será que só faz quando precisa de voto. Lembrem dele nas próximas eleições.

    9 1 Responder

  • Não reeleja ninguém em 2018! | 1 mês, 2 semanas atrás

    Alguém acredita no que esse povo da prefeitura ou algum político fala?

    8 3 Responder

  • Henesto | 1 mês, 2 semanas atrás

    Fácil de resolver se a prefeitura não tiver o tal papel que ele assinou desistindo do tratamento a prefeitura será desmoralizada , e se a prefeitura tiver certa e colocar um.processo nas costas desse cara , porque isto é crime . Não precisa de polêmica ao meu ver é muito fácil de resolver..

    13 0 Responder

  • Cabidão do Zé | 1 mês, 2 semanas atrás

    Enquanto essas secretarias de governo municipal estiverem nas mãos dos apadrinhados dos coroneis que patrocinaram a eleição de um prefeito com data de validade vencida, essa cidade não avança. Vai ser dor de cabeça todo dia! E a população é que paga o pato. Lá na prefeitura só tem aposentados riquinhos ocupando cargos de confiança! Cadê os jovens promissores para ocupar espaços de relevância na administração municipal?

    14 2 Responder

  • Mad Max | 1 mês, 2 semanas atrás

    Pede a carta de desistência. Um dos dois tem que provar. Ordem judicial é coisa muito séria.

    14 0 Responder

    eu - 1 mês, 2 semanas atrás

    "Ordem judicial é coisa muito séria." --- Não no brasil.

    6 1

    OBSERVADOR - 1 mês, 2 semanas atrás

    Me desculpe a intromissão e, com todo respeito ao senhor Carlos Castro,mas como ele não sendo médico poderia dizer que a drenagem não ia resolver o problema dele. Já fiquei sabendo que o procedimento no Regional é desta forma mesmo, o paciente fica aproximadamente 30 dias aguardando a cirurgia e é claro neste período está em tratamento.

    11 0

carregar mais comentários