Prefeitura envia nota desmentindo relato do pai e dizendo que criança foi devidamente assistida

comunicado diz que a criança foi devidamente assistida e que o pai causou transtornos para a unidade.

publicado em 16/10/2019, por Farley Rocha


O caso aconteceu na tarde desta terça-feira.

A Assessoria de Comunicação da Prefeitura Municipal de Patos de Minas enviou na tarde desta quarta-feira (16) uma nota se posicionando sobre o caso de uma criança internada na UPA do Bairro Jardim Peluzzo. O comunicado diz que a criança foi devidamente assistida e que o pai causou transtornos para a unidade.

De acordo com a nota, o pai da menina de 3 anos, Rafael Simon Machado de 29 anos, gerou transtornos para toda a equipe desde o dia anterior, tendo invadido a unidade correndo e desacatando os seguranças.

–––––––––––––––––––––––––––––––– CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ––––––––––––––––––––––––––––––––
Rota Pop

O documento diz que a garotinha estava sendo devidamente assistida, medicada e sendo hidratada, além de os seus lençóis terem sido trocados por 4 vezes, desmentindo o relato do pai. De acordo com a nota, a criança chegou às 06h21min do dia 14/10 (segunda-feira), passou pela triagem às 06h35min e foi atendida às 08h11min.

A nota ainda diz ressalta que depoimentos de pessoas e pacientes que se encontravam no local confirmam o relato.

Veja a íntegra da nota:

"A Assessoria de Comunicação da Prefeitura Municipal de Patos de Minas vem, por meio desta nota, esclarecer e informar sobre o verdadeiro teor do conteúdo presente na matéria veiculada ontem (16), relacionada à reclamação de um pai que teve sua filha internada na UPA.
 

Esse pai gerou transtornos para toda a equipe desde o dia anterior: invadiu a unidade correndo e desacatou seguranças.
Sua filha estava sendo devidamente assistida, medicada e sendo hidratada, além de os seus lençóis terem sido trocados por 4 vezes, desmentindo o relato desse pai.

 

A criança chegou às 06h21min do dia 14/10 (segunda-feira), passou pela triagem às 06h35min e foi atendida às 08h11min.
Ressaltamos, também,  que depoimentos de pessoas e pacientes que se encontravam no local atestam nosso relato."

Autor: Farley Rocha Postado em 16/10/2019
Compartilhe:

25 comentários

Recentes Populares
Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Portal Patos Hoje. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Portal Patos Hoje poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!

Os comentários que receberem 20 votos negativos a mais que os positivos serão retirados do Portal.

  • Curió | 4 semanas atrás

    A realidade é que, no atendimento público, o povão também abusa. Povão ADORA uma UPA, adora enfrentar fila pra ficar na frente do médico e dizer que está com dor de cabeça, pra pedir um atestado, ADORA inventar doenças que não existem, afinal, "de graça até injeção na testa". Eu graças a Deus tenho plano de saúde e fazem uns 3 anos que não entro em um hospital pra nada. Já alguns aí, vão 3, 4, 5 vezes por mês, por causa de uma "dorzinha na coluna", encher o saco do pessoal que está ralando com os pucos recursos que tem, e atrasar o atendimento de alguém que realmente precisa. Falta noção desse povo. Podem negativar o comentário, mas é a realidade.

    12 0 Responder

  • Realista!! | 4 semanas atrás

    Só o povao deixar de gastar com superfulos, como roupas caras, festa do milho; carro de 80 prestaçoes, e pagar um plano de saude...gastam com tudo, menos com sua propria saude.

    13 3 Responder

  • Pirilampo | 4 semanas atrás

    A saúde pública é igual ao comunismo, no papel da teoria é lindo, maravilhoso, parecendo propaganda de cruzeiros marítimos, mas na prática a dura realidade do descaso com o próximo, do desleixo, da falta de infra-estrutura adequada, falta de profissionais e condições para seu trabalho e, claro, a corrupção tornam utopia um atendimento que deveria ser humano, universalizado e gratuito. No Brasil "jamé" funcionará.

    3 9 Responder

  • Jose Tiao | 4 semanas atrás

    Mostrem as imagens das cameras

    1 1 Responder

  • muruanga | 4 semanas atrás

    infelizmente o problema não está só nas enfermeira que não tem um pingo de educação , alguns médicos então nem se fala ,agora alguns seguranças que trabalha ali não tem um pingo de educação , pecimos profissionais ,sem qualificação,e tem mas porque que a lei de não usar celular em local de trabalho e imposta em empresa e na upa não????o que mas ver são os funcionários no telefone principalmenteos médicos .aquele ali precisa de fiscalização 24 horas .

    4 4 Responder

    Curió - 4 semanas atrás

    O correto é "PÉSSIMOS". E te recomendo a aprender a diferenciar "MAS" de "MAIS". Abraço.

    3 1

  • Janjão | 4 semanas, 1 dia atrás

    Este problema é crônico na UPA Patos de Minas e no Brasil, Agora este Cidadão se quiser atendimento de primeira classe, Faça um bom convênio particular :wink:

    14 10 Responder

    x-9 - 4 semanas atrás

    kkkk Janjão pagão mais ele agente nois pagamos muito bem para ser atendidos ou vc não acha

    1 1

  • Resposta ???? | 4 semanas, 1 dia atrás

    Já que a prefeitura foi tão rápida para responder, podia também responder Pq não tem pediatra fim de semana ??? Não conheço as pessoas da notícia mais eu cheguei sexta as 16 horas na upa e tinha pediatra ás 18 fui pedir para média a temperatura novamente e a enfermeira contou que o pediatra já tinha parado de atender que pediatra só na segunda , o atendimento ocorreu as 21 horas ( os funcionários foram todos tem educados mais o demora é muita para uma criança, imagino que ser funcionário não e fácil, São os políticos que não dão condições de trabalho)

    20 0 Responder

    Jose Tiao - 4 semanas atrás

    Pq não tem médico que se sujeita a estudar 10 ano para ganhar um salário ridículo que as prefeituras pagam, ele consegue ganhar 2x a 3x mais em qualquer clinica particular trabalhando menos. Simples assim, ninguém vai formar em medicina pagando um curso de R$8.000 por mês ou se sacrificando em passar uma faculdade pública para depois de formado ganhar R$5.000 a R$6.000 fora os descontos. Isso não existe. Em qualquer clinica particular um médico tira R$15.000 sem esforço algum, pra que vai sujeitar a uma UPA com povão sem educação para ganhar 3x a menos ? Deu para entender ? O dia que o setor público pagar o mesmo que o particular nessas UPAS vai chover de médico, mas essa é uma realidade muito distante.

    4 4

  • Vera | 4 semanas, 1 dia atrás

    Sempre foi muito bem atendida na upa.Demora mas é muita gente.Todos sempre me trataram com muita educação.Nao só eu, mas toda minha família.

    18 1 Responder

  • Truvao | 4 semanas, 1 dia atrás

    Gente esse povo gosta é de barraco mesmo,o pessoal muito educado e atende agentes bem sim,demora o tempo certo ,até quem tem plano de saúde e consulta particular agente espera muito.povo igual gato mamamo e miando . Ô povo viu????

    15 1 Responder

  • Alessandra | 4 semanas, 1 dia atrás

    Eu acredito nesse pai! Todo dia que você vai la naquela Upa o caos e o descaso com as pessoas é o mesmo! A Upa é só reclamações e descontentamento! Estamos perdidos com a saúde dessa cidade!

    19 24 Responder

carregar mais comentários