Polícia Militar realiza a formatura de estudantes que concluíram o Proerd em Patos de Minas

A inciativa é da Polícia Militar e tem o objetivo primeiro de prevenir o consumo de drogas na sociedade.

publicado em 28/06/2019, por Maurício Rocha


Cerca de 1000 estudantes receberam diplomas nessa quinta-feira (27).

Cerca de 1000 estudantes que passaram pelo Programa de Resistência às Drogas e a Violência – Proerd - receberam diplomas nessa quinta-feira (27). Foram duas solenidades de formatura que tiveram que ser realizadas no Ginásio do PTC para caber tanta gente. A inciativa é da Polícia Militar e tem o objetivo primeiro de prevenir o consumo de drogas na sociedade.

Este ano, os instrutores do Proerd – o sargento Selmo e a sargento Adriana – percorreram 12 escolas públicas de Patos de Minas, ensinando as crianças a se protegerem de influências negativas e principalmente a dizerem não às drogas. A dependência química leva a pessoa a se envolver com a criminalidade e compromete o futuro do cidadão.

–––––––––––––––––––––––––––––––– CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ––––––––––––––––––––––––––––––––
Clinica Medic Imagem

Cerca de 1.000 crianças de 38 turmas foram atendidas este ano pelo Programa de Resistência às Drogas e a Violência. Na solenidade de formatura, elas reforçaram o compromisso de se manterem longe das drogas e receberam diplomas das mãos dos coordenadores do Programa em Patos de Minas.

Através do PROERD, a Polícia Militar tem contribuído para a formação de bons cidadãos, atuando diretamente na prevenção da criminalidade. O Programa é realizado há alguns anos em Patos de Minas e tem alcançado excelentes resultados. 

Imagens atualizado em 28/06/2019 • 23 fotos

Autor: Maurício Rocha Postado em 28/06/2019
Compartilhe:

7 comentários

Recentes Populares
Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Portal Patos Hoje. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Portal Patos Hoje poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!

Os comentários que receberem 20 votos negativos a mais que os positivos serão retirados do Portal.

  • vitim | 5 meses, 2 semanas atrás

    uhull. tomara q n saia nenhum futuro maconheiro de universidade dai. O q mais tem em universidade é gente se drogando, e ficam usando de racismo e itolerancia da policia pra ficarem brigando pra n deixarem policia atuar la dentro. Universidade grandes como as federais, que mais parecem cidades, de tantos locais "escondidos" q propiciam. Quem vai na ufmg, pode notar em um simples passeio, varias pessoas consumindo drogas indiscriminadamente pelas areas verdes do campus pampulha. é vergonhoso. E o pior é q em sua maioria, são esquerdistas que ficam la gritando asneira contra o governo e a favor do presidiario.

    1 1 Responder

  • Patrulheiro | 5 meses, 2 semanas atrás

    Quando as formaturas eram nas escolas para os alunos e para os pais era bem melhor, menos pessoas, todos conseguiam tirar as fotos , não tinha tumulto, não tinha grandes deslocamentos... Era simples, mas marcante.

    0 0 Responder

  • Atenção | 5 meses, 2 semanas atrás

    A parte da cerimônia das 17h foi razoavelmente organizada. Digo razoavelmente, pois atrasou pouquíssimo. Contudo, há de se pensar que são crianças e que as falas deveriam ser substituídas, em sua maioria, por vídeos ou por apresentações mais atrativas, pois era nítido o desconforto das crianças. Ao cerimonial fica a sugestão de as falas serem revisadas, pois falar de improviso em uma cerimônia e comprometer a própria imagem e a da instituição que representa. Agora o final da primeira turma foi deplorável: após o primeiro colégio que tirou as fotos, o que se viu foi um show de falta de organização: as famílias entraram para a quadra e as fotos não puderam ser tiradas de forma satisfatória. A partir daí vem o mais problemático: a saída foi confusa e, em caso de incidente, certamente, varias pessoas iriam ser pisoteadas, pois havia fluxo de entrada e saída de pessoas, o que se deu por apenas uma entrada/saída. Apenas uma militar, depois de um bom tempo, esteve tentando ajustar o fluxo enquanto as pessoas se acotovelavam para entrar ou sair.

    3 2 Responder

  • Bores13 | 5 meses, 2 semanas atrás

    E uma pena pois os jovens que conheço que fizeram o Proerd disseram que a primeira experiência com as drogas foram no Proerd pois eles falam dos efeitos alucinógenos para quem e inocente nunca nem viu falar os jovens que me falaram isso hoje e dependente químico e diceram que quando falaram dos efeitos alucinógenos no Proerd foi que despertou a curiodidade

    0 14 Responder

    Patrulheiro - 5 meses, 2 semanas atrás

    Você está enganado amigo, Proerd fala sobre aprender a tomar decisões durante a vida e que toda escolha tem uma conseqüência. Sobre drogas só tem uma aula que é sobre bebida alcoólica e cigarro.

    0 0

  • Pollyana | 5 meses, 2 semanas atrás

    Tudo com muita excelência parabéns a todos que se dedicam a esse trabalho maravilhoso com nossas crianças.

    12 3 Responder

  • Pollyana | 5 meses, 2 semanas atrás

    Tudo com muita excelência parabéns a todos que se dedicam a esse trabalho maravilhoso com nossas crianças.

    6 2 Responder