349669 2216 Ok
Banner Unipam 2017 - Institucional
Publicado em 11/09/2017 por Farley Rocha
Compartilhe:

Patos de Minas chega a 113 dias sem chuva e sequidão deve continuar nos próximos dias

Alguns distritos do município já estão sendo abastecidos pela Copasa com caminhões pipa.

Não há previsão de chuva para os próximos dias.

Já são 113 dias sem chover em Patos de Minas, ou seja, quase quatro meses de sequidão. Ainda não há risco de faltar água na cidade, mas o desperdício pode provocar o desabastecimento. Alguns distritos do município já estão sendo abastecidos pela Copasa com caminhões pipa. Não há previsão de chuva para os próximos dias.

Ambientalistas já se movimentam para não deixar a situação pior. Imagens do Rio Paranaíba, nos fundos do Copacabana, mostram a escassez de água. O leito do rio já pode ser visto em vários pontos. Membros do Codema trabalham para revitalizar nascentes e pedem apoio. Preocupados com a situação, eles vão levar os problemas ambientais para a Câmara Municipal.

De acordo com a Estação Meteorológica no Distrito de Sertãozinho, o último dia de chuva em Patos de Minas foi 20 de maio, ainda durante a Fenamilho. Para os próximos dias, as pessoas podem se preparar para mais tempo seco. Segundo o Clima Tempo e o INMET, não há previsão de chuva para esta semana em Patos de Minas. 

O engenheiro da Copasa, Júlio Cesar Caetano da silva, responsável pelo abastecimento de água na cidade, afirmou que em 2014 a situação foi pior e, por enquanto, não há risco de racionamento de água. No entanto, ele alertou que o desperdício, principalmente nesta época, pode levar ao desabastecimento.

O engenheiro ainda informou que já há distritos patenses sendo abastecidos por meio de caminhões-pipa. O Comando do Corpo de Bombeiros emitiu uma nota informando que dos 853 municípios de Minas Gerais, 722 estão com problemas no abastecimento de água potável. “Em Presidente Olegário, já foi decretada situação de emergência”, disse a nota.

Com o tempo seco, as queimadas têm sido outro tormento para os moradores. O Corpo de Bombeiros vem sendo acionado com frequência para combater os incêndios principalmente em lotes vagos. Além de prejudicar o meio ambiente, o fogo causa muita sujeira e agrava problemas de saúde. Pessoas enfermas, crianças e idosos são os que mais sofrem.

Com a baixa umidade do ar, especialistas recomendam que as pessoas bebam bastante água e procurem umidificar as residências, com umidificadores, toalhas molhadas e recipientes com água. Molhar os jardins pode amenizar a sensação de sequidão. Os exercícios físicos ao ar livre devem ser evitados no período das 11 e 15 horas.

Clínica Impar - Início: 21-08-17
Autor: Farley Rocha Postado em 11/09/2017
Compartilhe:

23 comentários

Recentes Populares
Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Portal Patos Hoje. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Portal Patos Hoje poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!

Os comentários que receberem 20 votos negativos a mais que os positivos serão retirados do Portal.

  • Castigado | 2 meses, 1 semana atrás

    Pois é...o Rio Paranaíba vem sendo explorado desde que Patos de Minas nasceu.....e junto vai abastecendo municipios e as famosas irrigações de fazendeiros que poderiam junta-se e fazer uma bela de uma represa, para usarem em suas irrigações...........mas não querem explorar, acabar com a natureza ai o povo fica usando o nome Deus nas horas difíceis........pobre ser humano........preocupem, no ano que vem o capitulo é o mesmo.

    1 0 Responder

  • Glauber Queiroz | 2 meses, 1 semana atrás

    Daniel Couto

    1 1 Responder

    Daniel Couto - 2 meses, 1 semana atrás

    Fala caramba!!!!

    0 0

  • Marcos Ferreira X-9 | 2 meses, 1 semana atrás

    Os Índios Azuis do Time Pequeno de Patos poderiam fazer a Dança da Chuva pra vê se alivia aqui pra nóis.

    1 1 Responder

  • Indignada | 2 meses, 1 semana atrás

    Estamos todos preocupados com a falta de chuva , enquanto isso alguns preocupados com a conta de matemática da reportagem 113 ,114 ..não importa .. O que está ressaltando aqui é a falta de água

    1 1 Responder

  • Rio Paranaíba | 2 meses, 1 semana atrás

    Copasa, eco!

    3 1 Responder

  • Davi Costa | 2 meses, 1 semana atrás

    Brasileiro esta muito mais preocupado com o aumento no preço da gasolina do que com falta de agua

    9 0 Responder

  • Letícia Gonçalves | 2 meses, 1 semana atrás

    Elenice Maria

    2 0 Responder

  • Marina Soares Dasilva | 2 meses, 1 semana atrás

    Vamos reza gente pra chover

    1 4 Responder

    kkkk - 2 meses, 1 semana atrás

    vai rezando mesmo.........kkkk o negócio anta, é que os fazendeiros usam toda a agua nas irrigações......esse é o pior problema....

    1 0

  • Mariangela Castro Alves | 2 meses, 1 semana atrás

    Multem quem lava as calçadas todos os dias! Fiscalizem as fazendas e suas irrigações irregulares! Reflorestem a nossa cidade! Façam campanhas de conscientização e fiscalize em relação às queimadas no pouco que nos resta de árvores pela cidade! Se continuarmos no mesmo ritmo, viraremos deserto!

    15 2 Responder

  • clark | 2 meses, 1 semana atrás

    Sim vamos economizar gente????

    4 1 Responder

carregar mais comentários