Publicado em 10/04/2018 por Maurício Rocha
Compartilhe:

Pacientes do Caps se desentendem por causa de marmitex e um acaba esfaqueado na cabeça

Um homem de 50 anos acabou sendo agredido com um golpe de faca na cabeça.

A agressão aconteceu na tarde dessa segunda-feira (09) no Caps AD.

Um desentendimento entre dois pacientes do Caps AD de Patos de Minas terminou em agressões na tarde dessa segunda-feira (09). Um homem de 50 anos acabou sendo agredido com um golpe de faca na cabeça. Ele perdeu muito sangue e precisou ser socorrido por uma unidade do Samu.

O desentendimento começou no final da tarde, por volta de 17h. Segundo informações da Polícia Militar, um paciente de 32 anos estava exaltado por não poder mais dormir no local. Em determinado momento, ele pegou um marmitex, colocou sobre balcão e saiu. Outro paciente pegou o marmitex e guardou.

–––––––––––––––––––––––––––––––– CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ––––––––––––––––––––––––––––––––

Ao retornar, o autor questionou onde estava o marmitex. O paciente disse que havia guardado. Ele teria ordenado que o marmitex fosse colocado no mesmo local em que estava. O paciente se recusou e os dois entraram em luta corporal, chegando a rolar no chão. Em determinado momento, o autor sacou uma faca que estava na cintura e desferiu um golpe na cabeça do paciente de 50 anos.

O golpe foi tão forte que quebrou o cabo da faca. O paciente perdeu muito sangue e o Samu teve que ser acionado. Ele foi socorrido consciente e encaminhado para a Unidade de Pronto Atendimento do bairro Jardim Peluzo. A Polícia Militar também foi acionada, mas o autor fugiu em direção à Lagoa Grande e não foi localizado.

Autor: Maurício Rocha Postado em 10/04/2018
Compartilhe:

15 comentários

Recentes Populares
Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Portal Patos Hoje. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Portal Patos Hoje poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!

Os comentários que receberem 20 votos negativos a mais que os positivos serão retirados do Portal.

  • Abeia | 4 meses, 1 semana atrás

    O tratamento deles são álcool e drogas a maioria deles são viciados se o governo q ajudar de verdade q eles criace clínicas de recuperação

    2 1 Responder

  • Doidinha | 4 meses, 1 semana atrás

    Quem inventou essa lei do CAPS foi um petista chamado Paulo Delgado. Petista faz alguma coisa que presta? Tirou a responsabilidade do Estado e repassou para as famílias. Uma pilantragem isso tudo!

    1 3 Responder

  • João Esperança | 4 meses, 1 semana atrás

    LA NO CAPS AD REALMENTE OS PACIENTES SOFREM.... sofrem porque são bem tratados e não gostaria de voltar às ruas. Sofrem porque recebem alimentos e medicação pra diminuir sua dor mental e não gostariam de voltar onde estavam antes. E antes.... eles estavam nas ruas e na grande maioria das vezes estavam em suas casas com seus familiares também adoecidos e cansados da situação.... mas eles veem que lá no CAPS AD a equipe entende sua doença e sabe tratar cada situação. Alguém acima aí citou que eles são dopados.... e são mesmo... são dopados da melhor medicação que lá existe e se chama AMOR.... e junto vai a compaixão e respeito ao adoecimento mental! O serviço se estrutura a cada dia em busca de melhorias e não há um suporte 100% em todos os âmbitos. Por lá há um objetivo de diminuir a dor mental... quem sabe um dia sem o álcool ou a droga já é um dia melhor! Não há equipe no país e no mundo que com uma ou duas avaliações proejetará o futuro de um paciente e irar sanar as suas dificuldades em geral!!! O importante é a consciência tranquila e cada um fazer o que pode!!!

    17 0 Responder

    Pedro - 4 meses, 1 semana atrás

    Primoroso o seu comentário João. Infelizmente se notícia apenas quando ocorrem fatos como o da matéria. Pra quem não conhece o CAPS recomendo uma visita. Pra quem pode ajudar seja com trabalho ou com doações em dinheiro poderá ver que lá é tudo na ponta do lápis, feito com seriedade impressionante. Antes de escrever criticas a algo que você nunca viu ou precisou. Vá até lá, vais se deparar com uma realidade dura mas com pessoas jovens e empenhadas em ajudar pessoas com problemas de verdade.

    8 0

  • ze do curraleiro | 4 meses, 1 semana atrás

    mais que povo mais doidao kkkkkkk

    8 5 Responder

  • django livre . | 4 meses, 1 semana atrás

    e viva tudo . viva até o chico barrigudo . brasil pode tudo . o regaça danada .

    11 6 Responder

  • joao bolao | 4 meses, 1 semana atrás

    Todo dia acontece algo no CAPS, já quebraram televisao, ventilador e ja até colocaram fogo nos colchoes.Além de varias brigas.Espero que nada de mais grave aconteça pq é o que está pra acontecer.

    21 1 Responder

  • Psicóloga dissidente | 4 meses, 1 semana atrás

    Viva a lei Paulo Delgado do PT! Isso nao funciona mesmo. Tá mais do que provado.

    9 18 Responder

    mari - 4 meses, 1 semana atrás

    Não "funciona", por causa da má índole de alguns pacientes que moram... naquele local!!

    0 0

  • O QUE É O QUE É: CAPS | 4 meses, 1 semana atrás

    Centro de Atenção Psicossocial – Álcool e Drogas (CAPS AD): O Centro conta com uma equipe de profissionais que desenvolvem atendimentos individuais e atendimentos em grupo, visitas domiciliares e atividades comunitárias. Voltado para o atendimento e cuidado à saúde de pessoas que fazem uso abusivo de álcool, crack e outras drogas, o Centro de Atenção Psicossocial – Álcool e Drogas (CAPS AD) passou a funcionar em Patos de Minas 24 horas por dia; o atendimento é por demanda espontânea e encaminhamentos de outros serviços. O cuidado ao paciente com transtorno mental e/ou usuário abusivo de álcool, crack e outras drogas deve ser visto dentro de uma rede integrada de atenção, que vai desde a assistência primária - PSF juntamente com os profissionais que dão apoio às equipes de saúde da família - NASF, até o atendimento mais especializado em saúde mental nos CAPS (Centro de Atenção Psicossocial). (FONTE PREFEITURA MUNICIPAL DE PATOS DE )

    15 3 Responder

    Marcos - 4 meses, 1 semana atrás

    Na pratica, o sistema deixa quase tudo a desejar. Infelizmente,,, Não culpo a equipe, mas sim, o sistema, que pra váriar, o único que funciona é o de imostos.

    12 1

    joao - 4 meses, 1 semana atrás

    Verdade. Sabemos o quanto estas pessoas podem se tornar perigosas, principalmente quando estão na abstinência. Todo cuidado é pouco, até mesmo para os profissionais que ali trabalham. Talvez seja sim, necessário vigilantes no local para fazerem revistas e manter a ordem.

    16 2

    Muito bem - 4 meses, 1 semana atrás

    Eu já sabia ,mas garanto que a maioria não sabia o que é o CAPS.

    8 0

    Obs - 4 meses, 1 semana atrás

    Caps...C de catveiro A de abandonados P pacientes S ..sem família...ficam dopados.. São muito mal tratados... só dopados... não vejo nada que possa ajudá-los a ser inseridos na sociedade nem em família...jogam lá pra ficar livres.. conheço..

    5 11

    Patricia - 4 meses, 1 semana atrás

    Meu filho de 13 anos tem problemas psiquiatricos e se trata no capsi . Bom a culpa e do governo que nao oferece hospitais decentes para internacao nos casaos mais graves

    4 6