Não há prova de que navio grego tenha vazado petróleo na costa do Brasil, diz gerente da Delta Tankers

As autoridades brasileiras afirmaram na sexta-feira que um navio de bandeira grega foi o responsável

publicado em 04/11/2019,


 

–––––––––––––––––––––––––––––––– CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ––––––––––––––––––––––––––––––––
Orthodontic - Especial Notícias

O gerente de um navio petroleiro que está sendo acusado pelas autoridades brasileiras de envolvimento com um derramamento de óleo na costa do país não encontrou “nenhuma prova” de que a embarcação conduzia atividades que possam ter causado vazamentos no Brasil durante a viagem entre Venezuela e Malásia.

Em comunicado enviado à Reuters no sábado, a Delta Tankers Ltd, que administra o navio Bouboulina, de bandeira grega, disse que uma busca completa em material nas câmeras e sensores de todos as suas embarcações não revelou evidências de que o navio “tenha parado para fazer qualquer tipo de operação entre dois navios, vazado óleo, desacelerado e desviado do seu curso, na passagem da Venezuela para Melaka, na Malásia”.

A Delta Tankers reiterou que o navio partiu da Venezuela em carga em 19 de julho, indo diretamente, sem paradas em outros portos, para Melaka, na Malásia, onde o navio descarregou toda a sua carga sem falta.

As autoridades brasileiras afirmaram na sexta-feira que um navio de bandeira grega que transportava petróleo venezuelano foi a fonte do petróleo que atingiu o litoral brasileiro nos últimos dois meses.

Os brasileiros disseram que o navio parece ter derramado o petróleo a cerca de 700 km da costa do Brasil entre 28 e 29 de julho, depois de carregar o petróleo na Venezuela.

Os procuradores responsáveis pela investigação disseram ter encontrado fortes evidências de que a empresa, o capitão e a tripulação do navio não conseguiram se comunicar com as autoridades sobre o derramamento de óleo e/ou a liberação do petróleo no Oceano Atlântico.

Os relatos contraditórios, juntamente com a execução de mandados de busca policial no Rio de Janeiro, trouxeram uma reviravolta dramática nas causas do misterioso derramamento de óleo que manchou praias tropicais ao longo de 2.500 km da costa brasileira.

O Ministério Público Federal disse que o país buscará danos no caso, o que tem prejudicado as comunidades de turismo e pesca da região nordeste do país.

No sábado, a Delta disse que câmeras e sensores que todas as suas embarcações carregam como parte de suas políticas de segurança e ambientais, monitoram a atividade a bordo e ao lado das embarcações, além de alternâncias de curso, paradas e dados de velocidade.

A empresa disse que o material obtido a partir da análise de seus equipamentos de segurança será compartilhado com as autoridades brasileiras quando entrarem em contato com a empresa sobre a investigação, acrescentando que esse contato não foi feito.

Fonte: Reuters

Postado em 04/11/2019
Compartilhe:

3 comentários

Recentes Populares
Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Portal Patos Hoje. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Portal Patos Hoje poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!

Os comentários que receberem 20 votos negativos a mais que os positivos serão retirados do Portal.

  • Na Real | 1 semana, 1 dia atrás

    Serviço sujo...não tem procedência, não tem patrono, só tem o crime! O que é engraçado é a "Incompetência", das autoridades Brasileiras, não consegue decifrar crime nenhum! Aí esta os exemplos: Caso Marielle, facadas em Bolsonaro, quem pagou o Adélio Bispo, quem pagou os advogados do criminoso, queimadas na Amazônia, agora esse petróleo, que não para de chegar nas praias brasileiras! Agora aperta os partidos de esquerda, que vocês vão saber quem foi! Lembram do PSOL... queriam, porque queriam que a "Policia Federal", entrasse no caso do crime da "Marielle", agora como a platinada tentou envolver o Presidente da Republica, no embrolho, agora querem que a justiça federal, nem passe perto! "Mistérios...

    1 2 Responder

    Riala Mafon - 1 semana, 1 dia atrás

    O Bolsonaro é um gato num balaio de novelos de lã, ele se embaraça sozinho .

    3 1

  • To cansado disso | 1 semana, 1 dia atrás

    Como sempre, o bozo querendo achar culpados por seu fracasso :angry: :angry:

    5 17 Responder