MP denuncia Jorge Marra por homicídio duplamente qualificado, roubo e porte ilegal de arma

O Ministério Público pediu a quebra do segredo de justiça.

publicado em 14/10/2020, por Farley Rocha


Imagem: Patrocínio Online.

O Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) denunciou Jorge Marra, ex-secretário de Obras de Patrocínio, no Alto Paranaíba, pelo assassinato, ocorrido em 24 de setembro deste ano, do pré-candidato a vereador do município, Cássio Remis. O Ministério Público pediu a quebra do segredo de justiça.  

Na denúncia formulada pelos promotores de Justiça da comarca de Patrocínio, o ex-secretário, na época chefe da pasta, é acusado de homicídio qualificado por motivo torpe e mediante dissimulação e recurso que dificultou a defesa da vítima (art. 121, § 2º, incisos I e IV, do Código Penal)

–––––––––––––––––––––––––––––––– CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ––––––––––––––––––––––––––––––––
Clinica Medic Imagem

A denúncia criminal ainda imputou ao ex-secretário o delito de porte ilegal de arma de fogo e munições (art. 14 da Lei nº. 10.826/2003). Ainda foram denunciadas pelo MPMG outras duas pessoas pelo crime de favorecimento pessoal (art. 348 do Código Penal). Os promotores de Justiça também solicitaram a suspensão do segredo de Justiça, tendo em vista a repercussão internacional do fato e o direito constitucional à informação.

A denúncia foi protocolizada perante a Vara Criminal da Comarca de Patrocínio, na tarde dessa terça-feira (13), dentro do prazo legal, e segue o rito especial para o processo e julgamento dos crimes dolosos contra a vida, conforme previsão contida no Código de Processo Penal.
Fonte: Ascom MPMG

Autor: Farley Rocha Postado em 14/10/2020
Compartilhe:

6 comentários

Recentes Populares
Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Portal Patos Hoje. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes, fake news ou violem direitos de terceiros. O Portal Patos Hoje poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve-se ter ciência de que poderá ser responsabilizado cível ou criminalmente!

Os comentários que receberem 100 votos negativos a mais que os positivos serão retirados do Portal.

  • Felipe | 1 semana, 1 dia atrás

    Que esse assassino fique até a morte na cadeia! O que não será muito tempo! Depois o capeta continua com a punição!

    4 1 Responder

  • OBSERVADOR | 1 semana, 2 dias atrás

    Não entendi o MPMG. Quebrar o segredo de justiça por causa da repercussão internacional? Acho que na realidade o órgão esta:se promovendo ao citar isso. Foi crime futil...sim, está preso e vai cumprir em liberdade até o julgamento...sim, Réu primário...sim, a cidade de Patrocinio perdeu com isso...Não...infelismente uma família perdeu uma boa pessoa querida...sim. Um ato impensado pessoal se transformou em uma bandeira política para um partido em 2022.

    2 7 Responder

    xebeck - 1 semana, 1 dia atrás

    São apenas fatos, afinal ele assassinou uma pessoa. A questão principal aqui é esta.

    1 0

  • Forasteiro | 1 semana, 2 dias atrás

    Vai ficar uns 5 anos preso ficar mais não ...leis no Brasil tem muita brecha...

    4 0 Responder

    xebeck - 1 semana, 1 dia atrás

    Bom dia! Se ficar isso tudo.

    3 0

  • DIGO E FALO | 1 semana, 2 dias atrás

    Jorge Marra continua preso???

    18 0 Responder