Publicado em 11/06/2018 por Maurício Fernandes
Compartilhe:

Moradores voltam a reclamar e cobrar conclusão das obras na Estrada da Serrinha em Patos de Minas

Um mês atrás a construtora responsável pela pavimentação do local, havia interrompido os trabalhos por falta de recursos financeiros.

A obra que, era pra ser inaugurada em oito meses após o início, já sofreu diversas paralizações.

Os Moradores com residências próximas à Estrada da Serrinha vêm reclamando do grande volume de poeira e dos problemas causados pelas obras paradas. A obra que, era pra ser inaugurada em oito meses após o início, já sofreu diversas paralizações. Um mês atrás a construtora responsável pela pavimentação do local, havia interrompido os trabalhos por falta de recursos financeiros.

Até o dia 11 do mês de Maio já haviam sido asfaltados cerca de 3,2 km. Nossa equipe de reportagem foi até o local onde o asfalto está se encontrando com a estrada de terra. Um mês se passou e a estrada que era para estar totalmente asfaltada em oito meses, já sofre com interrupções há mais de quatro anos e meio. Enquanto isso, os moradores acabam ficando de mãos atadas. Ainda restam 3,9 km para que a obra esteja finalizada.

O valor total das obras na Estrada da Serrinha é de R$ 3.509.532,51 sendo que R$ 2.925.000,00 é por parte do Governo Federal e R$ 584.532,51 por parte do Município. No dia 21 de Maio nós entramos em contato com o Diretor da Paesan, empresa que está cuidando das obras no local e, na oportunidade, com a obra parada há cerca de dez dias, José Wilson Ribeiro disse que a falta de suporte financeiro é o principal fator que estaria atrasando o término dos trabalhos no local.

Segundo ele, a Caixa Econômica Federal estaria dificultando o repasse do dinheiro para a empreiteira. Vários veículos entre carros, motocicletas e caminhões com carga precisam e passam pela estrada diariamente para trabalhar. Motoristas relataram que por pouco não ficaram atolados na poeira. “A situação está lastimável. Todos estão indignados”, disse um morador.

Aquela região é composta por moradores que vivem da produção em suas propriedades. A via também é usada para escoar a produção da região. Ainda não há um prazo final para o término do asfaltamento da Estrada da Serrinha. Nós tentamos entrar em contato com José Wilson, Diretor da Paesan, mas fomos informados que ele está viajando. Até o fechamento da matéria nós também não tivemos resposta da Prefeitura Municipal de Patos de Minas.

Imagens atualizado em 11/06/2018 • 8 fotos

Autor: Maurício Fernandes Postado em 11/06/2018
Compartilhe:

18 comentários

Recentes Populares
Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Portal Patos Hoje. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Portal Patos Hoje poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!

Os comentários que receberem 20 votos negativos a mais que os positivos serão retirados do Portal.

  • MARCOS FERREIRA "X-9" | 1 semana, 2 dias atrás

    Essa pobraiada perebenta que tá reclamando deveria comprar uns cascalho e jogar aí ao invés de ficar reclamando.

    2 14 Responder

    sem educação - 1 semana, 1 dia atrás

    E os pobre de Espírito? Também deve comprar um cascalho?

    3 1

    p/o Marcos Ferreira MACONHEIRO - 1 semana, 1 dia atrás

    Cala sua boca suja seu cagueta noiado fumador de maconha.

    0 0

  • Frederico | 1 semana, 2 dias atrás

    Apenas mais um dado de um pais ESTAGNADO! O que fazer?

    2 4 Responder

  • Andrés de Fonollosa | 1 semana, 2 dias atrás

    Esse asfalto da Serrinha vai ficar pronto o dia que o Atlético-MG for BI !!! :joy: :joy: :joy:

    6 4 Responder

  • Davi | 1 semana, 2 dias atrás

    Onde que lagoa tá asfaltado 17 km ?

    0 6 Responder

    visitante - 1 semana, 2 dias atrás

    a estrada que liga Lagoa formosa a comunidade de Monjolinhos

    4 3

  • RUA CARAJAS EM FRENTE AO WALMART | 1 semana, 2 dias atrás

    NUM VAI LONGE, NA RUA DOS CARAJÁS, AQUELE TERRENO BALDIO, IMUNDO, CHEIO DE DROGADO, SÓ VALORIZANDO PARA SEU PROPRIETÁRIO, E A PREFEITURA É OMISSA NO ASFALTAMENTO DA RUA. COLOQUE NA DÍVIDA ATIVA DO PROPRIETÁRIO O ASFALTO E ESTÁ RESOLVIDO. AS VEZES ALUGA PARA UM CIRCO QUE SÓ FAZ ESGOTO E PERTUBA O SOSSEGO DOS VIZINHOS COM UM BARULHO INSUPORTÁVEL, A PREFEITURA É OMISSA.

    4 1 Responder

  • Zé Mané | 1 semana, 2 dias atrás

    E digo mais, isso aí é uma obra que já deveria ter sido feito com pista dupla, pode esperar que se concluída o trânsito ai vai ser pesado!

    4 0 Responder

  • Lagoense | 1 semana, 2 dias atrás

    Lagoa Formosa ta asfaltando 17,2 km por 4.200.000,00 Patos de Minas asfaltando 7,1 km por 3.500.000,00. Que coisa nao

    12 0 Responder

    Zé Estrela - 1 semana, 2 dias atrás

    E a AVENIDA FÁTIMA PORTO aqui em Patos que deu até pra neguinho montar construtora com as propinas!

    3 1

    Davi - 1 semana, 2 dias atrás

    Aí tem menos ladrão pra dividir a grana , aqui são mais gente no negócio kkk entendeu né ?

    3 1

  • Bruxo | 1 semana, 2 dias atrás

    Vocês precisam enxergar o lado político do tema, qual seja: Se os políticos permitirem a conclusão dessa estrada, vão eliminar um dos grandes motes para promessas de campanha e pedidos de votos, e ainda fecharão uma das fontes de captação de recursos para seus bolsos.

    13 0 Responder

  • Moradora | 1 semana, 2 dias atrás

    “Segundo ele, a Caixa Econômica Federal estaria dificultando o repasse do dinheiro para a empreiteira.” O problema não é a CEF, porque todos nós sabemos que obra pública para ser feito o pagamento basta ter a conclusão da obra que o banco pagador (no caso a CEF) faz a vistoria na obra e libera o pagamento. Só na imaginação do diretor da empreiteira que ele tem que receber para executar o serviço. Está claro que o Sr. Prefeito não quer que a obra seja realizada, pois se quisesse teria cobrado a empreiteira. E ainda nem é capaz de dar uma satisfação para a população. Quando chegar na época das eleições acontece o de sempre, faz campanha, promete o asfaltamento da da Patos/Serrinha, ponte no final da Av. Joaquim Fubá, e o povo da região acredita. Política em Patos sempre foi e sempre será previlégios para as regiões de interresse dos governantes (principalmente loteamento da família da Sra. ex prefeita e atual vereadora).

    14 1 Responder

  • Faria | 1 semana, 2 dias atrás

    Fico imaginando como as coisas ficam dificeis quando se trata de Patos de Minas ! Existem preguiça e inercia politica para resolver os problemas da cidade ! Tudo por aqui eh lento, demorado ! Se a Caixa Economica eh detentora dos recursos , tem que se manifestar no sentido esclarecer o porque da nao liberaçao do dinheiro ! E a PAESAN precisa explicar melhor por que nao esta recebendo tais recursos ! Pelo que sei os recursos sao liberados de acordo com o cronograma da obra ! Se nao recebe , naturalmente eh porque nao cumpre com esses cronogramas ! Haja paciencia com tanta enrolaçao !!! Onde estao o senhor prefeito e o secretario de obras que nao explicam e nao cobram nada !!!!!!

    10 0 Responder

    Gato por Lebre - 1 semana, 2 dias atrás

    Um exemplo clássico de descaso com o dinheiro público é a Copasa! Há 10 anos, pegou o financiamento e ainda não concluiu a obra da Estação de Tratamento de Esgoto. Agora vem propaganda enganosa na TV. As autoridades deveriam proibir a sua exibição!

    6 0

carregar mais comentários