349669 2216 Ok
Publicado em 16/10/2017 por Farley Rocha
Compartilhe:

Moradores de Pindaíbas estão há dois dias sem água e cobram providência da Copasa

Os moradores argumentam que há água no córrego e que precisa é de uma limpeza.

Os moradores cobram uma limpza no córrego Baú. 

Os moradores de Pindaíbas já não sabem mais o que fazer para conseguir água. Eles disseram que estão há 48 horas sem abastecimento de água pela Copasa. Eles argumentam que o problema acontece por falta de manutenção no local de captação da água. A Copasa disse que vai enviar caminhões pipa para fazer o abastecimento.

A moradora, Heloisa Helena, disse que a falta d’água está acontecendo porque uma plantação de paina está impedindo que a água do Córrego Baú chegue ao reservatório onde a Copasa faz a captação. Ela também destacou que este local também está assoreado e precisa fazer uma manutenção para melhorar a coleta d’água.

Segundo a moradora, praticamente todo mundo de Pindaíbas está sem água nas torneiras. “Nós fizemos uma reunião com o Codema que nada se opôs quanto à limpeza do lugar. Água tem no córrego. O problema é a falta de manutenção”, ressaltou. Outros moradores entraram em contato com o Patos Hoje e cobraram providências.

Eles aproveitaram para reclamar dos preços das contas d’água. Segundo eles, os valores também sofreram reajuste. O Patos Hoje conversou com o engenheiro responsável pelo sistema de abastecimento em Patos de Minas, Júlio César Caetano, e ele falou sobre o sério problema vivido pelos moradores de Pindaíbas. Segundo ele, o problema de abastecimento no distrito é mesmo por falta d’água.

O engenheiro informou que não é a questão das painas que está impedindo a água de chegar ao reservatório. De acordo com ele, as nascentes existentes nas imediações se secaram e não há mesmo água para os moradores. Ele destacou que a situação é realmente séria e que pode faltar água para todo mundo.

Ele chamou a atenção para uso indiscriminado de água nas propriedades rurais e pediu mais consciência da população para os cuidados com o meio ambiente. “Nós vamos encaminhar caminhões pipa para a comunidade para não deixar as pessoas sem água”, disse. 

Imagens atualizado em 16/10/2017 • 9 fotos

Autor: Farley Rocha Postado em 16/10/2017
Compartilhe:

29 comentários

Recentes Populares
Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Portal Patos Hoje. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Portal Patos Hoje poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!

Os comentários que receberem 20 votos negativos a mais que os positivos serão retirados do Portal.

  • roberto | 2 meses atrás

    Claro que tem de cobrar, mas alem disso os moradores, deveriam agir, conservando suas, nascentes, jogar seus lixos em lugar adequado, parar de degradar a natureza, por exemplo pescando nos rios para vender, plantando pelo menos uma árvore por ano. Esta situação é 100% de culpa da população.

    1 1 Responder

  • Debora Rocha | 2 meses atrás

    Do jeito que esta daqui algum tempo não teremos mais água se as pessoas não pararem de desperdiçar .

    3 0 Responder

  • Ditinho | 2 meses atrás

    A natureza do homem é o nomadismo. A gente mora num lugar esgota os recursos naturais e muda pra outro lugar. E assim a roda gira. Agora, o povo quer ficar eternamente no mesmo lugar. A natureza não consegue repor os recursos no ritmo do consumo não. Por isso, o melhor é o povo de Pindaíbas mudar e fundar outra currutela, onde tenha água, árvores, peixes etc. Não tem prefeitura nenhuma que aguenta um povo chorão desses! Credo vai ser chato pra lá!

    3 5 Responder

  • PROFECIAS SE CUMPRINDO | 2 meses atrás

    A muito tempo o homem vem desmatando para roças e pastos, tirando a cobertura vegetal que protege e segura a água, me vem engenheiros e doutores dos órgãos de meio ambiente dizendo que tem que deixar mato perto dos olhos de água e mananciais. Estão corretos, só que pouco mato verde não é suficiente, a natureza precisa de abundância de gramas, árvores, matas para poder segurar a umidade, agora meus senhores, não adianta fica batendo no peito para Deus, o homem está destruindo suas gerações , se autodestruindo, e, ainda vai ser muito pior do que está, pelo fogo se consumirá muitos, pela água também, é questão de dias. O homem só lembra de Deus nessas dificuldades, chega de pagação de promessas e idolatrias. Ao invés de ficar reclamando , todos deveriam era plantar mais árvores e melhorar as vegetações e não destruir. O futuro de seu filhos e das gerações vindouras é uma grande incerteza.

    4 2 Responder

  • Marcos A. | 2 meses atrás

    A Copasa gosta de atribuir seu fracasso aos outros, hein!? Agora a má gestão dos recursos hídricos passou a ser culpa da natureza, dos produtores rurais!? Onde a Copasa se instala impera a devastação. Não está sendo diferente em Patos. O Município devia rescindir unilateralmente o contrato por caducidade! Mas é muita política envolvida. Quem perde primeiramente é o povo, e a Copasa também, secundariamente, pois, a Copasa sem água é o quê? Fora, Copasa! Assuma, município de Patos, e faça como Lagoa Formosa, um grande barramento como reservatorio!

    5 2 Responder

  • sergio | 2 meses atrás

    Em todo o estado de Minas Gerais,os problemas são sempre com esta empresa fuleira,oh povo cara dura,não cumpre contrato explora o povo em todos os sentidos e ninguém faz nada,sempre a mesma reclamação,passou da conta já!

    6 0 Responder

  • Cláudia Oliveira | 2 meses atrás

    Que tristeza pai do céu!

    4 0 Responder

  • junior | 2 meses atrás

    Cadê o mata ciliar?assim não a nascente que suporte tanta devastação.

    10 0 Responder

  • Marcos Ferreira X-9 | 2 meses atrás

    Quem dera ser um peixe. Para em teu límpido aquário mergulhar. Fazer borbulhas de amor pra te encantar. Passar a noite em claro. Dentro de ti.

    3 11 Responder

  • Carlos Barbosa | 2 meses atrás

    Esse povo das comunidades rurais são uns folgados também . Não paga taxa nenhuma de fornecimento de água não pagam IPTU . E So reclamando porque não fazem uma cisterna ou um poço artesiano . Eles que destruíram os rios ai de perto e acabaram com a natureza e agora vem reclamar . É errado nos da Cidade acabamos pagando pela água que as comunidades rurais consomem . A copasa tinha que cobrar deles também . E a prefeitura tinha que cobrar iptu deles.

    12 14 Responder

    Moradora - 2 meses atrás

    Senhor Carlos o senhor primeiro se informe melhor antes de fazer comentários idiotas iguais a este. .

    12 9

    Carlos Barbosa - 2 meses atrás

    Para a senhora moradora . Por acaso a senhora moradora paga IPTU E taxa de consumo de água. Idiota é a moradora . Eu pago meu IPTU e a água que gasto . E não destruí a natureza igual vcs moradores das comunidades rurais . Larguem de ser miseráveis e furem uma cisterna ou poço artesiano . Parem so de pedir .façam sua parte também seus folgados .

    7 11

    Para: Carlos Barbosa - 2 meses atrás

    Nem todo mundo tem dinheiro pra cisterna ou poço artesiano e alguns cuidam das nascentes pois precisam delas, só q os " zoi grande" q quanto maior suas terras querem mais aí vão lá e desmatam em voltam das nascentes depois ficam reclamando de q estão ficando sem água. Mas lembrando q esse tais folgados q vc estão falando planta o arroz, o feijão, criam vacas leiteras q os custos não são baratos pense nisso tb. Vai lá morar nessas fazendas q plantão pra vc ver como q é a vida por la, quero vê se vc vai reclamar de IPTU

    0 0

carregar mais comentários