349669 2216 Ok
Caiçaras - Full Banner
Publicado em 24/10/2017 por Maurício Rocha
Compartilhe:

Médica da Upa aciona a polícia para investigar morte de garoto de 12 anos em Patos de Minas

O corpo foi encaminhado para o IML e exames em Belo Horizonte vão ajudar a apurar a causa da morte.

Unidade de Pronto Atendimento - UPA III. ( Foto: arquivo Patos Hoje )

Uma médica da UPA do bairro Jardim Peluzzo acionou a Polícia Militar no final da tarde dessa segunda-feira (23) para investigar a morte de um adolescente de apenas 12 anos em Patos de Minas. O garoto chegou à Unidade de Pronto Atendimento com quadro de parada cardiorrespiratória e morreu pouco depois. O corpo foi encaminhado para o IML e exames em Belo Horizonte vão ajudar a apurar a causa da morte.

O garoto chegou à UPA pouco antes das 18h, levado pelos próprios pais. A médica que fez o atendimento informou aos policiais que o adolescente chegou ao local com quadro de parada cardiorrespiratória e que antes de falecer sofreu mais seis paradas. Uma grande quantidade de secreção foi retirada do garoto, o que fez com que a médica solicitasse a presença da polícia.

Os pais do adolescente informaram aos policiais, que o adolescente estava brincando normalmente na companhia deles, quando passou mal. Eles informaram que ligaram para o SAMU, mas com a demora e diante da gravidade do quadro decidiram pedir a ajuda de um vizinho para levar o garoto à Unidade de Pronto Atendimento.

A perícia foi acionada e esteve na casa do adolescente, mas não encontrou nenhum tipo de substância que pudesse indicar envenenamento ou intoxicação. O corpo do adolescente foi encaminhado para o IML para uma análise mais detalhada. O garoto não apresentou nenhum sinal ou marca de violência.

Além de chocados, os pais do adolescente também buscam explicações para a morte do garoto. Pessoas que conversaram com eles, foram informadas que o garoto era extremamente saudável e nunca precisou ir ao hospital.  Antes de sofrer a parada cardiorrespiratória, o menino estava brincando na companhia dos pais.

O Conselho Tutelar também estava acompanhando o caso. Material e as secreções colhidas do garoto serão encaminhados para exames toxicológicos em Belo Horizonte. A Polícia Civil deverá investigar o caso. O velório acontece na Funerária Bom Pastor e o sepultamento vai acontecer às 14h00. 

Autor: Maurício Rocha Postado em 24/10/2017
Compartilhe:

41 comentários

Recentes Populares
Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Portal Patos Hoje. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Portal Patos Hoje poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!

Os comentários que receberem 20 votos negativos a mais que os positivos serão retirados do Portal.

  • Soliene | 1 mês, 3 semanas atrás

    Meus sentimentos a toda família e amigos, lamentável. Mais Deus sabe o que faz, o lugar e a hora que ele quer seus filhos de volta a casa dele.. Descanse em paz Criança ????????

    3 1 Responder

  • Olha | 1 mês, 3 semanas atrás

    Pois bem eu estava lá na hora que chegaram com esse, menino a equipe da upa se colocou pronta a atender essa grave urgência, todos que puderam foram para ajudar sem deixar os outros lugares sem profissional eles são bons sim demorou meu atendimento mais fui muito bem atendido, e todos estavam preocupados com o menino vcs que falam mal deles deveriam ver como trabalham. Parem de julgar

    39 1 Responder

  • Sheiiiilinha | 1 mês, 3 semanas atrás

    Deus conforte os familiares

    5 1 Responder

  • Cláudia Oliveira | 1 mês, 3 semanas atrás

    Que tristeza!Deus fortaleça a família

    6 1 Responder

  • Raquel Maria | 1 mês, 3 semanas atrás

    Que DEUS conforte a familia da criança, parabéns a profissional da UPA.

    7 0 Responder

  • Núbia Xavier | 1 mês, 3 semanas atrás

    Chocante

    4 0 Responder

  • Tatiana Rodrigues Pereira 1 mês, 3 semanas atrás

    Comentário removido pelos leitores. Este comentário foi retirado porque recebeu 20 votos negativos a mais que os positivos.

    Eu - 1 mês, 3 semanas atrás

    Se foi negligência processa e prova! Vc será idenizada! Quem não gosta de lá deve pagar particular! E outra somos pobres e precisamos muito do atendimento. E agente vai lá tá cheio de gente esnobe metida a rica de carrão lá com óculos de 600 roupa de marca. Quem tem dinheiro pra ostentar deveria pagar gastar com plano de saúde e deixar as vagas pra quem realmente precisa. Sinto muito pela sua perda. Mas se foi negligência que matou seu filho vc deve proucurar seus direitos. E não foi esse o caso de hoje parada cardíaca basta vc ler!

    40 9

    Eliana - 1 mês, 3 semanas atrás

    Para Eu. Você parou pra pensar que a Tatiana não deve estar em busca de indenização? que ela é uma pagadora de imposto e que usando roupa cara ou não, sendo esnobe ou não tendo carrão ou não, ela tem direito ao atendimento público? Eu já presenciei muitos atendimentos bons na UPA e do SAMU. Como também presenciei muita demora e descaso. Nem tudo que paciente sofre de negligência é possível provar pois não tem registros, acessos necessários Médicos não registram seus erros em prontuários. . Além de ter que contar com a (in)justiça do país que todos conhecem.

    4 1

  • Michelle Cristina | 1 mês, 3 semanas atrás

    Ai meu deus que triste

    8 0 Responder

  • CABO JULIO | 1 mês, 3 semanas atrás

    Pela história da parada cardiorrespiratória, creio se tratar de uma anomalia do sistema de condução cardíaco, provavelmente síndrome de Wolf-Parkinson-White ou QT longo ou ainda outra similar, não diagnosticada previamente e que levou à parada! Lamentável.

    10 26 Responder

    Perito - 1 mês, 3 semanas atrás

    Parabén sr. Cabo, sem nem mesmo olhar o paciente você já o diagnosticou, que beleeeeza heim? Imagina quando chegar a oficial heim, um Capitão? Vai curar as pessoas só de olhar o nome delas na reportagem. Cara, nem a médica compreendeu e pediu para levar o corpo ao IML, é porquê não é tão simples. Pode ser esse tal Wolf sei lá o quê? Pode, mas pode ser também um envenenamento por algum tipo de produto químico que não aparece nos exames normais. Vamos deixar para os "Peritos" tá? Eles entenderão bem o ocorrido, por enquanto meus pêsames à família e força para assimilar esse triste fato.

    52 27

  • Lilian | 1 mês, 3 semanas atrás

    Meus sinceros sentimentos.a família

    12 0 Responder

carregar mais comentários