Jovem presa com roupas em PO é autuada por furto podendo ser inocente em assassinato

A jovem não foi liberada, mas foi autuada apenas pelo furto.

publicado em 13/08/2019, por Farley Rocha


Ela já negava com veemência o crime.

O Delegado Vinicius Volf Vaz, que ouviu Cricimara Soares da Silva, 23 anos, nessa segunda-feira (12), não viu elementos para prendê-la pelo assassinato do Senhor Manoel Ribeiro Landim, 72 anos, conhecido como Zico Teófilo, em Presidente Olegário. A jovem não foi liberada, mas foi autuada apenas pelo furto.

De acordo com o policial, ao analisar a situação e ouvir Cricimara, não se ficou confirmado que ela seria a autora do homicídio. Ela já negava com veemência o crime. No entanto, as investigações continuam e fios de cabelo e impressões digitais dela foram coletados para uma análise mais aprofundada.

–––––––––––––––––––––––––––––––– CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ––––––––––––––––––––––––––––––––
Orthodontic - Especial Notícias

O policial destacou que, preliminarmente, com o que já se tem da perícia, a suspeita é de que não foi ela. Ele informou que ela continua presa, mas pelo crime de furto de roupas, tênis e cintos de uma residência também em Presidente Olegário. Cricimara negou até mesmo o furto das roupas.

Entenda a prisão

Cricimara foi vista pelos policiais saindo de uma casa com roupas do varal. Ela tentou fugir, mas foi presa. Ela estava com as roupas todas molhadas e vestígios de sangue foram encontrados em suas vestes. A jovem que já possui passagem policial por furto e roubo acabou sendo levada para a delegacia.

A suspeita negou que tenha praticado qualquer crime. Ela disse que, por estar menstruada e sem absorvente, acabou sujando a roupa de sangue. Com relação às roupas, ela disse que tinha autorização para apanhar o material, já que havia tinha feito um programa sexual com o dono e também feito outras negociações com ele.

Autor: Farley Rocha Postado em 13/08/2019
Compartilhe:

2 comentários

Recentes Populares
Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Portal Patos Hoje. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Portal Patos Hoje poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!

Os comentários que receberem 20 votos negativos a mais que os positivos serão retirados do Portal.

  • Larápia, sim! Homicida, não! | 1 semana, 5 dias atrás

    É mesmo de chorar! A PM aventou uma hipótese, muito esdrúxula, fugindo, inclusive, da alçada dela. Cabe à Polícia Civil indiciar ou deixar de fazê-lo. Foi um erro infeliz, dos PM's, por terem querido ser proativos e casar o delito em flagrante, cometido pela mulher com outro, por mera suposição. Que a mulher pague pelo furto, e que os irresponsáveis que fizeram uma presunção penosa, infundada, por pequenas coincidências, sejam punidos! Se ocorreu com essa mulher, criminosa contumaz, porém, por motivos equivocados, poderia ocorrer com um cidadão que sequer abeirou a marginalidade. Tomara que esses PM's que levantaram falso arbítrio sejam punidos!

    11 7 Responder

    Lagoense - 1 semana, 5 dias atrás

    Os policiais foi muito sem competência nesse caso,acuzar uma pessoa de um crime de homicídio,sem provas qualquer,tinha q perde a farda,pode acusar mais pessoas inocentes.

    9 8