3499669 2216 Ok
Publicado em 11/04/2018 por Maurício Fernandes
Compartilhe:

Jovem cai em golpe e tenta provar inocência após ser ameaçada de morte em Patos de Minas

Segundo ela, perdeu cerca de R$5.500,00 em um golpe.

A conversa com a estelionária pelo whatsapp mostra como ocorreu o golpe.

Uma jovem de 20 anos entrou em contato com a redação do Patos Hoje na tarde desta terça-feira (10) após ter sido vítima de estelionato. Segundo ela, perdeu cerca de R$5.500,00 em um golpe. Ela teria comprado mercadorias, de uma suposta dona de fábrica em Belo Horizonte, para revender em Patos de Minas. A vítima depositou o dinheiro da compra, porém as mercadorias não foram entregues. Ela vem sofrendo ameaças constantes, até de morte.

Daiane Luíza Gontijo Souza é natural de Carmo do Paranaíba e veio para Patos de Minas há cerca de dois anos para estudar e tentar uma vida melhor. Ela começou a trabalhar por conta própria como vendedora para pagar os estudos. Após uma publicação em uma rede social, Daiane entrou em contato com a golpista que dizia ser proprietária de uma fábrica de roupas em Belo Horizonte.

Até então, ela realizava compras na cidade de Goiânia, mas, insatisfeita com o atraso das entregas, viu no anúncio uma oportunidade de melhorar o lucro. Daiane conta que ao longo das conversas, a golpista foi conquistando a confiança dela: “Eu nunca poderia imaginar que isso aconteceria. Até então, a gente estava se dando super bem, eu fui muito inocente e acreditei no que ela me falava. Infelizmente isso aconteceu comigo”.

A estelionatária passou a conta de um “laranja” dizendo para Daiane que a conta pertencia ao marido dela: “Ela me disse que não dava pra depositar na conta dela porque já estava no limite, então me passou a conta do marido dela. A conta estava com o nome de Douglas Eduardo Silva Santos, eu acreditei. E, só depois, a gente foi descobrir que a conta pertencia a um adolescente de 16 anos”.

Em um primeiro momento, ela chegou a depositar R$685,00. Foram vários depósitos totalizando R$5.523,20. A estelionatária convenceu Daiane de ir até Belo Horizonte com a proposta de discutirem sobre uma possível franquia da fábrica de roupas na cidade de Patos de Minas. Daiane foi e, ao chegar, veio a triste surpresa. Não existia fábrica. Ela, juntamente com a irmã de 16 anos, recebeu a ajuda de um morador de rua que as levou até um posto policial para pedirem ajuda.

O Policial informou a Daiane que ela tinha caído em um golpe e sugeriu que ela fizesse um Boletim de Ocorrência em sua cidade. E foi o que ela fez, na volta para Patos de Minas, ela foi até a delegacia e registrou a ocorrência. Daiane contou com a ajuda de uma conhecida em BH que lhes deu comida, abrigo e passagem para voltar para casa.

Autor: Maurício Fernandes Postado em 11/04/2018
Compartilhe:

32 comentários

Recentes Populares
Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Portal Patos Hoje. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Portal Patos Hoje poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!

Os comentários que receberem 20 votos negativos a mais que os positivos serão retirados do Portal.

  • ? | 1 semana atrás

    E muita gente ainda não confia nos moradores de rua,muitas vezes são pessoas do bem.Olha ai,nesse caso quem a ajudou foi um enquanto a outra safada lá passava a moça pra traz

    21 1 Responder

  • junior | 1 semana atrás

    Muito boa a reportagem, no sentido em servir de alerta , infelizmente tem que ter malicia pra tudo hoje em dia.

    10 0 Responder

  • Ana lu | 1 semana atrás

    Se fosse uma pessoa mais velha que nunca estudou,que nunca mexeu numa rede social eu até entenderia.As pessoas querem facilidades demais,e ficam na net procurando ganhos absurdos.Tai o que acontece na maioria das vezes. Com o dinheiro dos depósitos ela pagaria os estudos por um tempo,agora a família tem que chiar

    7 10 Responder

  • Jorjao 1 semana atrás

    Comentário removido pelos leitores. Este comentário foi retirado porque recebeu 20 votos negativos a mais que os positivos.

  • ###### | 1 semana atrás

    ?

    2 11 Responder

  • Brrrr | 1 semana, 1 dia atrás

    É uma pena ! Enquanto uma pessoa lutando com todos esforços pra conseguir algo com dignidade , aparece um pilantra e a ilude tao fácil .

    27 5 Responder

  • $YGANO 1 semana, 1 dia atrás

    Comentário removido pelos leitores. Este comentário foi retirado porque recebeu 20 votos negativos a mais que os positivos.

  • antonio | 1 semana, 1 dia atrás

    Vacilou... dançou.. tem que ter muito cuidado com anúncios de pessoas ou lojas desconhecidas, anúncios e propagandas em redes sociais nem pensar..... tem anúncios de promoções no face com metade do preço e com logotipo de lojas famosas puro golpe. quer comprar entre no site oficial das lojas

    17 3 Responder

  • jjr | 1 semana, 1 dia atrás

    a merda ja foi feita entao cola no (joven) de 16 anos nada q ums dois tablefes nao o fassa falar

    12 8 Responder

    Francesca Cassandra Spuzzi - 1 semana, 1 dia atrás

    Tradução por favor!

    16 3

    Complicado! - 1 semana atrás

    Realmente esse dialeto tá complicado de entender!

    2 1

  • Ian | 1 semana, 1 dia atrás

    Pessoas mais idosas e sem muito esclarecimento é até compreensível ainda cair em golpes assim, mas agora uma garota de 20 anos que provavelmente deve passar o dia todo conectado na internet é surreal! Conhece google nao fia p pesquisar sobre a loja com que supostamente estava negociando? Sabe o que é CNPJ e onde consulta-lo? Conta no limite?Sabe q Facebook serve p outras coisas tambem alem de postar selfie? É aquele ditado...enquanto existe cavalo Sao Jorge nao anda a pé.

    38 3 Responder

    Tô ligado 1 semana, 1 dia atrás

    Comentário removido pelos leitores. Este comentário foi retirado porque recebeu 20 votos negativos a mais que os positivos.

    Anônimo - 1 semana, 1 dia atrás

    Antes de saírem falando sobre a pessoa procurem saber. Ela fez cursinho comigo e diferente do que disseram, é uma pessoa muito inteligente que conseguiu notas 700+, provavelmente mais do que anencéfalos retardatários como vocês conseguiriam em anos de esforço intelectual. Além disso, ela dependia da própria renda para pagar o pré-vestibular, oportunidades como a que a estelionatária propôs poderiam ajudá-lá bastante. Pensem antes de falar ; )

    22 10

    Vítima - 1 semana, 1 dia atrás

    Vc já pensou que eu fiz isso tudo pq eu pago meu sustento e da minha irmã ? Tinha CNPJ sim e eu consultei antes de falar o que não deve olhe para si mesmo e veja se você nunca errou !

    25 5

    Receita Federal - 1 semana atrás

    Engraçado ne, queria comprar sem nota, sonegar imposto e agora chora por ter levado cano? Porque não compra de uma empresa idônea?

    8 9

    Galã serio - 1 semana atrás

    Isso não é erro, minha filha. Se chama burrice...

    6 9

    Ian - 1 semana atrás

    Olha me desculpe a sinceridade mas isso nao é erro nao, é inocencia (p nao usar outro nome menos politicamente correto). Existe ferramentas que lhe garantem segurança em transaçoes com pessoas e empresas que voce nao conhece...como o pagseguro e mercadopago. P voce trabalhar como comerciante tem q saber o mínimo de como as coisas funcionam, inclusive o sistema bancario (nao existe valor limite q uma conta bancaria possa ter de saldo ou entradas de depósitos). Lamento pelo seu prejuizo e tomara q tenho aprendido c a má experiencia. Sugiro voce procurar um destes cursos de capacitação para micros e pequenos empreendedores, sao gratuitos no Sebrae. Boa sorte nos negocios daqui p frente.

    4 2

carregar mais comentários