Publicado em 06/07/2018 por Maurício Rocha
Compartilhe:

Jornal da Manhã da Jovem Pan Patos debate nova lei dos agrotóxicos com Claudio Nasser

Ele argumentou que é preciso todos os cuidados necessários com a segurança alimentar, mas destacou que não é possível passar oito anos tentando aprovar um novo produto.

Cládio Nasser, agrônomo e empresário do agronegócio.

A polêmica Lei dos Agrotóxicos que está tramitando no Congresso Nacional foi o tema debatido no Jornal da Manhã da Rádio Jovem Pan Patos. A entrevista desta sexta-feira (06) foi com o agrônomo e empresário do agronegócio, Cláudio Nasser de Carvalho. Ele argumentou que é preciso todos os cuidados necessários com a segurança alimentar, mas destacou que não é possível passar oito anos tentando aprovar um novo produto.

Atualmente a legislação brasileira faz um controle rigoroso dos agrotóxicos, que antes de serem aprovados precisam passar pelo IBAMA, Ministério da Agricultura e Ministério da Saúde. Não existe registro temporário e o processo de liberação acontece paralelamente nos três órgãos. Produtos cancerígenos, que causam má formação ou mutações genéticas são proibidos.

–––––––––––––––––––––––––––––––– CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ––––––––––––––––––––––––––––––––

Pela nova proposta, os agrotóxicos passariam a ser chamados de produtos fitossanitários. Além disso, o processo de aprovação seria simplificado. As mudanças, no entanto, tem gerado um intenso debate em todo o pais e divide opiniões. Veja a integra da entrevista com Claudio Nasser, que fala também sobre a situação do agronegócio na região.

Autor: Maurício Rocha Postado em 06/07/2018
Compartilhe:

9 comentários

Recentes Populares
Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Portal Patos Hoje. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Portal Patos Hoje poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!

Os comentários que receberem 20 votos negativos a mais que os positivos serão retirados do Portal.

  • BALA DE PRATA | 4 meses, 1 semana atrás

    TEM PESQUISAS QUE MOSTRAM O ALTÍSSIMO GRAU DE CÂNCER NO NOROESTE DE MINAS E NO ALTO PARANAÍBA. SERÁ POR QUÊ, HEIN? ESSE POVO DO AGRONEGÓCIO VENDE ATÉ A ALMA DA MÃE POR CONTA DE DINHEIRO. ACABAM COM O MEIO AMBIENTE TODO E AINDA TRAZEM ESSE TANTO DE CÂNCERES PARA AS PESSOAS DA REGIÃO.

    0 0 Responder

  • Agrônomo | 4 meses, 1 semana atrás

    Não se preocupem meu povo... não vai mudar muita coisa. Considerável parcela dos produtores agrícolas brasileiros já desrespeitam as regras e usam varios agrotóxicos proibidos e sem qualquer controle, em especial vindos da China.. agora, com essa lei, só estão dizendo que podem usar... mas já usam desde sempre... acreditem, sei o que estou falando.

    2 0 Responder

  • Língua Quente | 4 meses, 1 semana atrás

    O engraçado foi ele dizer que os produtos orgânicos precisam trazer o que causam. Realmente estamos perdidos com essa nova lei dos agrotóxicos.

    4 1 Responder

  • Veneno = Câncer | 4 meses, 1 semana atrás

    Só uma versão não vale. Tem que fazer é debate. É claro que esse cara vai defender os interesses comerciais dele. Eu quero ver é alguém falar que esse número assustador de pessoas com câncer aqui não tem nada a ver com os venenos das lavouras! É claro que tem.

    19 8 Responder

  • Gabriel | 4 meses, 1 semana atrás

    Não está nem aí de entupir o povo de veneno!

    13 8 Responder

  • Saulo Verghi | 4 meses, 1 semana atrás

    Tenha a samta paciência! Pelo bem da humanidade. O agronegócio quer que não existam barreiras. E no fundo não estão nem aí pra saúde humana. Até porque a concentração de capital nas indústrias de agrotóxicos e medicamentos fez com que, por exemplo....a Bayer comprasse a Monsanto.......produção de agrotóxicos. Originariamente ele trabalha e continuar produzindo medicamentos. Ou seja, ela é grande interessada em causar o mal e depois vender a cura, de preferência demorada. Cadê o outro lado, Jovem Pan? Os dois lados deveriam ser entrevistado ao mesmo tempo, num formato de debate.

    11 5 Responder

    Tony Soprano - 4 meses, 1 semana atrás

    A Bayer vende a doença e o remédio. Melhor negócio do mundo. O negócio é procurar produtos orgânicos, de preferência, direto dos produtores rurais. Partiu feira do produtor rural ao lado da rodoviária!

    0 0

  • Frederico | 4 meses, 1 semana atrás

    O dinheiro SEMPRE vai ser mais forte que qualquer coisa. O produtores assim como qualquer pessoa pensam no AGORA. Jamais pensam no futuro ou no que deixaram para o mundo! O que a pressa de HOJE fará com o FUTURO? Façam suas apostas!

    11 5 Responder

  • carlos | 4 meses, 1 semana atrás

    Bom ver o outro lado da historia. Ele é parte interessada e nem um pouco isenta.

    12 5 Responder