349669 2216 Ok
Publicado em 07/04/2017
Compartilhe:

Invasão de animais silvestres preocupa e Grupo de Estudos do Unipam orienta a não matar

Alunos e professores da Faculdade de Medicina Veterinária do Unipam criaram um Grupo de Estudos de Animais Selvagens – GEAS.

Os animais silvestres capturados pelos órgãos competentes são levados para reservas ambientais.

A cobra Cascavel com cerca de um metro de comprimento foi atropelada e morta esta semana em Patos de Minas. A onça Jaguatirica também foi atropelada há alguns dias e morreu. A presença de animais silvestres nas proximidades do perímetro urbano tem se tornado cada vez mais comum e esse comportamento preocupa. Muitos desses animais estão sendo mortos, o que na visão de especialistas é equivocado.

Alunos e professores da Faculdade de Medicina Veterinária do Unipam criaram um Grupo de Estudos de Animais Selvagens – GEAS. Além de promover pesquisas sobre o comportamento das espécies silvestres que habitam a região, eles também querem conscientizar a população sobre o comportamento adequado ao se deparar com cobras e outros animais selvagens no perímetro urbano.

“Em caso de um possível encontro inoportuno com um animal selvagem, em hipótese alguma, uma pessoa sem capacitação necessária deve tocar no animal. A pessoa deve manter a distância segura, ficar de olho no animal, observando seus movimentos e acionar o órgão competente, como o Corpo de Bombeiros e Polícia Militar de Meio Ambiente ou algum integrante do GEAS para fazer a contenção segura” explicam os integrantes do grupo.

Os animais silvestres capturados pelos órgãos competentes são levados para reservas ambientais que ofereçam segurança. Aqueles que estiverem feridos vão receber tratamento adequado.

Os animais silvestres são importantes para manter o equilíbrio ambiental. As serpentes por exemplo, fazem o controle de roedores. Uma cobra pode comer até 15 ratos por semana. Além disso, matar animais silvestres constitui crime ambiental com penas  que variam de seis meses a um ano e multa.

No perímetro urbano, o órgão mais acionado para a captura de animais silvestres é o Corpo de Bombeiros que atende pelo telefone 193.

Imagens atualizado em 07/04/2017 • 8 fotos

Autor: Maurício Rocha

Rovan - Super Banner Rodape - inicio 11-07-17
Postado em 07/04/2017
Compartilhe:

14 comentários

Recentes Populares
Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Portal Patos Hoje. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Portal Patos Hoje poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!

Os comentários que receberem 20 votos negativos a mais que os positivos serão retirados do Portal.

  • Junior | 5 meses, 1 semana atrás

    "como o Corpo de Bombeiros e Polícia Militar de Meio Ambiente ou algum integrante do GEAS para fazer a contenção segura" AHHAHAHAH, ai aparecem animais silvestres e eu vou muito chamar meninos de 19-20 anos sem treinamento prático nenhum pra vir fazer a contenção dos animais, se for pra chamar eles aqui pra chamarem a polícia pra mim prefiro capturar eu mesmo.

    0 0 Responder

  • Veterinário sincero | 5 meses, 2 semanas atrás

    O ser humano não sabe respeitar a natureza. Escolhi essa área (silvestres) por que me identifico. Não fui criada em uma bolha ou em frente ao computador já tive experiência com animais de vida livre e olha a surpresa..Não foi preciso matá-lo simplesmente respeitar. O medo as vezes fala mais alto, mas não deveria ser o bom senso?? Fica a dica

    3 2 Responder

    Veterinario de verdade - 5 meses, 2 semanas atrás

    Fala isso aí para a Jararacuçu do brejo kkkkk e pede para ela dar licença da sua frente. Sem mais ....

    1 3

  • Chico Bento | 5 meses, 2 semanas atrás

    Por que a castração de cães está tão cara no hospital veterinário? Fecharam a castração da zoonoses que era de graça e agora a gente tem que pagar caro lá? Tá errado isso aí!

    1 3 Responder

  • italo | 5 meses, 2 semanas atrás

    :rage:

    0 4 Responder

  • A verdade | 5 meses, 2 semanas atrás

    Por legitima defesa eu mato sim,pois o bairro que eu moro vive aparecendo,inclusive dentro das casas! Vou proteger meus filhos,ate pq ligamos para os bombeiros e : ou demora ou não aparecem! Pede pra ligar na florestal e por ai vai uma demora imensa enquanto isso vivemos um terror,como disse um amigo ai: Espera cobrinha linda,! Me poupe! Esses lotes imundos, colaboram para isso e se não fosse a ajuda dos vizinhos o desespero seria maior! Em relação ao trabalho de vocês,parabéns! Mas não cabe a nos moradores que passamos por isso preservar,então notifiquem os meios responsáveis!

    8 3 Responder

    São Francisco de Assis - 5 meses, 2 semanas atrás

    Você têm que ganhar uma paulada na cabeça para ver como é gostoso, quem é o INTRUSO É VOCÊ e não certos animais. Acho que se inverteram os papeis, quem é irracional são os Seres Humanos e não os animais, ao demonstrarem atitudes como esta.

    3 5

  • xibiu | 5 meses, 2 semanas atrás

    dane se essas cobras, se eu ver no meu terreno eu meto pau nelas e jogo pros urubus comer. universitarios sembre inventando moda aff

    5 12 Responder

    Med Vet - 5 meses, 2 semanas atrás

    Você é um completo ignorante !!! Tenho dó de você por ter essa mente pequena... se agente não inventar alguma coisa pra salvar os animais, não vai ser pessoas como você que vai mudar o mundo! Pense melhor nos seus conceitos.

    4 6

    xibiu - 5 meses, 2 semanas atrás

    cala a boca te perguntei nd nao troxase eu ver cobra coelho no meu terreiro mato messmo e jogo pros urubus comer.

    1 8

    Zé Tiao - 5 meses, 2 semanas atrás

    Xibiu. Quanto c cobra pra assustar uma casa de dois cômodos? Vai ser ignorante jacu.

    5 3

  • Sincero | 5 meses, 2 semanas atrás

    Muito lindo no slide e na apresentação o programa dos meninos, mas na prática não é bem assim não parça. Se você tá de boas trabalhando na roça e topa com um Jararacuçu preta do brejo (ela corre atrás da pessoa com um terço do corpo no ar) e você vai falar pra ela fica calminha cobrinha linda !!! kkk Se você topar com um bandeira que esteja meio nervoso, tenta correr amigão. Na tela do computador é lindo mas na real não é bem assim não. Será que os amigos já viram um javali ao vivo. Pede um javali pra ficar calminho e não te atacar.... Não vou nem falar das espécies de onças....

    9 4 Responder

    KARLIM - 5 meses, 2 semanas atrás

    Muitas vezes imprevisto acontece e atropelamos animal. Um dia desses estava indo em viagem e logo após uma curva velocidade normal, de repente um mico atravessou na minha frente. Tentei desviar mas não foi possível atropelei o coitado. Não tive como evitar.. Me restou parar e tirar o animal da pista, pra outros veículos não passarem por cima... foi inevitável.

    6 0

    Lola - 5 meses, 2 semanas atrás

    Uma coisa é se defender, ou como foi dito no comentário anterior atropelar sem querer um animal, isso acontece, outra coisa beeeem diferente é ter ignorância e ir matar um animal atoa, como muitos fazem, não podem ver uma cobra que já associam a esteriótipos de serem animais ruins e matam sem justificativa alguma. Nós devemos tentar preservar e respeitar a natureza! Vcs não fazem ideia do quando a extinção d uma espécie que p muitos parece ser inútil pode afetar diretamente as nossas vidas. O que esses alunos procuram c esses projetos não é o extremismo, mas sim demonstrar que existem casos em que outras formas de abordagem podem ser utilizadas, que podem ser mt mais produtivas...

    2 0