Homem de 37 anos pede ajuda para encontrar parentes por parte de mãe em Patos de Minas

O rapaz veio do Mato Grosso para a capital do milho em busca de sua história.

publicado em 14/01/2019, por Maurício Fernandes

Nossa equipe de reportagem esteve na Casa de Promoção Humana na tarde de terça-feira (08) e conversou com Fábio Tibúrcio da Silva de 37 anos. Ele está à procura de familiares maternos. Ele foi criado pela mãe e pela vó junto com outros cinco irmãos. A mãe e os tios de Fábio nasceram em Patos de Minas e a esperança dele é encontrar com os primos na cidade. O rapaz veio do Mato Grosso para a capital do milho em busca de sua história.

–––––––––––––––––––––––––––––––– CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ––––––––––––––––––––––––––––––––
Medic Imagem

Em conversa com o repórter, Fábio disse que a avó, chamada Maria do Carmo Rosa, e o avô Júlio, se conheceram em Patos de Minas e posteriormente se mudaram para Anápolis. A mãe de Fábio, que já era nascida, foi com eles para a cidade goiana e ficou por lá até o término do casamento de seus pais. Quando os avós de Fábio se separaram, o avô voltou para a cidade e a vó e a mãe ficaram em Anápolis. Foi lá que Fábio nasceu e foi criado.

Hoje, o rapaz com 37 anos, procura parte de sua história em Patos de Minas. Ele está em busca da família que a avó deixou aqui quando se mudou para Goiás. Com os olhos vermelhos, embargados pelo choro, Fábio disse que estava trabalhando em Mato Grosso e há muito tempo sente vontade de encontrar a família aqui na cidade. Segundo ele, tinha contato com os cinco irmãos, mas depois que a mãe morreu o contato foi diminuindo com o tempo.

Fábio ainda disse que os nomes de seus tios por parte de mãe que ficaram em Patos de Minas são: José Geraldo Bernardo, Antônia Maria Rosa, Dico e Terezinha. Segundo ele, provavelmente, esses tios já podem ter falecido, o desejo dele é encontrar os filhos desses tios e demais parentes. Quem tiver alguma informação que leve o Fábio a encontrar a família, pode entrar em contato com a Maria Luíza, Diretora de Proteção Social Especial da Casa de promoção humana pelo telefone (34) 9 9961-2326.

Autor: Maurício Fernandes Postado em 14/01/2019
Compartilhe:

3 comentários

Recentes Populares
Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Portal Patos Hoje. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Portal Patos Hoje poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!

Os comentários que receberem 20 votos negativos a mais que os positivos serão retirados do Portal.

  • Constelação Familiar | 6 dias, 11 horas atrás

    Sem história não somos nada. O passado é tudo.

    16 1 Responder

  • Ricardo | 6 dias, 11 horas atrás

    Vive dando trabalho por causa de cachaça. Essa história de parentes é só para ficar mais tempo na cidade. Povo de Patos é muito generoso, e por isso essa gente vai ficando aqui. Dê oportunidade, não esmola.

    2 9 Responder

    José Carlos - 6 dias, 5 horas atrás

    Quem e vc para julgar uma pessoa , atirar uma pedra se vc nunca errou na vida. Falar da vida dos outros é fácil, mais só Deus sabe o verdadeiro sentido desse cidadão, coloque Deus na sua mente antes de sair criticando que vc vai ter a recompensa, ok.

    25 3