349669 2216 Ok
Publicado em 27/11/2016
Compartilhe:

Formatura dos atiradores do Tiro de Guerra 04 013 reúne autoridades em Patos de Minas

O serviço militar é obrigatório no Brasil para os jovens do sexo masculino.

132 jovens que concluíram as etapas do serviço militar obrigatório receberam o certificado de conclusão.

Autoridades civis e militares participaram na manhã deste domingo (27) em Patos de Minas  da formatura da turma de 2016 do Tiro de Guerra 04013. 132 jovens que concluíram as etapas do serviço militar obrigatório receberam o certificado de conclusão. O serviço militar é obrigatório no Brasil para os jovens do sexo masculino.

São sete meses de serviço militar, aprendendo não apenas técnicas militares e de defesa terrestre, mas principalmente noções de civismo e cidadania. O Tiro de Guerra permite que os jovens conciliem o cumprimento do serviço militar obrigatório com as rotinas do dia-a-dia, como trabalho, estudo e convívio familiar.

Com 70 anos de criação recém comemorados, o Tiro de Guerra 03013 é um patrimônio da comunidade patense.  Os ensinamentos oferecidos aos jovens não só atende eventuais convocações em caso de decretação da Mobilização Nacional, mas também contribuem com a formação de cidadãos mais conscientes. Além disso, em Patos de Minas, o Tiro de Guerra participa da vida da comunidade, realizando campanhas e atuando em casos de calamidade.

Imagens atualizado em 27/11/2016 • 19 fotos

Durante a solenidade de formatura da turma de 2016 na manhã deste domingo, os atiradores que se destacaram receberam homenagens. Após receberem o certificado de reservista, os jovens que passaram pelo Tiro de Guerra permanecem com disponibilidade para atender eventuais chamados do Exército Brasileiro pelo prazo de 5 anos.

Autor: Maurício Rocha

Clínica Impar - Início: 21-08-17
Postado em 27/11/2016
Compartilhe:

5 comentários

Recentes Populares
Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Portal Patos Hoje. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Portal Patos Hoje poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!

Os comentários que receberem 20 votos negativos a mais que os positivos serão retirados do Portal.

  • Ex Atirador | 11 meses, 3 semanas atrás

    Em minha opinião, o tiro de guerra só serve pra atrapalhar, melhor dizendo, é um atraso de vida. Não venham me criticar, é minha opinião e tenho meus motivos. Primeiro, eu trabalhava de 8:00 às 18:00, e fazia faculdade de 18:50 até as 22:30. Diariamente, eu chegava atrasado no trabalho e meu chefe me criticava todo santo dia, era doido pra me demitir, só não demitia porque a lei não permite isso. Segundo, eu era um funcionário que estava programado pra receber uma promoção no trabalho, e infelizmente perdi essa promoção por conta do Tiro de Guerra. Terceiro, não conseguia dormir direito, chegava em casa cansado as 23:15 e tinha que acordar 4:30, porque eu ia de bicicleta. Quarto, como se não bastasse chegar atrasado, quando eu faltava de serviço por conta de guarda obrigatória, meu chefe cagava ainda mais em mim. Quinto, perdi algumas provas da faculdade, por mais que o tiro de guerra me arrumava declaração, eram cobrados 40 reais por cada prova perdida, já que a declaração só servia como comprovante para repetir a prova, e não isentava de pagamento. Sexto, não da pra estudar cansado, primeiro que acorda cedo, da na hora da faculdade acaba que fica dormindo na aula, e não tem horário pra estudar, antes do TG eu estudava de 6 as 8, depois que entrei no tiro ficou impossível estudar, resultado, 2 dependências... e lá se vão 2000 reais só pra pagar as mesmas. Sétimo, de 15 em 15 dias eu rapava a minha cabeça, além de ficar feio, gastava 15 reais toda vez por conta dessa palhaçada. Em minha opinião, o tiro de guerra serviu só pra atrapalhar minha vida mesmo. Ainda bem que foram só 9 meses, mas esses 9 meses viu, me deram um prejuízo. Tudo só pra conseguir um papelzinho que chama Certificado de Reservista, porque se eu não tivesse esse documento, a faculdade provavelmente me cortaria das aulas. A maior palhaçada que tem é o tiro de guerra, só acho que isso deveria ser voluntário, ou se não, pegar quem precisa de lições de cidadania mesmo.

    1 1 Responder

  • Jovem | 11 meses, 3 semanas atrás

    Pelo menos dessa vez não aconteceu nenhum imprevisto, como aconteceu no ano de 2015. A posição de descansar por muito tempo consome muito a pessoa, e infelizmente um jovem caiu de cara no asfalto.

    0 0 Responder

  • Classe Média Alta | 11 meses, 4 semanas atrás

    kkkkkkk ainda bem que eu fui dispensando e não irei precisar passar por este constrangimento, minha família de renome ão deixou.

    0 5 Responder

  • Carla | 11 meses, 4 semanas atrás

    São nove meses ...não sete.

    1 0 Responder

  • Jaburu | 11 meses, 4 semanas atrás

    Patos está de parabéns por mais esse anacronismo.

    1 7 Responder

  • ue | 11 meses, 4 semanas atrás

    Todos que fizeram o tiro não deveriam ter feito, são pessoas de bem que estudam e trabalham e o tiro de guerra atrapalha tudo isso. Pegar os meliantes e vagabundos que não fazem nada não pegam, é cada coisa viu.

    10 11 Responder

    Pedro - 11 meses, 4 semanas atrás

    Sr e por isso mesmo que estudantes e tralhadores são pegos ,o TG tem interesse em formar homens de bem. Dispensado!

    13 1

  • robert | 11 meses, 4 semanas atrás

    Parabens aos formandos, gostaria que o serviço militar fosse para ambos os sexos e tempo mínimo de um ano, porque ensinam muitos valores aos nossos jovens, como patriotismo, responsabilidade, companheirismo, entre outros. Parabens

    11 7 Responder

  • alguem | 11 meses, 4 semanas atrás

    Só de ter o prefeito em cima do palco já não é mais autoridade e sim baderna! :+1: :joy:

    4 6 Responder

  • Fidel Castro | 11 meses, 4 semanas atrás

    Quando servi, éramos obrigados a arcar com a despesa do fardamento. No reclamávamos do ofício de servir a Pátria. Hoje, todo militar recebe um soldo muito bom, mas o que mais se ouve é uma choradeira geral em relação à profissão. Estão na carreira visando à parte financeira em detrimento do dever cívico.

    4 8 Responder