Publicado em 12/07/2018 por Farley Rocha
Compartilhe:

Festa Junina fecha uma das principais ruas de Patos de Minas e responsável pode ser multada

. Uma Festa Junina realizada por uma academia em prol de uma entidade beneficente acabou interditando a pista.

Motoristas gravaram vídeos, fizeram fotos e protestaram contra a interdição da via e enviaram para o Patos Hoje.

Os motoristas que trafegavam por uma das principais ruas de Patos de Minas na noite dessa quarta-feira (11) tiveram que tomar um desvio. Uma Festa Junina realizada na Rua Doutor Marcolino por uma academia em prol de uma entidade beneficente acabou interditando a pista. Motoristas gravaram vídeos, fizeram fotos e protestaram contra a interdição da via enviando para o Patos Hoje.

De acordo com a Assessoria de Comunicação da Prefeitura Municipal, a responsável pelo evento requereu o alvará, no entanto a licença foi para interdição de apenas uma das pistas. Conforme a Diretora de Comunicação, Simone Marques, foi assinado um termo de responsabilidade e ela poderá ser multada pelo descumprimento.

–––––––––––––––––––––––––––––––– CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ––––––––––––––––––––––––––––––––
Medic Imagem

A Assessoria de Comunicação também informou que o Secretário Municipal de Trânsito, Roberto Campos, garantiu que as eventuais multas registradas pelos radares devido ao tumulto na esquina da Rua Doutor Marcolino com a Avenida Brasil, das 19h00 até as 22h00 dessa quarta-feira (11), serão desconsideradas.

Os motoristas que precisaram trafegar pela via relataram que tiveram diversos problemas. Na esquina da Avenida Brasil, eles foram obrigados a contornar o quarteirão para novamente pegar a Doutor Marcolino na Avenida Paranaíba. Cavaletes e cones foram usados para fazer a interdição e a Polícia Militar teve que ir até o local para normalizar o tráfego.

A Assessoria de Comunicação da Prefeitura Municipal informou que a Festa Junina foi realizada em prol da entidade beneficente Lar Paulo e Estevão. Lúcia Queiroz, responsável pelo evento, lamentou o fato e disse que não tinha a intenção de prejudicar ninguém. Ela disse que tinha o conhecimento de que era para meia rua, mas acabou não falando para os funcionários.

No entanto, ela entendeu que, como havia muita gente, também poderia ser perigoso fechar apenas uma das pistas. A empresária ainda ponderou que como havia uma guarnição policial no local, pensou que estava tudo certo. “O evento é totalmente beneficente. Esta foi a segunda vez que fizemos. O ano que vem vamos fazer em outro local”, informou.

Imagens atualizado em 12/07/2018 • 10 fotos

Autor: Farley Rocha Postado em 12/07/2018
Compartilhe:

94 comentários

Recentes Populares
Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Portal Patos Hoje. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Portal Patos Hoje poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!

Os comentários que receberem 20 votos negativos a mais que os positivos serão retirados do Portal.

  • Antonino Lacerda | 4 meses atrás

    Lamento a CHAMADA e o texto da PATOS HOJE - ao invés de enaltecer o bem, instiga a ignorância...

    5 2 Responder

  • Gustavo Milho | 4 meses atrás

    Para ajudar os mais necessitados não precisa mostrar pra toda cidade, quem realmente quer ajudar sem nada em troca ajuda calado. Essa foi uma forma diferente de promover sua marca, simples assim.

    5 3 Responder

    Antonino Lacerda - 4 meses atrás

    Vc nunca ouviu falar de Marketing Social? Que é um mecanismo lícito é extremamente valorizado em países de 1o. mundo?

    1 5

    Brasa - 4 meses atrás

    CALA BOCA! E VC QUE NUNCA AJUDOU A SUA MÃE A LAVAR UM BANHEIRO, NUNCA FEZ UMA COMPRA PRA SUA MÃE NUNCA AJUDOU NINGUÉM COM NADA. VC PENSA SÓ EM VC! EGOÍSTA. PESSOA PÉSSIMA.

    3 2

  • Tá vendo | 4 meses atrás

    Tá vendo pessoal... Isso é para a gente aprender... Pra que fazer caridade, seria muito melhor para os organizadores da festa terem ficado quietinhos na casa deles sem ter dor de cabeça e um trabalhão para fazer uma festa beneficente e e ainda ter que aturar comentários maldosos e talvez terem que pagar uma multa... Quando se fecha a Getúlio Vargas para as festas da cidade ninguém reclama né cambada...

    9 5 Responder

  • Motoqueiro fantasma | 4 meses atrás

    Ah deixa custa nada, corta volta ou vai gastar um pouco a mais da sua gasolina? Pra quem tava enfrentando filas kilometricas pra abastecer 6 conto a gasolina! Custa nada dar a volta.... pra quuem reclamou de interdiçao. Bjin

    9 7 Responder

  • Vanderleia | 4 meses atrás

    Estou impressionada com os comentários acerca da festa junina realizada pela academia. A referida academia funciona há mais três décadas na cidade, é comandada por uma mulher de bem, que sempre trabalhou muito e saiu na vanguarda do seu tempo. Ela é extremamente generosa e em razão disso fez uma festa beneficente. O poder público infelizmente não consegue arcar com as despesas do terceiro setor e cabe à população a tarefa de ajudar. O fato de ter interditado a via por algumas horas não é fim do mundo. O fim é a falta de respeito ao ser humano, á honra dos que já morreram e a falta de aplausos aos que fazem a diferença. Parabéns Lucia, continue encantando o mundo com sua garra, com seu coração grandioso. E que rezemos por aqueles que não fazem nada é só reclamam. Que Deus tenha piedade deles.

    16 11 Responder

  • não entendo | 4 meses atrás

    A Lucia promoveu está festa para arrecadar dinheiro para uma instituição beneficente, que a meu ver a PREFEITURA DEVERIA FAZER ISSO É NÃO FAZ, E AINDA TEM RECLAMAÇÕES. Só em Patos de Minas mesmo.

    15 11 Responder

  • russonow | 4 meses atrás

    SE FOSSE A FESTA JUNINA DO SEU ZÊ OU DA DONA MARIA E SE OS MESMO TIVESSEM INTERDITADO AS RUAS NO BUTECO DO ZÉ O SEU ZÉ E DONA MARIA SERIAM MULTADOS E INTERDITADO POR TEMPO INDETERMINADO, ALÉM DE UMA MULTA ASTRONÔMICA BRAZIL DOIS PESOS E DUAS MEDIDAS SEMPRE !!!!

    13 1 Responder

    Antonino Lacerda - 4 meses atrás

    Se seu Zé e D. Maria tivessem requerido alvará para interditar a rua, eles não sofreriam nada também, pq é preciso respeitar as normas e leis, o q a Sra. Lucia fez. Sem falar, que há o peso da festa ser particular do seu Zé e da D. Maria, e da Sra. Lúcia ser filantropia.

    1 3

  • PIZZARIA | 4 meses atrás

    :pizza: :pizza: :pizza:Isso não vai dar em nada. Vai acabar em Pizza!!! :pizza:

    8 2 Responder

  • andre | 4 meses atrás

    pessoal e a industria das multas em patos de minas ,pardal escondidos atras de arvores, em via de 60 por horas pardal de 40.;quem vai nus salvar??

    7 1 Responder

  • Adalberto | 4 meses atrás

    Eu tipo fico totalmente chateado pelos favoritismo que existe aqui em nossa cidade. Quando minha filha se formou, ela quis fazer uma festa assim, fechando tipo a rua que ela mora. Só que a rua dela é sem saída, e pequena, e todos os moradores estavam lá. A polícia tipo cegou, e nos multou. Agora essa dona da academia aí, não vai ter de pagar nada, pois é da alta sociedade, é uma coroa boasuada demais.

    13 7 Responder

    bobo da corte - 4 meses atrás

    EU TAMBÉM TIPO FICO.

    0 4

    Antonino Lacerda - 4 meses atrás

    Sr. Adalberto, ninguém pode ir fechando a rua e a ocupando sem procurar a Prefeitura e a PM para ter autorização devida - eis a diferença da festa particular da sua filha e a festa generosa em favor de um bem maior.

    2 1

carregar mais comentários