Publicado em 05/12/2018 por Farley Rocha
Compartilhe:

Escola ganha selo após várias gincanas ambientais e vai implantar projeto de coleta d’água

A conquista veio no fim de semana após várias gincanas para arrecadação de lacres de latinha e centenas de mudas de planta a resto de óleo para fazer sabão.

A Escola Estadual Cônego Getúlio de Patos de Minas foi a vencedora do selo do Programa Chuá Socioambiental. 

Após várias atividades que aconteceram nos últimos 6 meses, a Escola Estadual Cônego Getúlio de Patos de Minas ganhou o selo do Programa Chuá Socioambiental. A conquista veio no fim de semana após várias gincanas para arrecadação de lacres de latinha e centenas de mudas de planta a resto de óleo para fazer sabão. A reportagem mirim Gabriely Alves Marins explicou como a escola conseguiu o selo.

Em vídeo produzido pela própria escola, durante o projeto que foi inserido pelo formando em Engenharia Civil, Bruno Camargos no mês de março, a repórter mirim contou que foram arrecadadas cerca de 800 mudas de plantas, 5 mil peças de roupas e brinquedos para doações, 600 litros de óleo de cozinha usados para produzir sabão e 164 garrafas pets cheias de lacres de latinha que se transformaram em uma cadeira de roda.

–––––––––––––––––––––––––––––––– CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ––––––––––––––––––––––––––––––––
Medic Imagem

A auxiliar de serviço, Maria Helena Magalhães Rosa, destacou a importância do trabalho para a escola e ainda parabenizou os alunos pelo desempenho durante os 6 meses de campanha. A professora Márcia Reis valorizou também a união dos estudantes e de toda a comunidade escolar que se mobilizou para conseguir as doações. Para concluir a reportagem, a estudante Camila Silva Gonçalves destacou como foi trabalhar para conseguir as doações.

De acordo com Bruno, a primeira intenção em conquistar o selo foi angariar recursos para implantação de um Projeto para captação de água da nascente, desenvolvido por ele e pelo colega Henrique da Silva Luis. Segundo o universitário, a escola ganhou R$17 mil, sendo que o custo total da implantação é de cerca de R$34 mil. Ele informou que o Conselho Integrado do Meio Ambiente – CIMA- ficou de doar o restante.

A água que será captada poderá ser usada na limpeza da escola, irrigar os jardins ou dar descarga nos mictórios. O universitário destacou a economia que o projeto permitirá. Segundo ele, vai gerar uma economia de R$8400,00 anuais, dinheiro que, em 30 anos, poderá ser usado, por exemplo, para construção de 5 casas populares. “A intenção é que esse projeto seja implantando em outras escolas para captação de água da chuva”, contou.

A diretora da escola, Walterly Porto da Silva e Souza, ressaltou que o Cônego Getúlio foi a primeira instituição da cidade a conquistar o selo. Agora, a expectativa é de ser feita a licitação para compra dos equipamentos. “O prêmio será doado pela COPASA através da instalação dos equipamentos para coleta e tratamento da água”, contou.  Ela destacou também a mudança de postura dos alunos, que ficaram mais preocupados com a preservação do meio ambiente. 

Imagens atualizado em 05/12/2018 • 32 fotos

Autor: Farley Rocha Postado em 05/12/2018
Compartilhe:

5 comentários

Recentes Populares
Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Portal Patos Hoje. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Portal Patos Hoje poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!

Os comentários que receberem 20 votos negativos a mais que os positivos serão retirados do Portal.

  • DIDICO | 4 dias, 1 hora atrás

    Projetos de cunho social deveriam ser priorizados pelos universitários. Mas infelizmente os internos da dita cuja universidade não se interessam por projetos que possuam essa finalidade (de acordo com eles não são viáveis devido à falta de verba da instituição), mas sim por 'projetóides' geralmente medíocres que implicam misturam uma tralha de elementos com asfalto (vide que são esses projetos que circulam pelo CENAR). Obs: Nem todos os "projetos de asfalto" são medíocres, mas a maioria é feita ao acaso visando somente a aprovação. Parabéns ao aluno Bruno pela garra, esforço e perseverança, pois só ele sabe o sufoco que passou pra conseguir implementar esse projeto. Parabéns, também, à escola, por ter acreditado no projeto e incentivado nossas crianças a participar do mesmo.

    1 0 Responder

  • Rogério Borges | 4 dias, 15 horas atrás

    Parabéns a todos os envolvidos no projeto. Parabéns Cônego Getúlio. As crianças que participaram desse projeto, vão colher os frutos lá na frente. A grande maioria vai carregar consigo as noções da importância de cuidar do planeta, nas várias formas possíveis. Precisamos estender este tipo de projeto a outros segmentos da sociedade.

    3 0 Responder

  • Alair Fonseca | 4 dias, 16 horas atrás

    Tá aí, um Projeto Simples e que dá certo . Eu acho que a captação da água de chuva deveria ser obrigatório nos prédios Públicos e incentivado nas residências, o Sistema Hídrico só tem a ganhar junto com os habitantes das cidades. O óleo de cozinha é um belo exemplo de não poluir os rios e economizando na compra de sabão para as escolas e residências. Garrafas pets é uma praga sem o uso racional delas, e tem tantas coisas para que elas servem que não precisava estar poluindo a natureza por séculos. A Petrobras está com um projeto para a transformação das garrafas pets em outros produtos e vai ser ótimo para estimular o despoluição dos rios e o Oceano Atlântico. As outras Escolas de Patos poderiam imitar a Cônego Getúlio que todos os patenses agradecem e todo o país. Esse Projeto tem tudo para dar certo; Limpa, economiza, lucra e a criançada faz brincando , se socializando ainda mais, crescem conscientes do dever de verdadeira cidadania.etc. Para quem não sabe, toda a família do Presidente eleito é tutelada pelo astrólogo Olavo de Carvalho, o dito cujo, colocou na cabeça da família Bolsonaro que não existe aquecimento Global e que a Terra é Plana. Veja a contradição deles: " Não existe aquecimento Global" e a Terra é Plana" eu não sei como vai ser com o Ministro Astronauta, se ele desdiz ou confirma a maluquice do Olavo de Carvalho.

    6 1 Responder

    Idiota Coletivo - 4 dias, 1 hora atrás

    Se ele realmente acreditasse que a Terra é plana, com certeza não teria nomeado como Ministro da Ciência e da Tecnologia um ex-astronauta com o currículo que o Sr. Marcos Pontes possui. Quanto a astrologia, observe na entrevista abaixo que a todo momento o Sr. Olavo cita a mesma como uma ciência social que procura entender a civilização atraves da desmistificação de crenças. http://www.olavodecarvalho.org/um-acerto-de-contas-com-a-astrologia/

    1 1

  • MILTON | 4 dias, 16 horas atrás

    PARABENS AO TODO CONJUNTO DESSA EXEMPLAR ESCOLA ////ME ORGULHO DE MINHA FILHA ESTUDAR NESTA...HURRUUUUUUUU//// DEUS ABENCOE A TODOS.

    7 0 Responder