349669 2216 Ok
Banner Unipam 2017 - Institucional
Publicado em 15/09/2017 por Farley Rocha
Compartilhe:

Empresa ameaça recolher aparelho de paciente e familiares temem por sua vida em Patos de Minas

A empresa que fornece o equipamento disse que vai recolhê-lo porque não está recebendo mais pelo serviço.

Emília respira 24 horas por dia por meio do aparelho.

Reportagem atualizada às 13h05 do dia 05 de outubro de 2017

A família de uma paciente que respira 24 horas por dia por meio de aparelho pago pela Prefeitura Municipal de Patos de Minas está sem saber o que fazer. A empresa que fornece o equipamento disse que vai recolhê-lo porque não está recebendo mais pelo serviço. O pagamento pelo equipamento teria sido transferido para o estado.

Indignado, Vinicius Oliveira, filho da paciente Emilia Geralda dos Reis, entrou em contato com o Patos Hoje e relatou todo o drama. Ele informou que hoje o aparelho é fornecido pelo município por ordem judicial. A empresa GE Hospitalar é quem presta o serviço. “Eles ligaram aqui e disseram que vão recolher o aparelho porque a prefeitura não acertou com eles”, disse.

A notícia deixou todos em estado de aflição. “Hoje por conta própria, minha mãe consegue respirar sozinha por apenas 20 min. Encontra-se num quadro de depressão agravado e com essa ameaça piorou um pouco mais”, relatou. Vinícius disse que já procurou vereadores na cidade para tentar impedir que o aparelho seja recolhido.

O familiar disse que outra empresa, que ele não sabe qual, já deixou um novo aparelho na residência da mãe, mas ele está desconfigurado, não sendo possível ser utilizado. Ele não sabe ao certo o que houve, mas acredita que o pagamento pelo serviço passou para o estado e agora a prefeitura parou de pagar a empresa atual.

Temendo por alguma medida arbitrária, ele alertou os familiares. “Eu já deixei todos avisados aqui que, se aparecer alguém deles, é para chamar a polícia. Eu temo mais é porque quem fica com ela é minha vó, uma idosa. Esse "terrorismo" que fazem a afetam”, destacou. Ele resolveu dar publicidade ao caso para que o aparelho não seja retirado sem que haja outro no lugar.

A Assessoria de comunicação da GE Hospitalar enviou a seguinte nota no dia 05 de outubro de 2017:

“A GE Hospitalar é uma empresa idônea que está há 29 anos no mercado e é uma das mais conceituadas empresas fornecedoras para hospitais, clínicas e centros cirúrgicos de todo o Estado.

A empresa  mantem contratos de locação com a prefeitura de Patos de Minas e houve um equívoco em relação à questão da paciente citada na reportagem. A prefeitura devolveu à empresa um dos equipamentos, que na forma de contrato, estava em posse da paciente. Com a devolução do equipamento, o contrato foi imediatamente encerrado.

Após identificar o problema, a equipe da GE Hospitalar contatou a prefeitura de Patos de Minas para avaliar o que havia acontecido e concluindo que havia divergência quanto ao nome dos beneficiários gerando esta confusão. Depois de esclarecido os fatos foi feita a substituição do circuito e a conferência de que o equipamento encontra-se em perfeito estado de funcionamento.”

Rovan - Super Banner Rodape - inicio 11-07-17
Autor: Farley Rocha Postado em 15/09/2017
Compartilhe:

53 comentários

Recentes Populares
Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Portal Patos Hoje. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Portal Patos Hoje poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!

Os comentários que receberem 20 votos negativos a mais que os positivos serão retirados do Portal.

  • CEBOLINHA | 2 meses, 1 semana atrás

    O site PH é o melhor de Patos, mas peca muito por nem sempre apresentar um jornalismo imparcial e sério! Nesse caso, deveria ouvir a secretaria de saúde, onde tudo se esclareceria, pois na verdade, ela não correu risco algum, o equipamento foi apenas substituido. O estado passou a custear o tratamento e a troca foi apenas burocrática, sem comprometimento no fornecimento da assitência. Outro caso, foi o da criança com ANEMIa FALCIFORME, que NEM a doença tinha.

    5 1 Responder

  • Amanda | 2 meses, 1 semana atrás

    Deus sempre encaminha boas pessoas para que ajudem aqueles que mais necessitam de sua misericórdia, pedimos carinhosamente aqueles que tem algum poder judiciário que interceda por essa pessoa que necessita por favor. Coloquemo nos no lugar dela ou coloquemos algum ente querido nosso, para entendermos a dor deles. Vinicius confie em Deus que tudo dará certo. E pedimos aqueles que tem o conhecimento de configurar o novo aparelho que se disponha a ir na casa do Vinicius para ajuda lo. Não é um parente que está pedindo ajuda, é o FILHO lutando pela vida da MÃE DELE.

    3 0 Responder

  • Edgar Taxista | 2 meses, 1 semana atrás

    Aciona justiça,para receber judicialmente ao invés,de precionar a paciente ,nem amador faz isso .

    14 0 Responder

  • Claudia Carvalho | 2 meses, 1 semana atrás

    Meu Deus. A que ponto chegamos. Cadê o amor ao proximo? As pessoas so pensam em dinheiro.. .. Esse dinheiro ja foi pago por ela e por tds nós con tantos impostos

    24 1 Responder

  • Pedro | 2 meses, 1 semana atrás

    olha vivo nos USA agui qualquer pessoa é atendida no hospital com muito respeito, todos sao iguais , depois vem uma baita de uma conta para vc pagar se vc nao tem condições o Governo vai pagando mas se vc fizer um acordo de pagar 30 por mês eles aceitam tb . claro isto quando vc nao tem um plano de saude , . No Brasil como os políticos rouba tudo , nao tem jeito. boas melhoras a senhora aí.

    13 2 Responder

  • aqui nao 2 meses, 1 semana atrás

    Comentário removido pelos leitores. Este comentário foi retirado porque recebeu 20 votos negativos a mais que os positivos.

  • Marcos Ferreira X-9 2 meses, 1 semana atrás

    Comentário removido pelos leitores. Este comentário foi retirado porque recebeu 20 votos negativos a mais que os positivos.

  • Vinícius Oliveira | 2 meses, 1 semana atrás

    Estou aqui no Ministério Público para pedir ajuda, porém o prédio está fechado, telefone não atende. Alguém sabe telefone de Promotor de plantão?

    22 4 Responder

  • zé de andrequice 2 meses, 1 semana atrás

    Comentário removido pelos leitores. Este comentário foi retirado porque recebeu 20 votos negativos a mais que os positivos.

    ANDY - 2 meses, 1 semana atrás

    Art. 196. A saúde é direito de todos e dever do Estado, garantido mediante políticas sociais e econômicas que visem à redução do risco de doença e de outros agravos e ao acesso universal e igualitário às ações e serviços para sua promoção, proteção e recuperação. Artigo da Constituição Federal caso o senhor não conheça. Eu não acredito que temos que ler ainda comentários como o seu, não conheço essa senhora mas olha para ela na foto. O senhor realmente acha que ela não precisa de ajuda? ela não quer nada de GRAÇA ela não quer DOAÇÃO. Ela tem direito, por lei. Vamos ter mais compaixão, amor e respeito pelos outros, até porque nunca sabemos se amanhã poderá ser a gente a passar por situações assim.

    39 0

    Vinicius Mota (o filho) - 2 meses, 1 semana atrás

    Querido do Andrequixé, não sofro esse questionamento ao pagar meus inpostos, assim como vc! Meu posicionamento político independe dos meus direitos civis. E se trata tbm de uma sentença transitada e julgada. Entra pedindo revisão do processo e usa do meu posicionamento político como argumento para ela perder seu direito, vai que cola.

    18 0

  • Roberto Luz | 2 meses, 1 semana atrás

    Cade us direitos Humanos?

    22 3 Responder

    Amarilda - 2 meses atrás

    Os direitos Humanos só funciona para bandido...kd nesse caso apareceu alguém....Não só um filho lutando pela vida da mãe...Não desisti não Vinicius Deus vai ouvir nossas preces...

    1 0

carregar mais comentários