Em julgamento de 4 réus, homem é condenado a 17 anos por matar e esquartejar garota

Márcio Silva Morais Vieira, conhecido como “Lanterninha”, confessou em depoimento que estrangulou Drielle até a morte.

publicado em 27/11/2019, por Farley Rocha


Márcio Silva Morais Vieira confessou o crime.

O Tribunal do Júri se reuniu na tarde desta quarta-feira (27) em Patos de Minas para julgar um crime bárbaro ocorrido em outubro de 2017. De acordo com a denúncia do Ministério Público, Drielle Thais Silva, de 25 anos, foi morta, esquartejada e jogada no Rio Paranaíba. Márcio Silva Morais Vieira, conhecido como “Lanterninha”, confessou em depoimento que estrangulou Drielle até a morte.

–––––––––––––––––––––––––––––––– CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ––––––––––––––––––––––––––––––––
Clinica Medic Imagem

O Ministério Público ainda denunciou Márcio por estupro de vulnerável, mas ele negou que tenha praticado sexo com ela. Após o crime, Guilherme Marques Júnio, Marcos José Xavier e Maria Cláudia Rodrigues da Silva foram os responsáveis por ocultar o corpo de Drielle. Ainda segundo a denúncia do Ministério Público, após a vítima ser esquartejada viva, seu corpo foi  dividido em sacos plásticos e jogado no rio.

Os familiares clamaram por justiça. Com camisetas estampando a foto de Drielle, a ex-cunhada da vítima, Janice da Silva Chagas, destacou que toda a família ficou destruída com a morte de Drielle. Janice contou que boa parte da família ainda passa por tratamento psiquiátrico para amenizar os traumas deixados pelos autores do homicídio. A mãe de Drielle, muito abalada, não quis gravar entrevista e disse que só espera por justiça.

Após os debates entre acusação e defesa, já durante a noite, Márcio acabou condenado a 17 anos de reclusão por homicídio duplamente qualificado, por asfixia e motivo torpe, e ainda por ocultação de cadáver. Ele foi absolvido do estupro de vulnerável. Guilherme, Marcos e Maria Cláudia foram condenados a 1 ano de prisão por ocultação de cadáver.

Imagens atualizado em 27/11/2019 • 7 fotos

Autor: Farley Rocha Postado em 27/11/2019
Compartilhe:

57 comentários

Recentes Populares
Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Portal Patos Hoje. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Portal Patos Hoje poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!

Os comentários que receberem 20 votos negativos a mais que os positivos serão retirados do Portal.

  • Risco pra sociedade, só Deus na causa | 1 semana, 5 dias atrás

    Não é de estranhar que ele fez isso tudo não, pois ele já abusou sexualmente da própria intiada, uma criança! Ele covardiava com a mãe levando só tristeza, decepção e despesas, já tentou matar polícia, e já tentou matar até o próprio filho?!! Sinto pena da família dele, deve ser difícil! Principalmente para o filho dele, em ver o pai nessa situação, pq pai é pai, mas para Deus nada é impossível! Talvez um dia Lanterna consiga ser uma pessoa diferente fora desse mundo do crime e do crack, porque infelizmente isso não trás nada além de dor pra família! Tomara que a família do Márcio, foque em Deus primeiramente, e em ajudar ele a ser uma pessoa melhor, e sejam fortes e justos pra ver ele pagando por tudo de errado que ele já fez, deve doer aceitar isso, mas tenham fé em Deus, o sofrimento não é eterno, e pra Deus nada é impossível! Espero que Deus toque no coração do lanterna e de todos os envolvidos, pra que se tornem pessoas melhores! Tanto a família da vítima quanto a família dos envolvidos, sejam consolados pelo Espírito Santo! Drielle está com o pai maior!

    11 1 Responder

  • Desordem e Regresso | 1 semana, 5 dias atrás

    A justiça brasileira é uma piada.

    9 0 Responder

  • Risco pra sociedade | 1 semana, 5 dias atrás

    O que esperar um homem que abusou de uma criança, covardiava com a própria mãe, e já tentou matar o próprio filho?!

    8 0 Responder

  • Lagoense Feliz | 1 semana, 5 dias atrás

    Na minha modesta opinião, as penas aplicadas pela justiça brasileira são uma PIADA. Em qualquer país sério, um verme covarde deste seria condenado tranquilamente a mais de 50 anos de cadeia. Um assassino deste deveria ser banido do convívio com a sociedade pelo resto da vida. Brasil o país da impunidade. Jsf

    8 4 Responder

  • russonow | 1 semana, 5 dias atrás

    só curva de rio !!!!!

    5 3 Responder

  • . | 1 semana, 5 dias atrás

    Tá bom ,eu cometo um crime barbaro desses e sou condenado a 17 anos,passa rápido,ontem mesmo foi 2002,jájá ele sai e volta pras ruas,como um cidadão comum,só que detalhe,daqui 17 anos,Drielle não estará aqui.....

    9 3 Responder

  • Laura | 1 semana, 5 dias atrás

    A função do agente nos julgamentos deveria ser dar um tapa na cara desses bandidos pra manter eles de cabeça erguida o tempo todo, principalmente esse carequinha de camisa listrada.

    12 19 Responder

    Vi tudo ! E vc índio, firma o taco, dinheiro não é tudo! - 1 semana, 5 dias atrás

    O folgado deveria ter levado um soco pra respeitar isso sim, e deveria ter ficado de cabeça abaixada o tempo todo, ele abaixou para as fotos! Márcio ficou o tempo todo olhando pra cima, inclusive pra família, folgadão! E a mãe do dom foi no julgamento, sozinha sem o bebê dela kkk? Se achando a tal, dinheiro não é tudo não kiridaaa, e no final do julgamento ainda procurou a própria mãe da drielle pra conversar, debochada, saiu rindo da cara da mãe e da família, mas Deus sabe o que faz, ela também é mãe, ela também tem família, não desejo mau de ninguém mas confiamos na justiça divina... Quase apanhou lá, deveria ter levado uns tapas na cara pra respeitar a dor da mãe e da família. O Bizão e o Marcão, tempo todo cabeça abaixada, e inclusive, pegaram 1 ano em REGIME SEMI ABERTO!!!!!!!!!!!! com certeza foram oprimidos pra ajudar na ocultação, ou também morreriam! Sobre a questão do esquartejamento viva, segundo relatos de testemunhas que estavam no interior da casa( tininha, Maria Cláudia) Drielle estava apenas desmaiada com estrangulamento quando iniciaram o esquartejamento dela, ela estava viva, e a maquita usado pra esquartejar, era do próprio Bizão! Muita covardia! Lanterninha, monstro, vc merecia prisão de morte, mas infelizmente, no nosso país as leis não funcionam como deveriam! Ladrão de droga! Jack! Covarde! Psicopata!

    14 3

  • curioso | 1 semana, 5 dias atrás

    eu queria que se algum advogado ler , me tire uma duvida. pra toma 30 anos de cadeia que tipo de crime levaria uma pena dessa? me de um ex?

    16 10 Responder

    Santa do pau oco - 1 semana, 5 dias atrás

    Aqui no Brasil. Nada que vc fizer vc ficará 30 anos preso nada. Vc pode desgraçar a vida de qualquer um,matar,roubar,estrupar e até mesmo esquartejar e sumir com corpo.. Se ficar preso 5 anos vai ser muito. Por isto as vezes muitas pessoas de bem faz justiças com as próprias mãos!

    14 3

    curioso - 1 semana, 5 dias atrás

    OUTRO CURIOSIDADE SERA QUE TIPO DE PESSOA QUE VOTOU CONTRA A MINHA PERGUNTA..EU SO FIZ UMA PERGUNTA ,NAO DESRESPEITEI NINGUEM NEM DENEGRI A IMAGEM DE NINGUEM,ENGRAÇADO ISSO

    7 0

    Santa do pau oco - 1 semana, 4 dias atrás

    Realmente vc não disse nada que desrespeitase alguém. NÃO sei porque as pessoas votou contra sua publicação. Apenas uma pergunta normal.

    0 0

    !!!!!!!!!!!!! - 1 semana, 3 dias atrás

    Olá! Independente de qual(is) crime (s) o indivíduo cometa e mesmo que sua pena ultrapasse 30 anos, ele só poderá ficar preso por no máximo esse período. Visto que a Constituição Federal veda pena de caráter perpétuo, o que estaria configurado caso haja uma condenação elevada.

    0 0

  • Vereadora do Frigobar | 1 semana, 5 dias atrás

    1 ano para ocultação de cadáver é piada. Que vergonha disso tudo!

    13 3 Responder

  • Patense | 1 semana, 5 dias atrás

    A justiça no Brasil tá ruim ,mas aqui em Patos de Minas tá pior mesmo ...

    27 5 Responder

carregar mais comentários