Em acordo com o MPT, empresas de Patos e Paracatu vão doar testes e materiais de prevenção à Covid19

Uma ação do Ministério Público do Trabalho de Patos de Minas vai possibilitar a distribuição de testes rápidos para a detecção do novo coronavírus .

publicado em 19/05/2020, por Maurício Fernandes


Imagem Ilustrativa.

O Ministério Público do Trabalho de Patos de Minas e a Universidade Federal de Viçosa, Campus de Rio Paranaíba, firmaram um convênio que promete viabilizar a aplicação de 600 testes para identificação da Covid-19 e a distribuição de milhares de equipamentos de proteção para as Secretarias Municipais de Saúde e Centros de Referência de Assistência Social de 28 municípios das regiões do Noroeste de Minas, Alto Paranaíba e Triângulo Mineiro.

Ao todo, serão investidos no projeto R$ 161.816,80. Essa verba é proveniente de três Termos de Ajuste de Conduta firmados entre o MPT e empresas investigadas por descumprimento da legislação do trabalho em Patos de Minas e Paracatu. Um dos investigados vai arcar com R$ 50 mil, o outro com R$ 91.816,80 e o terceiro com R$ 20 mil. Os valores serão depositados diretamente pelas empresas na conta da Fundação Arthur Bernardes Funarbe, entidade sem fins lucrativos, que ficará responsável pela gestão da verba.

–––––––––––––––––––––––––––––––– CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ––––––––––––––––––––––––––––––––
Orthodontic - Especial Notícias

De acordo com Thiago Castro, Procurador do Ministério Público do Trabalho, além dos testes rápidos, serão distribuídos 6.500 protetores faciais, 8.000 frascos de 500 ml de álcool gel e 3.200 máscaras para as Secretarias de Saúde e Centros de Referência de Assistência Social de 28 municípios, entre eles Monte Carmelo, Cruzeiro da Fortaleza, lagoa Grande e outros. Ainda segundo Thiago, outros municípios serão contemplados por meio de outras parcerias.

O Diretor da UFV de Rio Paranaíba disse que “essa parceria vai contribuir em muito para reduzir a disseminação do vírus e salvar vidas". Segundo ele, a ação permitirá que a UFV continue desenvolvendo trabalhos junto a sociedade de forma gratuita e de muita qualidade nesse momento difícil que estamos passando. O procurador do MPT explica que "a realização dos exames e a distribuição do material será feita semanalmente, ao longo do mês de junho, em divisão equitativa, tendo como critérios objetivos para o rateio de protetores faciais a quantidade de profissionais da área da saúde em cada um dos municípios, e, para o rateio de álcool e máscaras, o número de habitantes."

O acordo prevê ainda que parte da verba seja destinada à universidade, a título de contrapartida, para a aquisição de duas impressoras 3D, um computador, além de custeio de reforma, no valor de R$ 15 mil, para adequação do espaço físico que vai receber os equipamentos. Os municípios beneficiados por este acordo são: Abadia dos Dourados, Arinos, Bonfinópolis de Minas, Brasilândia de Minas, Buritis, Cabeceira Grande, Campo Altos, Cruzeiro da Fortaleza, Dom Bosco, Douradoquara, Formoso, Guarda-Mor, Ibiá, Irai de Minas, João Pinheiro, Lagoa Grande, Monte Carmelo, Natalândia, Pedrinópolis, Perdizes, Pratinha, Riachinho, Santa Juliana, Santa Rosa da Serra, Tapira, Uruana de Minas, Urucuia e Vazante.

Autor: Maurício Fernandes Postado em 19/05/2020
Compartilhe:

2 comentários

Recentes Populares
Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Portal Patos Hoje. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Portal Patos Hoje poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!

Os comentários que receberem 20 votos negativos a mais que os positivos serão retirados do Portal.

  • Alguem | 1 semana, 4 dias atrás

    Engraçado se tem tantos testes para distribuír porque não fazem testes em todos que vão a upa e trazem suspeitas da doença?É muita merchan mesmo viu

    7 2 Responder

  • Roberto | 1 semana, 4 dias atrás

    Essas porcaria de álcool gel serve pra nada, e tá sobrando já. Nós queremos dessas empresas é vaga para trabalhar porque a miséria tá batendo na nossa porta.

    19 6 Responder