349669 2216 Ok
Banner CNA - TOPO
Publicado em 14/07/2017 por Farley Rocha
Compartilhe:

Direção de clínica onde paciente foi assassinado diz que autores premeditaram crime

A premeditação impediu que os funcionários evitassem o crime.

O adminsitrador Emerson Lima e o advogado Marco Aurélio Galvão.

A direção da Clínica Quintino Psiquiatria, Álcool e Droga convidou a imprensa no final da tarde desta sexta-feira (14) para explicar como teria ocorrido o homicídio dentro do estabelecimento. Alexandre Felizardo teria sido assassinado de forma premeditada por Diogo da Silva Dantas, de 23 anos e Carlos Rodrigues Peixoto, de 18 anos. A premeditação teria impedido que os funcionários da clínica evitassem o crime.

Emerson Lima, gestor administrativo da clínica, explicou que, por volta das 9h00 de quinta (13), Alexandre teria entrado em surto psicótico e acabou atacando Diogo, Carlos e outros dois pacientes. O psiquiatra da clínica foi acionado e Alexandre teve que ser contido mecanicamente e medicado. Ele foi deixado no quarto com as mãos amarradas no leito. “Ele apresentava frequentemente heteroagressividade”, disse.

Ainda segundo Emerson, por volta das 11h30, Carlos aos gritos acionou a equipe disciplinar dizendo que Alexandre estava desacordado. O paciente foi levado às pressas para a Unidade de Pronto Atendimento UPA, onde o médico constatou a morte de Alexandre. Como foram verificadas marcas de violência no pescoço da vítima, a Polícia Militar foi acionada. “Nós achamos que a intenção dos autores era fugir”, disse.

O corpo foi encaminhado para o IML, onde ficou constatada a morte por estrangulamento. O administrador contou que nesse momento pediu para abrir uma sindicância para apurar o que teria acontecido e os funcionários da clínica acabaram encontrando no quarto de Alexandre parte do crucifixo de Diogo em cima da cama da vítima. O fato foi informado para os policiais que voltaram ao local e conversaram com os suspeitos.

Emerson também informou que o nome de um dos autores não estava na lista do almoço o que aumentou ainda mais a suspeita sobre eles. Os policiais fizeram alguns questionamentos e eles acabaram entrando em contradição até confessarem o crime. Para a autoridade policial, Carlos falou como tudo teria acontecido. Ele confessou que premeditou o crime, esperando o momento exato de agir. Leia mais!

De acordo com o depoimento de Carlos, na hora do almoço quando todos desceram, ele e Diogo foram até o quarto de Alexandre, já sabendo que ele estava amarrado na cama e os dois se revezaram no estrangulamento. Ele disse que Alexandre começou a se debater, mas não conseguia gritar. Quando Carlos se cansou de apertar o pescoço foi a vez de Diogo apertar. Eles também tampavam a boca e o nariz da vítima.

O advogado Marco Aurélio Galvão explicou que a todo momento a intenção da clínica foi trabalhar para descobrir quem teria praticado o crime. Ele destacou que foi um fato isolado e que a clínica não teve o que fazer. “Eles premeditaram tudo após serem agredidos por Alexandre. A clínica possui um sistema de prevenção com várias chamadas feitas ao dia. Isso nunca havia acontecido. Vai ser feito um reforço agora na prevenção e redobrar os cuidados”, disse. 

Imagens atualizado em 14/07/2017 • 5 fotos

Nego Duro - Rodapé Notícias
Autor: Farley Rocha Postado em 14/07/2017
Compartilhe:

22 comentários

Recentes Populares
Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Portal Patos Hoje. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Portal Patos Hoje poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!

Os comentários que receberem 20 votos negativos a mais que os positivos serão retirados do Portal.

  • Cleusa Silva | 4 semanas, 1 dia atrás

    Fico indignada com esta situação das clinicas.Muito triste

    3 0 Responder

  • Ana Paula Braga | 1 mês atrás

    Tem é que acabar com essas clínicas só querem mesmo é o dinheiro pois amor e carinho aos internos nunca tiveram e a recuperação está na força de vontade de cada um, a maioria dos familiares internam pra ter paz e outros pra ter seus filhos recuperados e não torturados dopados e mortos.

    14 1 Responder

  • Guido Palomba | 1 mês atrás

    A explicação só piorou a situação da "clínica". Amarrou o rapaz e não teve a devida cautela de protegê-la! Que espelunca é essa chamada de "clínica"? Isso vai contra tudo o que se pode dizer de direitos humanos e solidariedade. Absurdo total! O pior é que não tem ninguém preso por isso e pelo jeito vai acabar tudo em pizza ou pamonha.

    15 3 Responder

  • um aí | 1 mês atrás

    Todo mundo sabe que dependência de alcool e drogas são uma verdadeira desgraça na vida de qualquer família. As pessoas não sabem o que fazem e recorrem a serviços de instituições que TENTAM fazer o possível para tratar. Tanto essas clínicas de reabilitação, quanto as psiquiatricas agem de forma bem parecida...Tratamento involuntário é isso; ou alguém consegue dizer como se trata um dependente químico que não aceita um tratamento e prefere ficar em páginas policias por roubo, assalto, tráfico... Essa clínica errou em não deixar uma pessoa responsável monitorando. No mais, diga aí você; que tanto condena...o que fazer com a dependência química, que atinge TODAS as famílias do país...

    10 2 Responder

  • Adriana | 1 mês atrás

    Nesse caso deve se levar em conta a falha da clínica em muitos aspectos já que o paciente tinha deficiência mental, e não é o que está acontecendo. Desde a forma de tratamento, deixar o paciente amarrado perto daqueles que tinha agredido até o momento em que não entraram em contato com a família. A clínica falhou e precisa responder por isso, e não ficar se escondendo

    16 3 Responder

  • sem apelido | 1 mês atrás

    amarrar as mãos é um método de contenção, para pessoas com problemas psiquiátricos.. no qual os pacientes são muito agressivos , e podem machucar médicos e enfermeiros.. sempre teve .. e sempre terá que ser amarrados assim .. caso contrario é impossível a administração de medicamentos ou fazer qualquer outra coisa ..

    13 9 Responder

    Tais Psiquiatra - 1 mês atrás

    Amarrar paciente NUNCA foi um método de contenção. Só se for nesses "comércios camuflados de clínica"aqui de Patos de Minas. Sou Psiquiatra, e lugar de esquisofrénico NUNCA foi em clínica de dependente químico. Que me desculpem as autoridades patenses, mas não há mínimas condições desses locais, serem chamados de "clínicas"( nem para esquisofrènicos, nem para dependentes químicos e etc).

    34 15

    Anónimo - 1 mês atrás

    Tais psiquiatra, posta seu currículo com o número de crm ai no comentário, talvez a clinica te contrate no lugar do psiquiatra que presta serviços a eles

    15 14

  • | 1 mês atrás

    Uma clínica que tem como diretor um viciado em crack só pode dar nisso né

    42 5 Responder

  • Shirley Cristina Fonseca Lima | 1 mês atrás

    Nota tiro no pé:um interno já com problemas de relacionamento, convivendo com outros de igual teor comportamental, amarrado sedado, tornando -se indefeso e não sendo monitorado pessoalmente e assassinado pelos seus desafetos de horas anteriores. Eh! Será de quem é culpa?

    35 3 Responder

  • PROFISSIONAL DA AREA | 1 mês atrás

    PACIENTE QUANDO SE TEM UM SURTO PSICÓTICO, DEVE SIM SER CONTIDO E AMARRADO SE NECESSÁRIO. POIS QD ESTA EM SURTO, PERDE COMPLETAMENTE OS SENTIDOS E NAO REALMENTE VER OQ ESTA FAZENDO. MAIS DIANTE DESSES FATOS, OQ TERIA QUE TER UMA MONITORIA 24 HS GUARDANDO A INTEGRIDADE FISICA DO ALEXANDRE E DOS DEMAIS. EITA GEOVANE, QUE EQUIPINHA HEIM, TA PRECISANDO FAZER UM TREINAMENTO COM ESSA EQUIPE SUA. CONHEÇO ALGUNS CONSULTORES QUE PODERIA LHE AJUDAR COM TREINAMENTOS, JA QUE É VC MESMO QUE TREINA... SENTIMENTOS A FAMILIA DO ALEXANDRE. AO DR GALVÃO, PODE RANCA DINHEIRO PQ AI TEM BALA NA AGUIA KKKKK

    19 4 Responder

  • darksideloko | 1 mês atrás

    Preciso nem dizer que maioria das clinicas são mafias né?

    21 4 Responder

carregar mais comentários