349669 2216 Ok
Banner Unipam 2017 - Institucional
Publicado em 22/09/2017 por Maurício Rocha
Compartilhe:

Desmatamento e pisoteio de animais estão matando nascentes no município, mostra estudo

Por causa da escassez de água que afeta o Distrito de Pindaíbas por dois anos consecutivos, o Programa Pró-Nascentes decidiu fazer um levantamento da situação das nascentes.

Das 37 nascentes que abastecem o curso d’água apenas uma permanece preservada.

Moradores do Distrito de Pindaíbas estão sentido na pele o reflexo da exploração desenfreada e da falta de cuidados com o meio ambiente. Com as nascentes que abastecem o Córrego da Usina morrendo a mingua, a comunidade está sem água e, para não sofrer ainda mais com a seca, estão tendo que se contentar com o abastecimento de caminhões-pipa.

Por causa da escassez de água que afeta o Distrito de Pindaíbas por dois anos consecutivos, o Programa Pró-Nascentes decidiu fazer um levantamento da situação das nascentes que abastecem o Córrego da Usina, que por sua vez abastece a comunidade. A realidade é preocupante. Das 37 nascentes que abastecem o curso d’água apenas uma permanece preservada.

O estudo foi apresentado pela coordenadora do Programa Pró-Nascentes, Geize Marques. Segundo ela, o Córrego da Usina possui 37 nascentes perenes e 23 delas estão seriamente ameaçadas. “Nos constatamos o pisoteio de animais que é um problema grave porque provoca a compactação do solo e dificulta a infiltração da água e ausência completa de matas ciliares”, explicou Geize.

O levantamento mostrou que as 37 nascentes que ainda restam estão seriamente ameaçadas e podem morrer se nenhuma providência for tomada. Geize explicou que é preciso fazer o reflorestamento das nascentes com a recuperação da cobertura vegetal e a colocação de cercas para evitar que o gado se aproxime.

O Pró-Nascentes realizou estudo também do Córrego Canavial, que nasce na localidade de Canavial e desagua na Avenida Fatima Porto. Segundo a bióloga Geize Marques, a situação também é de grande preocupação, uma vez que as nascentes que abastecem o Córrego não foram preservadas. Geize alertou as autoridades para que ações sejam realizadas no sentido de proteger e recuperar as nascentes antes que outras comunidades comecem a ser afetadas pela falta d’água.

Patos de Minas está há mais de quatro meses sem receber uma única gota de chuva. A Primavera teve início hoje, mas a chegada da temporada de chuvas ainda vai demorar mais alguns dias, segundo a meteorologia.

Imagens atualizado em 22/09/2017 • 15 fotos

Clínica Impar - Início: 21-08-17
Autor: Maurício Rocha Postado em 22/09/2017
Compartilhe:

31 comentários

Recentes Populares
Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Portal Patos Hoje. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Portal Patos Hoje poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!

Os comentários que receberem 20 votos negativos a mais que os positivos serão retirados do Portal.

  • Wanderson Araujo Mendes Mendes | 1 mês, 4 semanas atrás

    Engraçado que os caras nunca faz uma Manchete contra os pivôs este eles inguinoram aff rediculo isso ....

    1 0 Responder

  • Cleber Alves | 1 mês, 4 semanas atrás

    Agora é os animais que estão acabando com as nascente!! Kkkkkkkk. Tem é que rir...

    4 4 Responder

    Flavio - 1 mês, 4 semanas atrás

    Isso mesmo sempre e culpa dos animais. nunca dos humanos.......

    1 2

    Max - 1 mês, 4 semanas atrás

    A culpa não é dos animais de quatro patas. A culpa é dos de duas patas que deixam os de quatro pisotearem as nascentes.

    3 0

  • MiMiMi | 2 meses atrás

    Não precisa reflorestar, basta cercar, a natureza se alto recupera rapidamente! A destruição da mata ciliar, o pisoteio e a perfuração de poços é que acaba com a nascentes!

    5 1 Responder

  • Marina Soares Dasilva | 2 meses atrás

    É verdade Marcilene Santana só nesta época fica falando

    4 0 Responder

  • Paulo Ricardo | 2 meses atrás

    tem vários programas no estado que ja vi até no globo rural em que sei la se eh o estado ou as prefeituras pagam pra quem refloresta e recupera as nascentes, pq nao fazem o mesmo aqui na regiao?

    7 1 Responder

  • Edna Gomes | 2 meses atrás

    Isso mesmo seus montros desmatem mesmo seus ignorantes inconsequentes af sem nocao viu

    8 2 Responder

  • Injuriado | 2 meses atrás

    Cadê as autoridades eu planto Muda de árvores de qualquer espécie procuro cuidar do meio ambiente mais poucos tem conciencia alí no ribeirão da conta fizeram uma pista de motocross e acabou com uma nascente que tinha lá diziam que não tinha autorização mais funcionava todos os finais de semana ninguém fez nada estão fazendo loteamento em todos os lugares onde não pode cadê os órgãos competentes não fiscaliza nada ainda pra piorar fazendo fossas no chão ao invés de fossa séptica cadê os órgãos responsáveis nenhum aparece e pra piorar se você for lá no promotor pra denunciar eles até dizem que faz alguma coisa se você levar as provas estamos todos ferrados e sozinho

    11 0 Responder

  • luiz | 2 meses atrás

    o castigo tarda mas não falta...nossos roceiros pobres e ignorantes desmataram sem qualquer controle ou orientação...mas os grandes fazendeiros sabiam e sabem muito bem o que estavam fazendo sob a benevolencia comprada dos fiscais do IBAMA e IEF ? Agora vamos pagar todos por esse crime ambiental que persiste...ao governo nunca interessou obriga-los a respeitar os limites e a reflorestar adequadamente pois a bancada ruralista comandada pelo Sr, Caiado tem força expressiva no congresso e recentemente obrigou o governo a estender a dívida do Funrural até o final dos tempos, dando ainda mais prejuizo ao INSS. Agora querem reforma previdenciária para cobrir os rombos que eles mesmo provocam.

    2 2 Responder

    Refleti p/ ganhar mais sabedoria - 2 meses atrás

    Dêus não que que seu povo seja escravizado pelo seus governante por isto ele nos ensinou a vencer os obstaculos na vida é preciso confiar em Deus. A vitória não depende de quem tem força expressiva no congresso, mas das pessoas (POVO) que age com sabedoria esta e nossa força saber usar a inteligência a nosso favor. A vitória depende de Deus, que é soberano sobre tudo que acontece. No fim, a vontade do povo com ajuda de Dêus sempre vence.Ninguém vence sem esforço. Praticar o bem é um esforço que fazemos para fazer um o mundo melhor para todos. Lembrem que DÊUS nos ensinou de Como matar um gigante A batalha de Davi e Golias é uma das histórias mais bem-conhecidas em toda a Bíblia. Um campeão, Golias, saía do campo dos filisteus todos os dias durantes mais ou menos quarenta dias, desafiando o exército israelita para mandarem um competidor digno. Este gigante filisteu tinha mais ou menos três metros e usava pelo menos 55 kilos de armadura. Confiante na superioridade de seu equipamento e da sua força natural ele propõe uma competição em que o ganhador ficaria com tudo. Ninguém aceitava a proposta! O jovem Davi foi enviado por seu pai para levar grãos tostados, pães e queijo para os seus irmãos e o seu comandante na frente da batalha. Foi neste campo que a vida de Davi tomou um rumo diferente, e nunca seria a mesma. O resultado final, porém, não aconteceu por acidente. Davi fez quatro coisas que, para sempre, instruirão os seu povo e os jovens de coração.1. Ele se aproveitou da sua oportunidade.2. Ele não permitiu que a sua juventude o detesse. 3. Ele viu a vitória antes de lutar a batalha.4. Ele foi movido por um propósito maior. Davi fala ao seu oponente que a vitória iminente tinha um objetivo maior: "e toda a terra saberá que há Deus em Israel” (17:46). O jovem Davi foi movido pela vingança do nome de Deus em um mundo ignorante.

    2 2

  • nilza Vaz | 2 meses atrás

    É de chorar em saber que Deus nos deu de presente a natureza tão bela mas o ser humano por ganância ou ignorância sei lá comete um desrespeito tão grande e agora sofre as consequências. Ainda tem jeito é só arregaçar as mangas e por em prática esse projeto.

    4 0 Responder

  • Marcilene Santana | 2 meses atrás

    Porque só fala desses desastres nessa época?

    8 0 Responder

carregar mais comentários