349669 2216 Ok
Publicado em 22/06/2017
Compartilhe:

Denúncia encaminhada ao MP mostra mau uso e risco de colapso da Ponte do Rio Paranaíba

As imagens mostram as avarias na ponte e o tráfego de caminhões pesado.

As imagens mostram vários caminhões carregados passando sobre a ponte.

Moradores de Patos de Minas fizeram um abaixo-assinado para denunciar o mau uso, excesso de carga e o risco de colapso e desabamento da Ponte do Rio Paranaíba no bairro Nossa Senhora Aparecida. O documento foi levado ao Ministério Público no mês passado, cobrando providências do órgão para evitar que algo de mais grave aconteça.

Além do abaixo-assinado, os moradores levaram filmagens recentes da estrutura da chamada Ponte do Arco e do tráfego intenso de veículos de passeio, caminhões e carretas no local. Depoimento do secretário municipal de infraestrutura, Rogério Borges, destacando o risco de um colapso causado pelo excesso de peso, foi anexado aos documentos.

Ao Patos Hoje, Rogério Borges reforçou a preocupação em torno da Ponte do Rio Paranaíba. Segundo ele, estruturas de concreto como aquela possuem tempo de recorrência de 50 anos. Levando em conta que a Ponte do Arco começou a ser construída em 1926 e que foi concluída em 1930, o tempo de utilização da estrutura sem risco já está vencido.

Além da idade avançada, segundo a denúncia dos moradores, a Ponte do Rio Paranaíba vem recebendo carga muito superior ao limite permitido. Após análise da estrutura, a Prefeitura estabeleceu limite de peso para passagem sobre a ponte de 15 toneladas. Entretanto, caminhões e carretas passam pela estrutura com um volume de cargas muito superior.

A “Ponte do Arco” é tombada pelo Patrimônio Histórico e tem grande utilidade para população, fazendo a ligação do perímetro urbano com um distrito industrial e localidades rurais. A preocupação dos moradores é que o excesso de peso possa provocar abalos ou até mesmo o desabamento da estrutura.

No pedido de providências, os moradores denunciam avarias na estrutura, com pilares com sinais de corrosão e buracos.  Eles querem uma intervenção do Ministério Público para aumentar a fiscalização no local e proibir a passagem de caminhões e carretas com peso acima do limite de 15 toneladas especificado na sinalização.

Imagens atualizado em 22/06/2017 • 22 fotos

Autor: Maurício Rocha

Giraffas
Postado em 22/06/2017
Compartilhe:

61 comentários

Recentes Populares
Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Portal Patos Hoje. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Portal Patos Hoje poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!

Os comentários que receberem 20 votos negativos a mais que os positivos serão retirados do Portal.

  • PEDRO PEDREIRA | 3 meses atrás

    Se fosse em Uberlândia ou Uberaba, já tinham construído uma ponte maior e mais moderna em dois tapas. Mas como somos Patos de Minas, aqui só fica o MI MI MI e não saem com nada.

    7 0 Responder

  • Leitão | 3 meses atrás

    Caminhões da raçoês patente passam ali 24 hs , com 30 , 60 toneladas , e outro prolblema porque eles não asfaltam estrada da serrinha e passam por aquelle local. Passam dentro da cidade em frente a vários restaurantes de dia de noite um mal cheiro , chega gente cadê nossas autoridades.

    10 0 Responder

    Tuica - 3 meses atrás

    Solução é construir outra, porque não ?

    5 0

    observador - 3 meses atrás

    sumiuuuuuuuuuuuuuuu

    4 0

  • Rodrigo | 3 meses atrás

    Pouco tempo atrás foi feito asfalto novo nesta ponte, ficou bom. Ela já tinha capacidade máxima para 15 toneladas e só de asfalto novo deve ter acrescentado pelo menos umas 2 toneladas. Ou seja, pesou mais e não reduziram a capacidade de carga dela (pode aliviar um pouco retirando a camada extra como fazem nas rodovias). O que precisa é de uma nova ponte para suportar tráfego pesado e manter essa ai para veículos leves.

    11 1 Responder

  • Suputuba | 3 meses atrás

    Fiz um comentário em outra reportagem dizendo que as ruas de Patos foram feitas para transitar carroças, esta ponte aí é um exemplo...

    16 0 Responder

  • OBS | 3 meses atrás

    NÃO TEM COMO REFORÇA-LA/RESTAURA-LA SEM MUDAR SUAS CARACTERÍSTICAS ORIGINAIS?

    4 5 Responder

    ter jeito tem - 3 meses atrás

    ter jeito tem , mas não há interesse porque a obra é pequena e não dá para encher os bolsos dos envolvidos no processo de construção ou reforma.

    13 0

  • Ex-tesoureiro do PT | 3 meses atrás

    Os politiqueiros, "sanguessugas do povo patense" não permitem a construção de uma nova ponte, de graça! OS POLÍTICOS SÃO MESMO UMA CLASSE INSUPORTÁVEL. Sobrevivem da compra de votos e da enganação dos inocentes eleitores que acreditam nas suas falsas promessas e nos sorrisos escancarados com as bocas cheias de dentes podres!

    17 0 Responder

  • Leon | 3 meses atrás

    Todas as carretas que passam ali estão com peso acima... só as carretas vazias já têm 18 ton. Qdo trabalhava na patense só de sebo era 35 ton só de carga.

    16 1 Responder

  • Edmilson | 3 meses atrás

    Impedir de derrubar uma casa década de 50 é fácil quero ver impedir os caminhões de passar na ponte. Patos de Minas nesta miséria não dá conta de fazer outra ponte. Daqui uns dias vai cair e todos vão ter que dar a volta pela 365 aí quero ver como fazer.

    19 1 Responder

  • Juca mandu | 3 meses atrás

    Quero ver se os responsáveis por apurar está denúncia vão ter coragem de barrar os caminhões acima do peso e saibam ali são empresas de posse e poder e traz progresso pra nossa cidade.

    15 2 Responder

  • Tomara que essa ponte caia com um caminhão desses! | 3 meses atrás

    O Ministério Público fica mexendo com os herdeiros das casinhas velhas da cidade, mas não toma as devidas providências na magnífica obra arquitetônica sobre o Rio Paranaíba, cuja ereção se deu na década de 1920!

    13 6 Responder

    dr Afonso - 3 meses atrás

    Tomara que Deus te perdoe por falar tanta besteira .esqueceu que quem ta dirigindo um caminho é um set humano pai de família . Marido . Tem mãe pai família é gente . Seja nais racional isso é o mesmo que pedir pra alguém morrer

    13 1

    Historiador - 3 meses atrás

    você não leu a matéria? a ponte é tombada, ou seja, tem a mesma proteção que as casinhas velhas... para de falar bobagem.

    10 3

    Para o Historiador - 3 meses atrás

    Daqui uns dias ela vai ser tombada dentro do Paranaiba e por demais odeio coisas velhas. Gosto de coisas novas e boas e que trazem grandeza para nosso povo.

    7 3

    TOMBADA PARA QUE ? - 3 meses atrás

    Muito bonito dizer a ponte é tombada, isso não passa de um arco velho de concreto e ferro, derruba essa ... e, com o dinheiro que tem de sobra e mal aplicado dá para fazer uma igualzinha e com mais reforço para peso de caminhões, coisa velha, tombada, vai é fazer um acidente sem proporções com morte. eu não quero.

    5 0

    Maria Helena - 3 meses atrás

    Realmente é assustador o índice de ignorância da população. Não valorizar uma construção antiga, que resguarda as técnicas e desenhos arquitetônicos de uma época. Época em que se construia obras para durar "muito tempo" e, foi e é, o que está acontecendo, vejam a quantos anos essa "velha guerreira" se mantêm.. Faz-se necessário construir uma nova ponte para atender a demanda atual do município e do fluxo que se tornou intenso por lá. NÃO é necessário demolir nada. Construa-se uma nova ponte paralela a que já existe e a antiga permaneça para pedestres e ciclistas.Simples assim.Agora, declaro minha ignorância quanto a saber responsabilidade de quem seria verba para esse fim,municipal, estadual ou federal.

    3 0

carregar mais comentários