349669 2216 Ok
Publicado em 18/04/2017
Compartilhe:

Delações da Odebrecht citam repasses ao vice-governador Antônio Andrade; ele nega

Ele aparece nos depoimentos gravados como destinatário de R$ 275 mil.

Antônio Andrade - Vice-governador de Minas Gerais.

O ex-deputado federal e atual vice-governador de Minas Gerais, Antônio Andrade é um dos citados na deleção premiada dos executivos da empreiteira Odebrecht. Ele aparece nos depoimentos gravados como destinatário de R$ 275 mil. Em nota, o vice-governador nega ser destinatário de qualquer doação em dinheiro oferecida pela empresa.

Embora seja natural de Patos de Minas, Antônio Andrade iniciou a carreira política como prefeito da cidade de Vazante. Foi eleito deputado estadual, deputado federal por dois mandatos, período em que ocupou também o cargo de ministro de estado da agricultura. Atualmente, além do cargo de vice-governador de Minas, Andrade é presidente do PMDB de Minas e até então não tinha aparecido nas investigações da Operação Lavajato.

O ex-executivo da Odebrecht, Benedito Silva Júnior, disse na delação ter repassado valores de aproximadamente R$ 500 mil para políticos do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba, incluindo Antônio Andrade. Os recursos para o patense seriam referentes à campanha para deputado federal no ano de 2010.

Antônio Andrade nega ter recebido qualquer doação pessoal da empreiteira Odebrecht. Segundo o vice-governador, naquele ano, o diretório estadual do PMDB recebeu doações da empresa, mas dentro das regras previstas pela legislação eleitoral. Ele ressaltou ainda que esses valores não foram utilizados em sua campanha.

Antônio Andrade não faz parte da chamada “Lista do Fachin” que determinou a abertura de investigações contra  8 ministros, 3 governadores, 24 senadores e 39 deputados. Veja a íntegra da nota emitida pelo vice-governador:

Como candidato a deputado federal por Minas Gerais, não recebi, na campanha de 2010, nenhum valor da Odebrecht.

Todas as doações e despesas daquela eleição foram devidamente declaradas à Justiça Eleitoral, e a prestação de contas, aprovada.

O Diretório Estadual do PMDB/MG, presidido por mim, recebeu, naquele ano, conforme previa a legislação, doação da referida empresa, que também foi declarada ao TRE/MG.

Importante ressaltar que nenhuma parcela de tal doação foi destinada à minha campanha”.

Autor: Farley Rocha

Rovan - Super Banner Rodape - inicio 11-07-17
Postado em 18/04/2017
Compartilhe:

17 comentários

Recentes Populares
Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Portal Patos Hoje. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Portal Patos Hoje poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!

Os comentários que receberem 20 votos negativos a mais que os positivos serão retirados do Portal.

  • realista | 7 meses atrás

    nossa região não podia ficar de fora o que tem de politico ladrão não ta escrito , vamos guardar esse codinome WANDA

    4 0 Responder

  • s246 | 7 meses atrás

    Se a elite cheirosa, desinfetada, com carrões importados e belos ternos obtem vantagens financeiras indevidas de desvios de dinheiro público e esbanja ou remete esse proveito ao exterior é vista como charmosa, elegante, tem causa justa, é empreendedorismo, sucesso, etc. Já um cidadão que ganha seu minguado salario e contribui com seu imposto exigir garantias e proteções sociais mínimas para subsistência digna o pleito é considerado rombo de orçamento público e outras baboseiras associadas às políticas impostas a países como Cuba e outros bolivarianos que são sistematicamente sufocados por bloqueios e medidas economicas por organismos internacionais. Esses ladroes do dinheiro publico deixam faltar o dinheiro do salario dos professores, dos policiais militares e civis porque tem que tirar do orçamento desses profissionais o dinheiro que sera devolvido multiplicado por 7 para as empreiteiras... Quero saber com quantos infelizes se faz um rico Antonio Andrade?

    7 0 Responder

  • Perito | 7 meses atrás

    Os nossos políticos agora vão ficar todos cegos: "não vi" e cornos: "não sabia"...kkkk

    3 0 Responder

  • uai so | 7 meses atrás

    uai so essi dinheiro pode ser uzado de vario jeitos para comprar votos : como distribuindo peixe , ajudano a comprar renedios , pagano transporte , pagano para religar luz ,agua , telefone , IPTU , em fim varios beneficio como te ajudano aposentar te ajudano em cirugias ele esta ai ,so que em troca eles que o seu voto para continuar no poder. Ata voce ganha o beneficio, pousa pra foto e fecha os olhos e depois vem me dizer que e currupiçao

    7 1 Responder

  • Sarinha | 7 meses atrás

    Quando denunciados, todos viram santos e negam tudo. O Brasil precisa mudar de nome ao invés de Brasil passaria a ter o nome de República Federativa Odebrecht.

    9 0 Responder

  • Manabuiu.com | 7 meses atrás

    Esse País ta perdido mesmo... Engraçado que a mídia so mostra o que convém, vejamos aqui em patos: Foram enviados hoje à camara minicipal, 2 projetos de lei, sendo um para criar uma nova Secretaria, mesmo estando o município com calamidade financeira decretada desde janeiro, e o outro projeto, para passar a carga horária dos servidores pra 6 horas diarias. Curioso é que, a mídia local se calou, os vereadores não saíram esbravejando por aí, e o MP, nem se deu ao trabalho de conhecer o conteúdo dos projetos. Ninguém enfrenta os coronéis... Será porque? Antes tudo era ilegal, agora tudo pode? Acorda patos de minas.

    8 1 Responder

  • politico de patos | 7 meses atrás

    nai vil ,nao deve nada, nao recebeu nada, nao fez nada, a mesma resposta dos outros kkkkkkkkkkkkkkkkkk .

    17 0 Responder

  • Odé | 7 meses atrás

    Odé o quê? Brechi ti o quê? Num conheço nem ouvi falar. É di comê ou di passá no cabelo? Todas as doações do meu partido foram honestas ou aprovadas pelo TSE. :pray: :pray: :pray:

    10 0 Responder

  • Uuuuáááááiíííííí! | 7 meses atrás

    Achei que ele era o único político honesto, uai sô. :clap: :clap: :clap:

    9 0 Responder

  • o bao | 7 meses atrás

    olha eu e minha família ,sempre fomos eleitor da família El..mi,ro Alves do Nascimento ,mais depois que vi ele defendendo a reforma da previdência ,vejo que não existe político honesto ,todos querem um pedaço da corrupção :rage: :rage: quem e contra o povo não pode ficar no poder e que venha 2018 para tirarmos esses podres do poder :rage: :rage:

    12 4 Responder

    Piti - 7 meses atrás

    Não vão tirar coisa nenhuma, quer valer?? o povo gosta de votar em quem tem um marketing forte, são incapazes de distinguir o que é marketing por traz do político, veja que esses aí são os mesmos ha anos, de sarnei a paulo Maluf que inclusive foi preso por desvio da Obra de construção do tunel Airton Senna em são paulo , não pode sair do Brasil que a Interpol o prende e esta ai gozando das benesses de deputado federal...

    6 0

carregar mais comentários