349669 2216 Ok
Banner Unipam 2017 - Institucional
Publicado em 08/11/2017 por Maurício Rocha
Compartilhe:

Construção de ponte sobre o Rio Paranaíba no bairro Cidade Nova é reprovada pelo Codema

Reunidos na manhã desta quarta-feira (08) no plenário da Câmara Municipal, os membros do órgão avaliaram que a instalação de uma passagem no local pode trazer risco para toda a população.

O cursor mostra o local exato onde está projetado a construção da ponte.

O Projeto de construção de uma ponte sobre o Rio Paranaíba nos fundos do Bairro Cidade Nova em Patos de Minas foi reprovado pelo Conselho Municipal de Defesa do Meio Ambiente – CODEMA. Reunidos na manhã desta quarta-feira (08) no plenário da Câmara Municipal, os membros do órgão avaliaram que a instalação de uma passagem no local pode trazer risco para toda a população.

O Projeto para a construção da ponte sobre o Rio Paranaíba nos fundos da antiga Rheen Metalúrgica, próximo à Mais Alimentos, está em fase adiantada. As obras seriam custeadas por empresários do município.  Uma alternativa para a ponte nos fundos do bairro Nossa Senhora Aparecida que já não comporta mais o tráfego de veículos pesados.

O Projeto, no entanto, recebeu parecer contrário do Conselho Municipal de Defesa do Meio Ambiente. Na reunião desta quarta-feira apenas um conselheiro votou a favor da construção no local especificado no projeto. Todos os outros conselheiros foram contrários à proposta. A preocupação do órgão é que a ponte ficaria acima e a apenas 300 metros da captação de água da Copasa e poderia comprometer o abastecimento da população.

O presidente do Codema, César Caixeta, explicou que a preocupação dos conselheiros é com a qualidade da água que abastece a cidade. “O Codema analisa que o risco (com a construção da ponte) é eminente e que a vulnerabilidade da água será constante... o risco é, por exemplo, se um caminhão passar lá com produtos químicos e ter um acidente e todo o efluente ser jogado nas águas do Rio Paranaíba”, explicou César.

Segundo o presidente do Codema, a cidade não tem plano B de abastecimento de água a não ser o Rio Paranaíba, o que poderia comprometer todo o abastecimento de água da população.  Em consulta feita pelo prefeito José Eustáquio Rodrigues Alves, a Copasa já havia se mostrado contrária a construção da ponte no local estabelecido no projeto.

O Conselho Municipal de Defesa do Meio Ambiente entende que existem outras alternativas para a construção de uma nova ponte sobre o Rio Paranaíba que não ponha em risco o abastecimento de água da população. Em qualquer ponto do Rio Paranaíba, desde que seja abaixo da captação da água que abastece a cidade, a construção de uma ponte não teria problemas em ser aprovado.

Imagens atualizado em 08/11/2017 • 21 fotos

Clínica Impar - Início: 21-08-17
Autor: Maurício Rocha Postado em 08/11/2017
Compartilhe:

81 comentários

Recentes Populares
Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Portal Patos Hoje. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Portal Patos Hoje poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!

Os comentários que receberem 20 votos negativos a mais que os positivos serão retirados do Portal.

  • João | 1 semana, 4 dias atrás

    O pessoal do CODEMA não faz milagres, eles pensam no bem de todos e analisam aquilo que prejudica menos. Se gostam de dar opinião, as reuniões ordinárias são públicas, compareça e digam como seria melhor :v:

    2 1 Responder

  • MARCOS | 1 semana, 5 dias atrás

    OLHA O ABSURDO, EMPRESARIO IRIA BANCAR TODA A CONSTRUÇÃO, MAS AQUI É PATOS DE MINAS, UMA CIDADE QUE NÃO RESOLVE NADA, TUDO TEM POLITICA NO MEIO, SEMPRE TEM ALGUÉM PRA BENEFICIAR DE ALGUMA FORMA, OLHA BEM A DESCULPA QUE DERAM, QUE PODERIA AFETAR O ABASTECIMENTO DA CIDADE, CASO CAIA ALGO NO RIO, E QUE A PONTE TERIA QUE SER MAIS EM BAIXO. AGORA EU PERGUNTO E SE NA RODOVIA 365 ONDE O FLUXO DE VEICULO E INTENSO, SE ACONTECER ALGUM ACIDENTE LÁ, SERÁ QUE NÃO PREJUDICA NOSSO ABASTECIMENTO!!!!!!! OOOOO SEU PREFEITO, LARGA DE SER BESTA.

    4 7 Responder

  • PEDRO | 1 semana, 5 dias atrás

    Certo. Entendo a preocupação do Codema, apesar de deixar muitas coisas para traz. A pergunta é o seguinte: Se um caminhão de produtos químicos ou alguém jogar um galão de oleo na ponte situada na BR 365 o que acontece? Já que não temos plano "B" para o abastecimento de água.

    10 0 Responder

    Maria - 1 semana, 5 dias atrás

    Quando li a matéria pensei exatamente a mesma coisa.

    3 2

  • Nadador do Paranaíba | 1 semana, 5 dias atrás

    Ainda bem que não vão construir essa ponte. Ia atrapalhar meus treinos de nado com obstáculos. Desviando dos sacos de lixo boiando na correnteza.

    10 1 Responder

  • Frank | 1 semana, 5 dias atrás

    Uai então tem que proibir os caminhões passar lá do Rio paranaiba da br 365

    8 3 Responder

  • LCG | 1 semana, 5 dias atrás

    LUXUOSAMENTE APLAUDO O CODEMA, SE A 100 ANOS ATRÁS TIVESSE PENSADO ASSIM, O MUNDO HOJE SERIA BEM MELHOR. EXPLÊNDIDO, MAGNIFICO.... LUXO, ADOROOOO, FICO LOUQUINHO. Adoro.

    3 7 Responder

  • Quermes Sergio | 1 semana, 5 dias atrás

    Nada vai pra frente aqui nos patos de minas é brincadeira

    6 8 Responder

  • Indignado | 1 semana, 6 dias atrás

    O Codema deveria primeiramente, preocupar com a revitalização do Rio, e não atrapalhar o desenvolvimento da cidade. Ninguém vê uma atitude deles a respeito, vão trabalhar para revitalizar o rio, o risco que citaram já existe a mais de 40 anos na ponte da BR365. Querem apenas Ibope, aparecer na mídia.

    10 6 Responder

    patense07 - 1 semana, 5 dias atrás

    vc só pode ser de outra cidade, pq será q vc n ta vendo que há risco de contaminação jumento?

    5 14

  • Tição | 1 semana, 6 dias atrás

    Esse povo está atrás é de mídia! São iguais urubu na carniça. Correm atrás de ibope o tempo todo. Como não tem atributos pessoais pra mostrarem, ficam jogando areia no doce dos outros.

    5 4 Responder

  • Duque | 1 semana, 6 dias atrás

    Ai eu dou valor nesse Codema. Não se curvou a pressão dos poderosos que querem ganhar milhões sem pensar na população. Se querem fazer a ponte, gaste um pouco mais e faça abaixo da captação que já está lá. Não sei pra quê tanto mimimi...

    5 7 Responder

    Gerardim do Beco - 1 semana, 5 dias atrás

    Você valoriza o CODEMA que faz vista grossa aos desmandos da COPASA? Ela mais vetou isso aí pelo conflito de interesses entre a COPASA e os empresários que pleiteam a construção da ponte. Eu acho que essa ponte não deveria mesmo ser construída, por questões distintas às levantadas pelo CODEMA. A população tem que se distanciar do Rio Paranaiba. Quanto mais a população se aproxima do leito do rio, maior a degradação do respectivo curso d'água. A COPASA não carece nem ter advogados! Ela tem prefeito, vereadores, secretários, procuradores municipais, sem mencionar a inércia do MP, todos defendendo seu interesse, de forma ultrajante! FORA, COPASA! ACORDA, CODEMA! Defendam o município e seus munícipes das espúrias atitudes da COPASA!

    11 4

carregar mais comentários