Publicado em 06/11/2018
Compartilhe:

Comissão da OEA visita o Brasil para analisar respeito aos direitos humanos

A Comissão Interamericana de Direitos Humanos está no Brasil para analisar se o país tem respeitado os direitos humanos.

A comissão da OEA, Organização dos Estados Americanos, informou que vai priorizar a análise da situação de grupos historicamente excluídos, como negros e quilombolas, povos indígenas, trabalhadores rurais, população em situação de pobreza, migrantes, presos e defensores de direitos humanos.

–––––––––––––––––––––––––––––––– CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ––––––––––––––––––––––––––––––––

O grupo promete analisar também a situação da segurança pública, urbana e rural, além da institucionalidade democrática no Brasil.

Até o dia 12, a comissão vai visitar Brasília e mais 8 estados. Os representantes internacionais vão até o município de Mariana, em Minas Gerais, analisar os impactos do rompimento da Barragem do Fundão, que completa 3 anos este mês.

Eles também visitarão os municípios de Altamira e Santarém, no Pará, onde será estudada a situação de camponeses, indígenas e quilombolas. No Rio de Janeiro, os observadores da OEA vão analisar o respeito à memória, verdade e justiça dos períodos da ditadura militar.

A visita estava agendada desde janeiro deste ano, a convite do governo brasileiro. A comissão abrirá, durante a viagem ao país, escritórios em Brasília e no Rio de Janeiro para receber denúncias de violação de direitos humanos.

Fonte: Agência Brasil

Postado em 06/11/2018
Compartilhe:

0 comentários

Recentes Populares
Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Portal Patos Hoje. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Portal Patos Hoje poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!

Os comentários que receberem 20 votos negativos a mais que os positivos serão retirados do Portal.