Combate à violência contra mulher vai ganhar em alguns meses aplicativo em Patos de Minas

A Prefeitura diz que a tecnologia deve começar a funcionar em poucos meses

publicado em 05/03/2020, por Farley Rocha


O aplicativo enviará a geolocalização da denunciante para a Polícia Militar

O combate à violência contra a mulher em Patos de Minas ganhará importante reforço: o aplicativo para celular Salve Maria. A ferramenta facilita as denúncias por meio de um ambiente seguro e de atendimento rápido, uma vez que a própria vítima pode apertar o Botão do Pânico e automaticamente acionar a Polícia Militar (PM), enviando ao mesmo tempo a sua geolocalização.

–––––––––––––––––––––––––––––––– CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ––––––––––––––––––––––––––––––––
Rota Pop

De acordo com informações da Assessoria de Comunicação da Prefeitura Municipal de Patos de Minas, o aplicativo oferece também o Botão Denúncia, por meio do qual terceiros podem acionar a PM diante de situações de violência, emitindo um alerta com a localização geográfica para que policiais verifiquem a ocorrência. Os chamados enviados por meio do Salve Maria são vinculados à mesma central dos registros via 190, sendo de exclusiva gerência da PM o controle das denúncias e a prioridade dos atendimentos.

A implantação do aplicativo em Patos de Minas será possível graças à parceria com a administração de Uberlândia, por meio da Secretaria Municipal de Governo desse município. A pasta fornecerá a ferramenta gratuitamente e dará assessoria para sanar quaisquer dúvidas que possam surgir quanto ao Salve Maria. O processo para disponibilizar essa tecnologia no município está em fase de elaboração de contrato, devendo entrar em operação em poucos meses.

A iniciativa de disponibilizar o aplicativo Salve Maria à população envolve esforços da prefeitura, por meio do Centro de Referência da Mulher, da Polícia Militar, da 45ª Subseção da Ordem de Advogados do Brasil - OAB Patos de Minas - e do vereador Braz Paulo de Oliveira Júnior. Cada um dos envolvidos enviou representantes a Uberlândia para conhecer em detalhes como a ferramenta contribui para evitar a morte de mulheres por feminicídio e agressões diversas.

O Salve Maria foi desenvolvido pelo Governo do Piauí, por meio de parceria entre a Agência de Tecnologia da Informação (ATI) e a Secretaria de Segurança Pública do Piauí (SSP-PI). O aplicativo para celular expandiu-se para outros estados do país, como Maranhão, Santa Catarina e Minas Gerais, sendo Uberlândia a cidade pioneira na implantação entre os municípios mineiros.

De acordo com informações divulgadas pela Globo nesta quinta-feira (03), o Brasil teve um aumento de 7,3% nos casos de feminicídio em 2019 em comparação com 2018, levantamento feito com base nos dados oficiais dos 26 estados e do Distrito Federal. São 1.314 mulheres mortas pelo fato de serem mulheres – uma a cada 7 horas, em média.

Fonte: Ascom Prefeitura Municipal de Patos de Minas 

Autor: Farley Rocha Postado em 05/03/2020
Compartilhe:

6 comentários

Recentes Populares
Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Portal Patos Hoje. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Portal Patos Hoje poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!

Os comentários que receberem 20 votos negativos a mais que os positivos serão retirados do Portal.

  • Wps | 1 mês atrás

    E isso # respeita as mina caray

    1 1 Responder

  • Galo não tem bi | 1 mês atrás

    Aplicativo do cruzeiro . Salve marias

    1 1 Responder

  • Filipi | 1 mês atrás

    Cara toma umas cachaças, vai visitar as primas no Paulistano, chega em casa e depara com aquele tribufu falando na cabeça sem parar e vai ser o aplicativo que vai mudar o rumo das coisas?

    6 12 Responder

  • Vítima de mulher | 1 mês atrás

    E lei para os homens que apanham, tem não?

    18 12 Responder

  • Na Real | 1 mês atrás

    Até inicio da década de 1990, tinha um humorista Brasileiro que tinha um "Bordão" que era assim: Depois que o tá ruim chegou, nunca mais melhorou! Assim é a "Lei Maria da Penha", depois que ela foi promulgada, parece que da status para os criminosos quando se pratica os crimes contra as mulheres! Quantos crimes bárbaros hoje são praticado contra elas e quando você pensa que já viu de tudo, surge um crime inédito! Acho que este "Aplicativo", vai ser mais um engodo, como é a tal medida protetiva, que não protege ninguém! Que tal passar aplicar á lei da seguinte formula: o crime de feminicídio, passará a ser julgamento sumário, trinta anos de cadeia, sem direito a progressão, sem saidinha, sem direito a visita intima, e ainda com a possibilidade da "Castração Química", quando este crime for seguido por estupro! Aí eu quero ver os verdadeiros valentões?! Acho que estes criminosos que praticam feminicídio, na realidade são homossexuais que não conseguiram encarar as suas realidades, e quando são presos, eles sabem que lá nos presídios, eles serão abusados sexualmente!

    12 9 Responder

    Pense um pouco - 1 mês atrás

    Concordo com essa solução, mas já parou para pensar a quantidade de casos que iriam ocorrer só com a mulher se auto mutilando para acabar com a vida do cara?

    4 6