Com cartazes e faixas, manifestantes pedem justiça para dentista em coma há 10 dias

Os manifestantes usaram cartazes e faixas para cobrar por justiça.

publicado em 15/03/2019, por Farley Rocha

Familiares e amigos foram para a principal rua de Patos de Minas no final da tarde desta sexta-feira (15) para pedir justiça para a dentista Roberta Pacheco, de 22 anos. Ela está há 10 dias em coma no CTI do Hospital Regional. Os manifestantes usaram cartazes e faixas para cobrar por justiça.

–––––––––––––––––––––––––––––––– CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ––––––––––––––––––––––––––––––––
Vestt branca - especial noticias

Com os cartazes em mãos, eles foram para o semáforo em frente ao Hospital Regional e cobraram: “A família de Roberta clama por justiça”; “Feminicídio Basta”; “Força Roberta, estamos juntos”, “Força Roberta, estamos em oração”; “Queremos justiça urgente”; “A justiça divina não falha”; “Não se esconda, não se cale, não se omita”.

Em um horário de grande movimento, motoristas que pararam no sinal vermelho apoiaram a manifestação. Alguns aplaudiram e buzinaram. A situação de Roberta continua muito grave. Os rins não estão funcionando e, segundo os familiares, está sendo necessário fazer hemodiálise e transfusão de sangue. Desolada, Elisa Seixas, mãe de Roberta, pediu a Deus para ter uma notícia de melhora.

Alguns familiares mostraram indignação com o caso. Silvana Faria, tia de Roberta, cobrou de forma dura o médico Daniel Tolentino. Ela destacou o quanto a sobrinha é meiga, amada e doce. Mostrando muita revolta, ela usou palavras duras para qualificar o ex-namorado da sobrinha e chegou a pedir sua prisão.

O tio, Adenilson Rubim, agradeceu a todos os amigos que compareceram ao manifesto. Ele destacou a quantidade de casos de violência contra mulher no Brasil e pediu para que as pessoas não se calem. Ele disse que a família tem convicção que ela foi agredida e criticou também o fato de ele não dar satisfação para a família.

Histórico do caso

Tudo aconteceu na madrugada do dia 5 de março. Roberta foi socorrida em estado grave até o Hospital Regional. Daniel Tolentino relatou que ela sofreu convulsões durante o ato sexual e teve que arrastá-la pelo corredor do hotel onde estava o casal. Já no Hospital Regional, familiares perceberam hematomas no corpo dela e acionaram a Polícia Militar.

O inquérito policial foi instaurado pelo Delegado de Homicídios Érico Rodovalho e tudo está sendo investigado para descobrir o que realmente aconteceu naquela madrugada. Mensagens no celular de uma amiga comprovaram que ela clamou por ajuda. O celular de Roberta não foi encontrado. Os laudos toxicológicos e periciais foram realizados e serão avaliados pela autoridade policial que tomará as demais providências junto ao Ministério Público.

O Patos Hoje entrou em contato com o médico Daniel Tolentino Sousa nessa quarta-feira (14), mas não recebeu um posicionamento.

Imagens atualizado em 15/03/2019 • 16 fotos

Autor: Farley Rocha Postado em 15/03/2019
Compartilhe:

109 comentários

Recentes Populares
Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Portal Patos Hoje. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Portal Patos Hoje poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!

Os comentários que receberem 20 votos negativos a mais que os positivos serão retirados do Portal.

  • Manu | 2 dias, 19 horas atrás

    Se fosse filha minha eu...

    1 0 Responder

  • sergio | 3 dias atrás

    Não acuso ninguém,mais esse mato tem coelho,como explicar,uma mulher algemada,jogada no corredor de um hotel,nas condições que foi divulgado,e ainda com pedido de socorro para as amigas,alguém tem muita coisa pra explicar,esse caso ta complicado,a inocência desse cara ta difícil de ser provada,espero que se esclareça os fatos e se houver um culpado,que ele pague pelo ato!

    6 0 Responder

  • Joana | 3 dias, 5 horas atrás

    Infelizmente acabou de falecer

    2 1 Responder

  • Joana | 3 dias, 6 horas atrás

    Morreu ????

    1 2 Responder

    Joana - 3 dias, 5 horas atrás

    Digo Morreu! Faleceu agora a pouco

    0 0

    Triste - 3 dias, 5 horas atrás

    Infelizmente faleceu hoje

    0 0

  • Aline | 3 dias, 6 horas atrás

    O medico esta tao triste com a situacao que estava fazendo uma festinha na casa dele ontem...

    4 4 Responder

  • Joao de Barrro | 3 dias, 7 horas atrás

    Esse medico sem pedigree tem que ser preso e perder seu CRM. Homem ... em todos os sentidos.

    8 4 Responder

  • Bras | 4 dias atrás

    Quero responder a Luiza! Você disse que estou acusando sem provas, que Tolentino não roubou o celular da moça ao mesmo tempo, você acusou o pessoal do hotel, você tem provas? Aqui você no mínimo é da turma do bombadinho aí, para estar defendendo este drogado só pode né. A moça estA em estado gravíssimo e ouve pedido de socorro antes de chamar o SAMU e tem mais ela foi encontrada no chão do corredor do hotel com algemas nos braços, porque ele não deixou ela na cama? ... Quer saber um pouco mais? Se quiser apareça, eu te falo....!!!

    41 7 Responder

  • Alguém | 4 dias atrás

    Sem defender e julgar nenhum dos lados. Antes de qualquer prova, é muito triste e errado acusar alguém. Essa exposição neste caso que ainda nem foi apurado... Aqui em Patos, as pessoas têm o prazer de poder difamar/sujar/denegrir o nome das pessoas sem saber se aquilo que estão falando é verdade ou não. Acho que as mães/pais/familiares devem observar seus filhos, pois não têm noção do que eles fazem em sua ausência.

    24 31 Responder

  • Justiça | 4 dias, 2 horas atrás

    Se eu fosse um dos membros da justiça patense, eu pedia ... a moca foi espancada até entrar em coma, e eles não conseguem ,(Já faz semana)uma ordem de prisão preventiva pra esse doutoreco. Será que a justiça só é válida pra pobre ?

    41 7 Responder

  • Revenge | 4 dias, 3 horas atrás

    Que a família da Roberta tenha forças para buscar a justiça nesse caso, mas se não conseguirem, considerem a vinganca como alternativa. O que não pode é deixar esse sujeito impune é livre PR prejudicar outras pessoas.

    40 5 Responder

carregar mais comentários