Com capacidade esgotada, Hospital Regional busca alternativas para abrir mais leitos de UTI

A direção busca alternativas para ampliar a capacidade de atendimento.

publicado em 24/06/2020, por Maurício Rocha


Hospital Regional de Patos de Minas.

A preocupante velocidade em que o número de casos de Covid-19 vem aumentando em Patos de Minas e na região tem feito com que as autoridades de saúde busquem alternativas de atendimento para os pacientes que não param de chegar. O Hospital Regional, que ainda é a única referência para toda a região, voltou a ter todos os leitos de UTI ocupados nesta manhã de quarta-feira (24). A direção busca alternativas para ampliar a capacidade de atendimento.

Em documento encaminhado às autoridades de saúde do Estado e do Município, a direção do Hospital Regional Antônio Dias solicita o remanejamento do serviço de Maternidade ou do serviço de Trauma para outra unidade hospitalar, para que tenha condições de abrir espaço para a instalação de novos leitos.  A intenção é criar mais 10 leitos de UTI adulto e 10 leitos de enfermaria exclusivos para pacientes com Covid-19.

–––––––––––––––––––––––––––––––– CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ––––––––––––––––––––––––––––––––
Orthodontic - Especial Notícias

Atualmente, Patos de Minas tem 10 leitos de UTI e 9 leitos de enfermaria no Hospital Regional para atender toda a região. Esses leitos já estão totalmente ocupados. Na UPA, a Prefeitura abriu 10 vagas para pacientes com coronavírus, sendo dois com respiradores para estabilização das pessoas com Covid-19 até a abertura de vagas em hospital. Segundo a Prefeitura, o Centro de Atendimento atendeu mais de 100 pacientes em apenas 48 horas.

A informação é de que já existe paciente esperando vaga no Hospital Regional para transferência. Como os leitos de UTI disponibilizados no Hospital São Lucas ainda aguardam autorização do Ministério da Saúde, existe a preocupação de que o serviço de saúde entre em colapso em pouco tempo. “Uma vez que poderá ocorrer, em breve, conforme informações amplamente divulgadas, colapso no sistema de atendimento aos pacientes graves infectados pelo novo coronavírus” diz a nota. 

A nota não deixa claro se o Hospital Regional já conseguiu os respiradores e monitores para instalar os novos leitos. Como demonstra a preocupação apenas com o espaço físico, o que da a entender é que o hospital já conseguiu os equipamentos necessários para montar os 10 novos leitos de UTI e 10 leitos de enfermaria para a Covid-19.

Autor: Maurício Rocha Postado em 24/06/2020
Compartilhe:

37 comentários

Recentes Populares
Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Portal Patos Hoje. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Portal Patos Hoje poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!

Os comentários que receberem 20 votos negativos a mais que os positivos serão retirados do Portal.

  • o carimbador maluco | 1 semana, 5 dias atrás

    Como que tudo público é burocratico... O São Lucas já tinha que estar funcionando esses leitos para atendimeno aos pacientes COVID19 desde que começou a crise. O HRAD não tem pra onde aumentar. Por que os vereadores, deputados, politicos aqui de Patos e região não se mobilizam e abrem um anexo para o HRAD atender somente esses casos de covid19. Olha o tanto de espaço que temos disponível, os campos da URT e Mamoré, Ginásios, o antigo mini hospital na marabá. Acho que o serviço público tinha que ser mais prático e menos burocratico para que as coisas andassem.

    2 0 Responder

  • Professora | 1 semana, 6 dias atrás

    Infelizmente se continuar assim, os hospitais vão ter que escolher quem vive e quem morre. Essa é a triste realidade vivenciado em outros países.????

    4 0 Responder

  • Wellington | 1 semana, 6 dias atrás

    Lá só tem 10 leitos de UTI pra atender todo o município de patos .Ai enche mesmo

    0 3 Responder

    Cidadã - 1 semana, 6 dias atrás

    Não é só pra Patos, é pra toda a região, são mais de 700 mil pessoas.

    3 0

  • Eleitor | 1 semana, 6 dias atrás

    Cadê o DR HELY, AMIGO DO POVO? Porque não ajuda e não se manifesta em nada? Uma vergonha a cidade ser pólo para receber pacientes e só agora vem o alerta!

    7 1 Responder

  • Só pra refletir | 1 semana, 6 dias atrás

    Só tem duas coisas essencial que não pode deixar de funcionar, os cabarés é a venda de bebidas alcoólica, é ante estrs relaxante, bom pra mente, e ajuda a esquecer esse tal de (CORONGA VÍRUS) ...

    2 4 Responder

  • Bahia | 1 semana, 6 dias atrás

    Lockdown com toque de recolher e lei seca????????????????

    3 0 Responder

  • Só deve piorar.. | 1 semana, 6 dias atrás

    Pelo decreto e a onda , não vai surtir muito efeito não. Falo disso pq moro de frente a uma obra de uma construtora. E pelo decreto e pelo que sei vão continuar as obras e as lojas do ramo de construção civil. Deveriam ter mais cuidado,sei que temos que trabalhar , mas vejo eles todos sem máscara muitos perto um do outro, um entra e sai de carro de mercadorias, tomam café quase todos ao mesmo tempo e todos perto. Muito perigoso , esses que vão ficar aberto se não respeitar não vai adiantar, fecha uns e outros aberto. Mais casos ,mais gente doente e menos leitos.

    4 0 Responder

  • Darlon Freitas | 1 semana, 6 dias atrás

    Um absurdo um hospital que atende todo município, esperar completar os leitos para começar a agir. E o dinheiro do governo tá indo pra onde ? Se fosse dinheiro bem utilizado patos não estaria nessa calamidade.

    12 11 Responder

    Forasteiro - 1 semana, 6 dias atrás

    Governo de Michel temer fizeram o teto do gasto pra saúde está aí também o resultado...Congelou o dinheiro da saúde por 20 anos sem correção aí imaginar o que ruim só vai ficar pior...Governo neoliberal quanto mais ruim atendimento melhor pra incentivar privatizar ...Aí eles colher nosso imposto e nós somos obrigados além de pagar imposto pagar atendimento...Resumindo roubo..

    3 0

  • Natalia | 1 semana, 6 dias atrás

    90 dias de quarentena e ainda não conseguiram adaptar à realidade dessa doença?Não consigo entender!

    16 9 Responder

    Do vale - 1 semana, 6 dias atrás

    vai la e pega a gerencia do hospital...e resolve o poblema..............

    10 3

  • Verdade, verdadeira | 1 semana, 6 dias atrás

    Alguém ainda acha que nossos representantes estão preocupados com a nossa saúde, se tivessem já teriam úteis , leitos, Respiradores a disposição da população, a verdade é essa estamos todos fundidos, salve quem puder .

    12 0 Responder

carregar mais comentários