349669 2216 Ok
Publicado em 18/01/2017
Compartilhe:

Com 7 mortes no estado, pessoas que vão viajar devem se vacinar contra febre amarela

SMS orienta população para procurar postos apenas em casos de viagem e com antecedência superior a 10 dias

Quem for viajar para os municípios com surto da doença deve se vacinar.

O Ministério da Saúde atualizou o número de casos suspeitos de Febre Amarela silvestre no estado divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde de Minas Gerais (SES/MG), na terça-feira (17). Até ontem, existem 37 casos prováveis da doença, sendo 22 óbitos prováveis e sete já confirmados. No total, são 184 casos suspeitos notificados e 47 mortes suspeitas da doença em 29 municípios. A maioria se concentra na região norte do estado.

Essas notícias têm gerado preocupação na população patense, que tem procurado os postos, muitas vezes sem a necessidade da vacina. A secretaria de Saúde orienta que não existe surto na região e que Patos de Minas está longe das regiões atingidas. “Apenas as pessoas que irão viajar para as áreas com o surto devem ser vacinadas ou aquelas que nunca receberam as duas doses.” – esclareceu Lílian Alves, servidora da diretoria de Vigilância Epidemiológica da Secretaria Municipal de Saúde (SMS).

Os postos de saúde de Patos de Minas trabalham com a quantidade de rotina enviada pela Secretaria de Estado da Saúde. Não houve ainda reforços nos estoques, já que o município segue o calendário de vacinação que prevê a imunização de crianças com 9 meses (1ª dose) e 5 anos (2ª dose). “Quem já tomou duas doses da vacina contra Febre Amarela, não precisa vacinar novamente.” – ressaltou Lílian.

Os municípios com ocorrência de casos suspeitos de febre amarela (Ladainha, Malacacheta, Frei Gaspar, Caratinga, Piedade de Caratinga, Imbé de Minas, Entre Folhas, Ubaporanga, Ipanema, Inhapim, São Domingos das Dores, São Sebastião do Maranhão, Itambacuri, Poté, Setubinha, Água Boa, São Pedro do Suaçuí, Simonésia, Teófilo Otoni, Ipatinga, Alpercata, Itanhomi, Santa Rita do Itueto, Alvarenga, Conceição de Ipanema, Manhuaçu, Mutum, Santana do Manhuaçu e Novo Cruzeiro) já fazem parte da área de recomendação para vacinação, assim como todo o estado de Minas Gerais.

A vacinação imediata contra febre amarela deve ser, preferencialmente, a pessoas que vivem em áreas rurais dos municípios com casos suspeitos e a pessoas que nunca se imunizaram contra a doença.

Vacinação

A Organização Mundial da Saúde considera que apenas uma dose da vacina já é suficiente para a proteção por toda a vida. No entanto, como medida adicional de proteção, o Ministério da Saúde definiu a manutenção do esquema de duas doses da vacina Febre Amarela no Calendário Nacional, sendo uma dose aos noves meses de idade e um reforço aos quatro anos.

A recomendação de vacinação para o restante do país continua a mesma: toda pessoa que reside em Áreas com Recomendação da Vacina contra febre amarela e pessoas que vão viajar para regiões silvestres, rurais ou de mata dentro dessas áreas, deve se imunizar. Os estados do Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco, Alagoas, Sergipe, Espírito Santo e Rio de Janeiro estão fora da área de recomendação para a vacina.

É importante informar que a vacina contra a febre amarela é ofertada no Calendário Nacional do Sistema Único de Saúde (SUS) e é enviada, mensalmente, para todo o país. Em 2016, o total distribuído foi de mais de 16 milhões de doses. A vacina é altamente eficaz e segura para o uso, a partir dos nove meses de idade, em residentes e viajantes a áreas endêmicas ou, a partir de seis meses de idade, em situações de surto da doença.

Fonte: Ascom Prefeitura Municipal de Patos de Minas

Clínica Impar - Início: 21-08-17
Postado em 18/01/2017
Compartilhe:

0 comentários

Recentes Populares
Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Portal Patos Hoje. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Portal Patos Hoje poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!

Os comentários que receberem 20 votos negativos a mais que os positivos serão retirados do Portal.

  • Justiceiro | 9 meses, 4 semanas atrás

    “Apenas as pessoas que irão viajar para as áreas com o surto devem ser vacinadas ou aquelas que nunca receberam as duas doses.” – esclareceu Lílian Alves, servidora da diretoria de Vigilância Epidemiológica da Secretaria Municipal de Saúde (SMS). OS POSTO DE SAÚDE ESTÃO LOTADOS E NÃO ESTÃO DANDO PRIORIDADE ALGUMA PARA PESSOAS QUE VÃO VIAJAR, EU AINDA LEVEI O CONTRATO DA MINHA VIAGEM E A SERVIDORA PUBLICA MANDOU EU AGUARDAR NA FILÁ. AGUARDEI POR MAIS DE 3 HORAS DE PRAZO.

    0 0 Responder