349669 2216 Ok
Publicado em 18/08/2017 por Farley Rocha
Compartilhe:

Briga entre alunas perto de escola estadual deixa pais horrorizados pela violência das estudantes

Pais lamentaram o episódio e condenaram o comportamento. A diretora da escola também condenou a violência.

Uma briga envolvendo alunas de uma escola estadual no Bairro Vila Garcia deixou pais horrorizados. A violência das garotas se agredindo foi gravada por outros alunos e acabou nas redes sociais. Pais lamentaram o episódio e condenaram o comportamento. A diretora da escola também condenou a violência.

A briga aconteceu após a aula, por volta das 11h30 desta sexta-feira (18). O vídeo enviado para o Patos Hoje mostra várias estudantes se agredindo com muita violência. Elas trocam tapas, chutes, socos e puxões de cabelo. Uma garota chegou a ser arrastada no asfalto pelos cabelos.

Uma senhora tentou separar a briga que só terminou após muita violência. Em volta das agressoras, é possível ver diversos estudantes incentivando o episódio lamentável. O vídeo foi registrado por um estudante. Ele foi enviado para as redes sociais e compartilhado diversas vezes.

Ao verem as cenas, pais condenaram a atitude. “Escola é pra estudar, não ringue. As minhas [filhas] estão avisadas”, disse uma mãe. Outra falou espantada: “Misericórdia, que horror”. Uma terceira comentou dizendo que leva e busca a filha na escola e destacou os riscos em que se envolvem os adolescentes de hoje.

E estas cenas têm se tornado frequente. Com a evolução dos celulares, muitos estudantes acabam incentivando as brigas para poderem registrar e compartilhar nas redes sociais. O Patos Hoje recebeu há alguns dias outro vídeo de uma agressão sofrida por uma estudante em frente a uma escola no Centro da cidade.

Fabiana Alves de Lima, diretora da escola onde as adolescentes estudam, lamentou o episódio e disse que não aceita este tipo de atitude. Ela aproveitou para destacar que o fato aconteceu a uma esquina da escola e que este tipo de ação foge ao controle dos profissionais. “Nós fazemos monitoramento na porta da escola, no entanto a briga foi mais longe”, disse.

Ela também ressaltou que no interior da escola não houve registro de nenhum caso de violência física este ano. A direção está estudando o fato para tomar as medidas cabíveis. A Polícia Militar não chegou a registrar a ocorrência.

Clínica Impar - Início: 21-08-17
Autor: Farley Rocha Postado em 18/08/2017
Compartilhe:

157 comentários

Recentes Populares
Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Portal Patos Hoje. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Portal Patos Hoje poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!

Os comentários que receberem 20 votos negativos a mais que os positivos serão retirados do Portal.

  • Professora | 1 mês atrás

    Parabéns a equipe da escola em especial a Sirlene,que realiza um trabalho exelente,e preciso punir mesmo qualquer tipo de violência.

    0 3 Responder

  • kkkk | 1 mês atrás

    grande guiomar de melo

    1 0 Responder

  • ???? | 1 mês atrás

    Pera lá pra quem bateu nela

    1 0 Responder

  • ???? | 1 mês atrás

    Sistema aqui. E brabo pra quem bateu na minha irmã

    1 0 Responder

  • Bruno mota | 1 mês atrás

    Vou resolver com todos que bateram na minha irmã

    1 1 Responder

  • Gesiane Fernandes | 1 mês atrás

    Vivi Oliveira na minha época a briga era pra ver quem chegava na cantina mais rápido kkkkkkkkkk

    6 2 Responder

  • Douglas Pereira | 1 mês atrás

    Vinicius Fernandes vê aí

    2 0 Responder

  • Letícia Gonçalves | 1 mês atrás

    Hector Silverio aii o oq eu te Fl

    1 0 Responder

  • Dalai Lama | 1 mês atrás

    Futuras periguetes ensaiando para o futuro. Fêmeas em luta corporal por um macho alfa! Que nível baixo desse povo. Tem razão de escola pública não prestar. Muitos que ali vão são desse nível e atrapalham os bons e interessados.

    16 15 Responder

    Isabela - 1 mês atrás

    Nível baixo sim é muito pois meninas tem que se dar o respeito sem necessidade brigas por homem. Mas escola não tem culpa de pessoas que não tem senso, escola está para ensinar o português matemática, etc. Educação é pai e mãe não escola, nenhum professor e pago para ensinar bons modos não, é pago para ensinar matérias!!!

    32 1

  • Yuri | 1 mês atrás

    Os pais deixaram a responsabilidade da educação dos filhos, nas mãos dos professores, se preocupam em trabalhar para dar aos filhos o que não tiveram, mas se esquecem do principal educar e acompanhar seus filhos nessa fase de formação do seu caráter. Ta aí o resultado.

    43 1 Responder

    REALISTA - 1 mês atrás

    PARAAAABEEEENS YUUURI, MUITAS VEZES QUANDO ACONTECE ISSO, ALGUNS PAIS AINDA OUSAM COLOCAR A CULPA SOBRE A ESCOLA.

    6 0

carregar mais comentários