Bolsonaro defende indicação de filho para embaixada em Washington

“Se está sendo tão criticada é sinal de que é a pessoa adequada”, afirmou o presidente.

publicado em 15/07/2019,


O presidente Jair Bolsonaro defendeu nesta segunda-feira, em discurso em sessão solene no Congresso, a indicação do filho Eduardo Bolsonaro para a embaixada do Brasil nos Estados Unidas.

–––––––––––––––––––––––––––––––– CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ––––––––––––––––––––––––––––––––
Rota Pop

Ao falar para uma plateia cheia de militares, Bolsonaro afirmou que por vezes precisa tomar decisões que “não agradam a todos”, como a indicação de Eduardo, deputado federal que estava presente à sessão.

“Se está sendo tão criticada é sinal de que é a pessoa adequada”, afirmou o presidente.

Na quinta-feira, Bolsonaro confirmou que considerava o nome do filho para a embaixada e, no dia seguinte, disse que só faltava que Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) aceitasse.

Em entrevista, Eduardo confirmou que aceitaria a indicação e renunciaria ao mandato caso fosse indicado oficialmente.

O presidente conversou com o filho no final de semana, como programado, mas ainda não foi feito nenhum anúncio.

A possível indicação de Eduardo para a embaixada em Washington causou perplexidade no Itamaraty e foi criticada nas redes sociais, inclusive por apoiadores do presidente e de Eduardo.

MINISTRO “TERRIVELMENTE EVANGÉLICO”

No discurso no Congresso, Bolsonaro também citou o ministro da Advocacia-Geral da União (AGU), André Mendonça, como um ministro “terrivelmente evangélico”.

Na semana passada, também em discurso no Congresso, o presidente afirmou que indicará um ministro “terrivelmente evangélico” para uma das duas vagas que serão abertas no Supremo Tribunal Federal (STF) durante seu mandato.

As indicações de ministros do STF são uma atribuição do presidente. Os nomes, no entanto, precisam ser aprovados por uma sabatina no Senado.

Em maio deste ano, em um evento da Igreja Assembleia de Deus, em Goiânia, o presidente já havia defendido a indicação de um ministro evangélico para a corte, ao comentar que o STF estaria legislando ao criminalizar a homofobia.

Fonte: Reuters

Postado em 15/07/2019
Compartilhe:

5 comentários

Recentes Populares
Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Portal Patos Hoje. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Portal Patos Hoje poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!

Os comentários que receberem 20 votos negativos a mais que os positivos serão retirados do Portal.

  • Seu Zé | 1 mês, 1 semana atrás

    Presidente burro. Isto é nepotismo. Vai ser safado. Vem com Papinho de combate a corrupção. Ainda bem que eu já sabia que ia dar nisto. Até passar os quatro anos hein? Tem impeachment não? Porque projeto para crescimento do país ele não vai conseguir sequer apresentar um. Vai apresentar somente aquilo que serve para pagar o financiamento da campanha dele. Tipo igrejas e bancos. Pobre mesmo vai pegar o pouco que tem e enfiar nos bolsos dos Bolsonaros e seus comparsas. Também né. Como combater crime cometendo crime. O povo que o elegeu e não teve sensibilidade para perceber isto, é mais desprovido de inteligência e sabedoria do que ele.

    1 0 Responder

  • flavio | 1 mês, 1 semana atrás

    Agora aguenta. Brasileiro não sabe votar: passou uma eternidade sofrendo na mão do pt e quando teve oportunidade de escolher um presidente bom foi lá e escolheu essa porcaria. Por isso o Brasil não é um país desenvolvido.

    2 0 Responder

  • Riala Mafon | 1 mês, 1 semana atrás

    Eu apenas indago aos eleitores do Bolsonaro se eles votaram nele esperando o que ele está fazendo ? Para o povo trabalhador ele fez foi acabar com a aposentadoria, até agora ele fez atrapalhadas que envergonham o Brasil mundo afora. Sinceramente não creio que ele ainda tem uma popularidade de mais de 20% da população. Os brasileiros não são tão idiotizados como ele pensa que somos, zomba constantemente de nós, os deputados e filhos ficam sorrindo da nossa ingenuidade, mas eles esquecem que o tempo não pára e em pouco mais de 3 anos estaremos renovando o Congresso e jogando o Bolsonaro no "almanaque" da coisas inúteis. A decisão de colocar o próprio filho na embaixada nos EUA é sem dúvidas um tapa na cara do de todos brasileiros e humilhantemente na cara dos diplomatas de carreira. É o cargo mais exigente na formação cultural.

    10 3 Responder

    Debochador - 1 mês, 1 semana atrás

    Segundo os números e índices do PIB Brasil, indicadores sociais do IBGE o Brasil teve o seu melhor tempo na era PT, em 519 anos.

    1 0

    forasteiro - 1 mês, 1 semana atrás

    Tambèm um cara que nunca trabalhou na vida para presidente em antes da eleiçao ele falava que o trabalhador tinha direito demais povo ainda vota poder largar.. Ele fala isto porque nunca trabalhou na vida carteira de trabalho dele e branquinha as pagina ..Este homem nunca fez nada como deputado esta ai de presidente para defender o interesse dos bancos e mais nada..Ja destruiu povo menos favorecido com estas reformas ai acabou previdencia povo so vai contribuir pessoal da iniciativa privada com esta reforma aposentar mais não 40 anos de carteira .. Agora ele esta tentado colocar filho dele de embaixador deveria manda ele para Holanda devido as corres lá se laranja..Ainda aposentou com 33 anos ainda enche a boca para falar que o trabalhador tem privilegio..

    1 0