Banda Pássaro Vivo lança o disco "Sobre Asas e Raízes" nesta sexta no Balaio de Arte e Cultura

A Banda Pássaro Vivo nasceu em 2017 após a dissolução do grupo “O Berço”.

publicado em 14/08/2019, por Maurício Rocha


O Balaio de Arte e Cultura que começa hoje e vai até o próximo domingo (18) em Patos de Minas vai contar com uma apresentação inédita da Banda Pássaro Vivo. O espetáculo de lançamento do primeiro disco da banda aconteceu na noite de sexta-feira (16) no palco instalado na Praça do antigo Fórum.

–––––––––––––––––––––––––––––––– CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ––––––––––––––––––––––––––––––––
Orthodontic - Especial Notícias

A Banda Pássaro Vivo nasceu em 2017 após a dissolução do grupo “O Berço”. Maria Zanuncio (voz e percussão), Alexandre Rosa (guitarra, violão e voz), Marcello Soares (voz e percussão), Lucas de Paula (Voz, Viola e Violão), Ciro Nunes (Bateria, flauta e voz) e Alan Girardeli (baixo) deram origem ao sexteto que valoriza a música popular brasileira e a cultura regional.

Já em 2017, ano de criação, a Banda Pássaro Vivo conquistou o 3º lugar no “Prêmio ‍Música das Minas Gerais”. Em 2018, levou o 2º lugar no “Festival da Música Popular Brasileira”, em Paracatu; o 1º lugar no “Festival de Música da Unipam” e o 2º lugar no “Festival Patos Viola”, ambos em Patos de Minas.

Em 2019, a Banda Pássaro Vivo lançou o primeiro disco “Sobre Asas e Raízes”, que traz canções primorosas, como “Beija Flor” e “Vendaval”.

No show marcado para esta sexta-feira (16) às 21h30, banda tocará todas as músicas do disco, releituras e terá a participação especial do grupo de Moçambique Nossa Senhora do Rosário, fazendo jus as suas raízes mineiras e folclóricas. Com sete faixas, o trabalho apresenta uma sonoridade heterogênea e contemporânea, que transita entre o folk, o rock psicodélico dos anos 60 e 70 e a música brasileira, bebendo da fonte do cerrado mineiro, do sertão nordestino e dos ritmos nortenhos.

Balaio de Arte e Cultura

A nona edição do Balaio de Arte e Cultura será aberta as 18h desta quarta-feira (14).  A programação vai até domingo (18) e inclui diversas atrações, como shows, exposições de arte contemporânea e de gastronomia, apresentações de coral, contação de história e apresentação teatral. O tema do Balaio, neste ano, é "O Brasil dos quintais da arte". As apresentações acontecem nas praças da avenida Getúlio Vargas e são abertas ao público.

Autor: Maurício Rocha Postado em 14/08/2019
Compartilhe:

25 comentários

Recentes Populares
Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Portal Patos Hoje. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Portal Patos Hoje poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!

Os comentários que receberem 20 votos negativos a mais que os positivos serão retirados do Portal.

  • Doido | 1 semana, 2 dias atrás

    Psicodélicos psicóticos psicólogos pisicoativados.

    0 3 Responder

  • Toe de luca | 1 semana, 3 dias atrás

    Bom d + muito sucesso .

    2 8 Responder

  • Diadorim | 1 semana, 3 dias atrás

    Essa galera canta demais!!! Sou fã da música deles. Conheço pessoalmente apenas o Lucas, que é uma pessoa ímpar, cara talentoso e do bem. Sei que vocês não se importam Com esses comentários maldosos, de pessoas que não conhecem nada de música, e sempre arruma um jeito de criticar quem faz arte. Patos muitos artistas bons e todos devem ser valorizados, mas agora é a vez da PÁSSARO VIVO. parabéns!!!

    11 10 Responder

  • Pleonasmo pleonástico. | 1 semana, 3 dias atrás

    Pássaro morto não canta. Os ensaios devem ser bons demais. Tocar aquilo para eles próprios sabendo o quanto estão entrosados, afinados, e de bem com a vida. Mas pra um show na praça acho que não devem fazer com o mesmo entusiasmo tendo que olhar pras caras feias de gente sem educação que não respeita o próximo. Eu não vi eles mandando as novinhas kikarem na benga de ninguém. Esses comentaristas que estão falando mal aí não tem inteligência pra vislumbrar o quão fundo é o poço em que estaremos se não for feito nada com relação a essas pseudo musicas de apelo pornográfico, cunhadas para fazer lavagem cerebral nos nossos jovens. Deixa os pássaros vivos, afinal a gente mal nasce e começa a morrer.

    10 9 Responder

  • Xuxa | 1 semana, 4 dias atrás

    Maravilhosos. Músicas profundas e bem produzidas. Parabéns!

    7 16 Responder

  • Fofo | 1 semana, 4 dias atrás

    Estilo meio romano, meio grego e gaúcho. Estranho. Mas chamam de arte.

    11 6 Responder

  • Canhão | 1 semana, 4 dias atrás

    Então tá bão.

    5 0 Responder

  • Sniper | 1 semana, 4 dias atrás

    E um mais drogado e ruim que o outro, vai ver a carteira de trabalho deles, tá tudo em branco!

    24 20 Responder

    Marcello - 1 semana, 3 dias atrás

    Tá tudo assinada, queridão... Tudo assinada

    7 12

  • Joao | 1 semana, 4 dias atrás

    Os droguinhas achando que fazem arte.

    28 18 Responder

  • Tiozão do Corcel | 1 semana, 4 dias atrás

    Conheço alguns da banda, são gente boa, ótimos músicos, desenvolvem um trabalho musical excelente desde a antiga formação "O Berço", entre uma banda pra outra; a sonoridade não mudou nada praticamente e sim apenas de nome. Ah! E outra coisa o Balaio de artes é cultura e não um comitê político, deixam as indiferenças e opiniões políticas para as suas redes sociais. Subir no palco toda vez e começar com blah blah blah parecendo comício é desnecessário ...já deu.

    25 13 Responder

carregar mais comentários