Após denúncia, PM prende trio e garota que estariam vendendo drogas em São Gotardo

trabalho aconteceu após os policiais receberem uma denúncia apontando inclusive que uma menor estaria servindo como “escudo” para evitar a prisão dos acusados.

publicado em 08/07/2019, por Farley Rocha


Os policiais apreenderam dinheiro, pedras de crack e materiais usados no comércio e preparo da droga.

A Polícia Militar de São Gotardo levou para a delegacia na madrugada desta segunda-feira (08) três homens e uma adolescente por envolvimento com o tráfico de drogas. Os policiais apreenderam dinheiro, pedras de crack e materiais usados no comércio e preparo da droga. O trabalho aconteceu após os policiais receberem uma denúncia apontando inclusive que uma menor estaria servindo como “escudo” para evitar a prisão dos acusados.

De acordo com informações da Polícia Militar, durante a madrugada, a guarnição tomou conhecimento através de denúncia via 190, de que três indivíduos estariam utilizando uma casa localizada na Rua Augusto Alves Pinto, Bairro Serra Negra, para traficar drogas. Eles ainda estariam com quantidade considerável de drogas no local, havendo uma menor de 16 anos que seria o “escudo” para, em caso de uma abordagem policial, assumir a propriedade do material ilícito.

–––––––––––––––––––––––––––––––– CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ––––––––––––––––––––––––––––––––
Medic Imagem

A Polícia Militar montou operação e realizou a abordagem. No momento da chegada policial, foi possível visualizar que um indivíduo não identificado, estabeleceu contato com os moradores e ficou aguardando nas proximidades. Em seguida, Sandrenilson da Costa da Silva, 23 anos, foi a seu encontro, mas, para se librar da prisão, arremessou algo que segurava ao solo no momento da abordagem.

A guarnição conseguiu recuperar o material, constatando serem duas pedras de crack. Na residência onde se encontravam, Hélio Rodrigo Fonseca Ferreira, 20 anos, e Francisco Leonardo Rego da Silva, 18 anos, foi possível ver que Francisco entregou um objeto para a menor, o qual foi ocultado por ela entre suas vestes, e Hélio jogou um objeto em direção a um amontoado de sapatos.

Após busca pessoal, foram procedidas buscas nas dependências do imóvel, sendo constatado que o objeto entregue por Francisco à menor se tratava de um recipiente plástico contendo 24 pedras de crack fracionadas em tamanho comercial. E que o objeto dispensado por Hélio se tratava de uma pedra grande de crack, pesando cerca de dez gramas e que poderia render aproximadamente 30 pedras para venda.

Durante as buscas também foram apreendidos um pino de plástico utilizado para armazenar cocaína, três laminas de aço utilizadas para fracionar drogas, fragmentos de crack, evidenciando o manuseio de droga no local, uma colher com resquícios de drogas, um rolo de plástico utilizado para embalar drogas, a quantia de R$200,00 em dinheiro, um facão e uma faca.

Após as buscas, todos juntamente com o material apreendido foram encaminhados até o quartel de Polícia Militar para a lavratura do registro e, logo após, encaminhados para a Polícia Civil para demais providências.

Autor: Farley Rocha Postado em 08/07/2019
Compartilhe:

2 comentários

Recentes Populares
Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Portal Patos Hoje. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Portal Patos Hoje poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!

Os comentários que receberem 20 votos negativos a mais que os positivos serão retirados do Portal.

  • Justo | 1 semana atrás

    Daí trouxeram essas carcaças de gente aqui pra delegacia de Patos, depois ficam perambulando aqui nas ruas da cidade, pois como vão retornar à Boresca?, sendo que não possurm dinheiro nem pra passagem?

    1 1 Responder

    Tem que ler pra comentar. - 1 semana atrás

    É são gotardo e não são gonçalo. Foram levados para a polícia civil. São gotardo tem sua própria delegacia. Não vieram pra Patos. Nego abre a boca demais quando é um boca aberta.

    3 1