Adolescente de 15 anos é internada após fazer um aborto clandestino em Patos de Minas

Inicialmente ela negou que estivesse grávida, mas os exames comprovaram tanto a gestação quanto a prática do aborto.

publicado em 02/04/2019, por Maurício Rocha


Uma ação conjunta do Conselho Tutelar e da Polícia Militar levou uma adolescente de 15 anos para o Hospital Regional de Patos de Minas nessa segunda-feira (01), depois que a garota passou por um aborto clandestino.  Inicialmente, ela negou que estivesse grávida, mas os exames comprovaram tanto a gestação quanto a prática do aborto.

O caso ocorreu em um distrito, no município de Patos de Minas. O Conselho Tutelar recebeu denúncias de que a adolescente estava grávida e de que havia fortes indícios de que ela teria passado por um aborto. Uma pessoa que foi até a casa da menina confirmou que viu panos com muito sangue e que também havia uma quantidade impressionante de sangue no interior do banheiro.  

–––––––––––––––––––––––––––––––– CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ––––––––––––––––––––––––––––––––
Medic Imagem

Ao ser abordada pelos conselheiros tutelares e por policiais militares, a adolescente negou que estivesse grávida. Mas diante das denúncias e dos indícios, as conselheiras decidiram levar a garota para o Hospital Regional. O feto não estava mais no útero da menina, mas os exames comprovaram que ela estava grávida e que foi feito o aborto.

No Hospital Regional, a adolescente passou por um procedimento para retirar restos da gravidez que permaneceram no útero, como placenta e cordão umbilical. Uma conselheira tutelar que conversou com a reportagem do Patos Hoje disse que a garota poderia sofrer consequências graves de saúde se não tivesse sido levada para o Hospital.

O caso vai ser investigado. O Conselho Tutelar ainda não sabe em que circunstâncias a adolescente engravidou e como foi feito o aborto. Os pais da garota disseram que não sabiam da gravidez, mas também terão que prestar esclarecimentos. A prática de aborto no Brasil é considerada crime. O procedimento só é permitido em casos de estupro, de risco de morte para a mãe ou se o feto apresentar anencefalia.

Imagens atualizado em 02/04/2019 • 8 fotos

Autor: Maurício Rocha Postado em 02/04/2019
Compartilhe:

86 comentários

Recentes Populares
Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Portal Patos Hoje. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Portal Patos Hoje poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!

Os comentários que receberem 20 votos negativos a mais que os positivos serão retirados do Portal.

  • ... | 3 meses, 1 semana atrás

    Os enfermeiros de algoas foi na casa deles ajudar na hora d nascer o bebe e o par dela não deixou eles entra pq ja estavam planejando matar a criança.

    0 4 Responder

  • HIPÓCRITAS!!! | 3 meses, 1 semana atrás

    Gostaria de ver se fosse filho da amante da família tradicional patense!!! CONHEÇO MUITO MARIDO QUE PARECE BONZINHO PRA ESPOSA, MAS TA LÁ HORA OU OUTRA COM OUTRA. Quando engravida? Vai lá e aborta! Essa cidade parece mais um tribunal de caça às bruxas medieval. Eco!

    12 0 Responder

  • Fulano | 3 meses, 1 semana atrás

    Bom eu conheci ela e não sabia que ela estava grávida porque ela sempre usava blusa de frio e por aí vai. não devemos julgar ela ninguém sabe o motivo que a levou fazer isso,e sempre devemos se pôr no lugar da pessoa pra entender.

    11 5 Responder

  • Joca | 3 meses, 1 semana atrás

    Legalizado ou não, o estupro acontece diariamente no brasil candlestinamente, e isso MATA mulheres que não estão preparadas pra ter filhos ainda. Como vocês conseguem julgar uma garota de 15 anos? Vcs acham mesmo q ela está preparada pra ter uma criança dentro dela? Quantos casos de depressao pós parto vcs já viram? quantos casos de rejeição da criança? Como ter um filho sem ter condições psicológicas pra isso?

    14 4 Responder

    . - 3 meses, 1 semana atrás

    Minha mãe foi mãe com 15 anos,estou aqui agora digitando esse texto......isso vai da responsabilidade de cada um,se ela n quisesse essa criança que tivesse prevenido já que não ia deixar de abrir as pernas pra homem,magina a cena que aconteceu com esse bebê e me diz se não é revoltante.

    15 6

    sao casos e casos - 3 meses, 1 semana atrás

    sua mãe pode ter tido filho com 15 anos, mas não cabe a ninguém julgar outra pessoa! igual foi dito, o estupro legalizado ou não continua acontecendo candlestinamente e resulta na morte de mulheres que não estão preparadas pra ter filho

    14 4

    Lili - 3 meses, 1 semana atrás

    Primeiro que eu conheço ela e lá não sofreu abuso, primeiro que ela tinha um namorado escondido, segundo que ela vivia encontrando homens e rapazes ate dentro de umas das escolas do local.

    5 6

    veredinha - 3 meses atrás

    Em consideração a idade da garota e se está ou não preparada pra ser mãe, não leva o direito de tirar a vida de um ser tão indefeso, a mesma deveria ter pensado bem, antes de ter relação sexual, preservativo ganha de graça nos postos de saúde e tem varias formas de se previnir, será que ela não estudou esse tema na escola? Então isso não se justifica, condições psicológica pra matar uma criança teve né e pra se prevenir não!

    0 0

  • hipocritas | 3 meses, 1 semana atrás

    Seus hipocritas, são contra o aborto até a própria filha menor de idade engravidas, ou a amante né! Métodos contraceptivos FALHAM, e ainda vejo gente contra a educação sexual nas escolas. Como se prevenir sem alguém ensinar? Claramente ela não tinha uma boa relação com os pais, pois se tivesse, saberiam do ocorrido, e com certeza eles não devem ter instruído a garota sobre como se prevenir. Pois bem, quero ver se vcs julgariam se fosse filha de vocês ou a amante kkkkk

    18 2 Responder

    Nao tem justificativa - 3 meses, 1 semana atrás

    Nao tem justificativa pra essa maldade.nao importa o que a motivou matar o proprio filho.NAO Ê HIPOCRISIA NAO. Ja vi adolescente ate de 12 anos gravidas.e nenhuma matou a criança. Isso é coisa de gente maligna.ja tive depressao pos parto bem grave e nao matei minha criança. Isso vai da natureza da pessoa. E Ela e os responsaveis tem que responder por esse crime.Ate em caso de estupro nao deixa de ser crime.foi um crime pra esconder o erro dela das pessoas.pras pessoas nao.comentarem.Justiça Divina nao falha nao.FOI MUITA MALDADE DESSA PESSOA QUE MATOU O BB.tem que apurar se nao foi terceiros qe mataram tbm

    5 4

  • JUSTIÇA | 3 meses, 1 semana atrás

    QUANTOS SONHOS A ROBERTA TINHA E HOJE ELA NAO TA AQUI PARA CONTA ESPERO QUE SOCIEDADE TENHA RESPOSTA DA JUSTIÇA DE MINAS GERAIS... Se você pensou em um primeiro momento que Feminicídio é quando morre uma mulher, você está no caminho certo. É por aí mesmo, mas tem um agravante: a morte é causada em razão da condição do sexo feminino. Ou seja, mulheres que perdem suas vidas por serem mulheres. Essa é uma realidade que vemos com frequência nos noticiários brasileiros. Todos os dias tem alguém com medo de ser a próxima vítima do machismo que mora ali ao lado ou dentro da própria casa. O termo Feminicídio foi utilizado pela primeira vez nos anos 70, mas só começou a ganhar corpo nos anos 2000, após muita luta para que se reconhecesse a violência de gênero como um tipo de crime com motivações específicas, que vão além da comum ambientação das violências doméstica e familiar."

    2 10 Responder

  • CC | 3 meses, 2 semanas atrás

    Uai cadê os pais desta adolescente ... n sabia da gravidez os responsaveis por ela ... com certeza ela deveria estar gravida de padrasto ou namorado da mãe ... e ficou com medo de falar sobre o aborto para os conselheiros

    9 9 Responder

    ... - 3 meses, 1 semana atrás

    CC Fois os pais que fizeram o parto e ajudaram a matar o bebe, foram dois enfermeiros do município de alagoa na casa ajudar e o pai mandou ir embora, fizeram o parto mataram o bebe sufocado e depois abandonam na estrada para o pantano. Edt: conheço a família e o cãs por isso sei essas informações.

    6 0

    Olha - 3 meses, 1 semana atrás

    Olha ela morava com o pai e a mae, porem ficava com algum garotos. Os pais quem ajudou no parto. Na hora de matar e abandonar a criança. Nasceu vivo o bebê e elees sufocaram . foram enfermeiros do posta do municipio ajudar maus o pai não deixou ninguém entrar Sou conhecido e amigo da família por isso sei esses detalhes e como aconteceu tudo

    6 0

  • Alguém | 3 meses, 2 semanas atrás

    Não sou a favor do aborto e nem contra, eu apoio sim a educação sexual nas escolas, ensinar tudo sobre a prevenção de uma gravidez, ensinar mais sobre os anticoncepcional. Muitos eleitos do bolsonaro falando que não apoia o aborto, mais tbm não apoia a educação sexual nas escolas, querido as pessoas vão saber se prevenir como ? O aborto as vezes é uma solução sim, até pq nascer em uma família onde pai e mãe não tem capacidade nenhuma de dar educação pra uma criança, aonde ela vai passar fome, passar nessecidades, muitas vezes acontecem coisas piores com essas crianças eu preferia ter sido abortado. Eu apoio o aborto, mas não pela imaturidade da mulher e sim pela criança que vai nascer.

    9 20 Responder

  • Ropatos | 3 meses, 2 semanas atrás

    Matar inocenre indefeso ' VAI pagar na lei de DEUS' e tem que pagar na lei dos homens. Ir pra cama' achou bao? foi por vontade própria? Teve oportunidade de usar proteção e nao usou' , Então deve ser condenada . Faz parte do jogo .

    19 11 Responder

  • Roro | 3 meses, 2 semanas atrás

    Não quer engravidar ? É simples, camisinha, remédio entre outras coisas. A mulher deve ser livre sim pra escolher ou não ter filho, mas não abortando! Isso é o cúmulo do absurdo.

    23 13 Responder

    Mal informado você ein!! - 3 meses, 1 semana atrás

    Não sei se você tem conhecimento dessa informação, mas estarei de dando acesso a ela: OS METODOS CONTRACEPTIVOS NAO SAO 100% EFICAZES Ela pode ter feito sexo usando camisinha, que poderia furar. Assim como tomar a pílula do dia seguinte e ela falhar. Ou até mesmo anticoncepcional e ele falhar. Além do mais, ela é uma CRIANÇA de 15 anos. O garoto e os pais devem ter feito uma pressão terrível pra ela abortar. Você não é nada mais que um idiota por falar coisas das quais não sabe.

    1 0

carregar mais comentários