Publicado em 13/07/2018
Compartilhe:

Academia explica objetivo social da festa julina que interditou rua no centro de Patos de Minas

A iniciativa irá beneficiar um grande número de menores em situação de risco social e toda renda obtida será destinada à construção de uma escola.

A festa julina aconteceu nessa quarta-feira (11).

Pelo segundo ano consecutivo, a Festa Julina realizada pela Academia Lúcia Queiroz cresce consideravelmente em sua segunda edição e duplica o valor de fundos arrecadados, que serão integralmente doados para os projetos socioeducativos desenvolvidos pelo Lar de Paulo e Estevão.

Quem passou pelo local na última quarta-feira, dia 11, pôde conferir a grande aglomeração de pessoas, alunos, pais de alunos, colaboradores e voluntários que arregaçaram as mangas e trabalharam com empenho para o excelente resultado do evento. A iniciativa irá beneficiar um grande número de menores em situação de risco social e toda renda obtida será destinada à construção de uma escola para ampliação dos projetos socioeducativos desenvolvidos pelo Lar de Paulo e Estevão nos bairros Coração Eucarístico, Jardim Quebec, Residencial Sorriso e bairros vizinhos.

–––––––––––––––––––––––––––––––– CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ––––––––––––––––––––––––––––––––
Medic Imagem

O Lar de Paulo e Estevão, Instituição de Educação e Assistência Social Espírita vem há doze anos cumprindo uma importante missão na região, responsável pela assistência a uma população de menores que saltou de 248 para mais de 3 mil crianças nos últimos anos. Os registros e dados da Policia Militar demonstram uma queda significativa na criminalidade local como consequência deste trabalho.

Como parceira da instituição em sua nobre missão de transformar a realidade social em uma das regiões mais carentes da cidade, a Academia Lúcia Queiroz agradece a todas as pessoas que colaboraram para o sucesso do evento, certa de que a maior recompensa de todos é a satisfação em poder contribuir para dar esperança e um futuro melhor para essas crianças.

Assessoria de Comunicação

Postado em 13/07/2018
Compartilhe:

34 comentários

Recentes Populares
Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Portal Patos Hoje. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Portal Patos Hoje poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!

Os comentários que receberem 20 votos negativos a mais que os positivos serão retirados do Portal.

  • Flor | 3 dias, 1 hora atrás

    Parabéns Lúcia e toda sua equipe! Fantástica a iniciativa de uma festa tão linda e sem distinção de pessoas, só mostra o quanto a sua empresa é séria e que vocês se propõe a ajudar uma causa tão nobre! O trânsito não foi prejudicado, passei na rua nomomento da festa e a rua não estava totalmente interditada, portanto tem muita gente equivocada!

    1 3 Responder

  • Maquiavel | 3 dias, 2 horas atrás

    OS FINS NÃO JUSTIFICAM OS MEIOS.

    4 2 Responder

  • Val Marchiori | 3 dias, 4 horas atrás

    Coronelismo está no DNA dos herdeiros. Não aprenderam a diferenciar público e privado porque sempre se beneficiaram do público.

    24 1 Responder

  • Cláudia | 3 dias, 4 horas atrás

    De qualquer jeito, sendo beneficente ou não, está errado interditar uma rua tão movimentada quanto a Dr. Marcolino.

    22 3 Responder

  • Robin Hood | 3 dias, 6 horas atrás

    nada justifica para a principal rua de patos nao, ta errado sim deveria era ter multado a academia, evento muito mal planejado pq nao alugou um barracao ja que as mensalidades dessa academia e um absurdo de caro, ora economiza vai para o transito e faz a festa no meio da rua. foi errado e muito errado, tem justificativa pra isso nao :hammer:

    16 7 Responder

  • Motora | 3 dias, 7 horas atrás

    Ta certo! Aqueles que reclamaram pra corta a volta foi os que abasteceram que ficaram horas na fila pra pagar a 6 reais a gasolina, agora chora nao sei se por perder tempo ou pra nao gastar mais gasolina... agora fica chorumingando por ter a via interditada... isso q academia fez e pra ajudar o proximo... corta uma voltinha nao vai matar niguem nao, acorda Brasil!!

    15 9 Responder

  • BAHIA | 3 dias, 7 horas atrás

    o assunto e interdição da rua, e não a língua portuguesa. obrigado!

    9 2 Responder

  • INTERNALTA | 3 dias, 7 horas atrás

    A ociosidade, a falta de emprego, as greves escolares, o excesso de tempo pra ficar digitando, criticando sem por a cara a tapa faz que comentários sem sentido, sem contribuição ao próximo ocorram. Vamos deixar as mãos livres e contribuir em mutirão, fazer social dedicando um pouco seu tempo para próximo, vamos comentar em rede social sem a tecnologia dos smartphone e sim pessoalmente, com calor humano, conversando olho no olho e fazendo o bem...A academia como várias entidades e pessoas anônimas fazem o bem, promovem a solidariedade sem precisar ficar aparecendo nas mídias e meia dúzia de motoristas incomodados ou sem um pingo de educação ou paciência gerar este transtorno todo.

    10 6 Responder

  • Lauro | 3 dias, 7 horas atrás

    Parabéns Lucia e toda equipe pela iniciativa, árvore que mais recebe pedra, são as que dão mais frutos!!! Duas horas de interdição de uma rua por uma causa nobre, será até quando as pessoas estão dispostas a ajudar o próximo??? Vimos a poucos meses os caminhoneiros e ninguém fez nada, até quando vamos dormir nas nossas poltronas confortáveis...

    12 8 Responder

  • Professor de História | 3 dias, 7 horas atrás

    Atenção redação do patos hoje, não existe esse termo "Julina". As festividades que ocorrem neste período do ano nada tem a ver com os meses, e sim com o contexto histórico na qual surgiram. Surgiram durante o Império Romano, com fundamento religioso para homenagear a deusa Juno, com a expansão católica neste mesmo império, a igreja católica utilizou esse fator para congregar popularidade a sua dogmação, com isto foi adotado os santos católicos nessas festividades, ao passo que não se torna correto de modo algum a utilização desse termo "Julina"para referir a estas festas

    5 7 Responder

    Jacinto Master - 3 dias, 7 horas atrás

    Sr professor de história, o historiador é vc é não a maioria dos leitores desse jornal , entao guarda seus saberes para o conteúdo de sua matéria , pq popularmente falando e festa Julina sim

    4 13

    GALINHO DO TEMPO - 3 dias, 6 horas atrás

    ninguém te perguntou nd professorzinho ...

    2 14

    JUNINA SIM - 3 dias, 6 horas atrás

    Informação é sempre bem vinda. Obrigada professor

    10 2

    Carlim - 3 dias, 6 horas atrás

    Professor, a língua é histórica, se adapta às vontades de uma época. Então, mesmo que não se adapte a uma suposta norma ou origem, ela cumpre sua função que é chegar ao "outro lado do rio".

    10 5

carregar mais comentários